Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Setor criticado

Antes criticada, defesa do Atlético melhora desempenho com Roger

Equipe alvinegra não terminava três partidas sem ser vazada desde julho de 2015, no Campeonato Brasileiro

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Leonardo Silva
Fase do Atlético sem tomar gols coincide com a volta do zagueiro Leonardo Silva à equipe
PUBLICADO EM 17/02/17 - 03h00

O grande calo do Atlético nos últimos anos foi o número exagerado de gols sofridos. A defesa alvinegra chegou a ter índices semelhantes aos de equipes rebaixadas no Campeonato Brasileiro. Em 2016, o time tomou 89 gols, mais de um por jogo, em média. Mas 2017 começou diferente. Em cinco jogos, o Galo levou apenas um gol – do Cruzeiro, na derrota pela Primeira Liga, no Mineirão, por 1 a 0.

Desde então, são três jogos seguidos sem ser vazado, algo que não acontecia desde julho de 2015. Na ocasião, o time venceu três partidas em sequência (contra Flamengo, Joinville e Coritiba) e não foi vazado. Claro que os adversários dos quais o alvinegro não sofreu gols não são da elite nacional, mas o desempenho não deixa de ser um alento depois de muitas críticas.

O clube se reforçou na defesa com a contratação de Felipe Santana, que chegou a ser titular e falhou justamente no único gol tomado pelo time na temporada, contra a Raposa. Mas o retorno de Leonardo Silva, recuperado de lesão, é que parece ter dado tranquilidade ao conjunto.

A volta dele ao time coincide com a sequência zerada. No mais, o jovem Gabriel se manteve no setor, assim como os laterais Marcos Rocha e Fábio Santos, ambos convocados por Tite em janeiro para o amistoso da seleção brasileira contra a Colômbia.

Mas há também uma contribuição tática e de postura para a melhora. O técnico Roger Machado mudou o esquema e tem fortalecido a proteção da zaga com Rafael Carioca, Elias e Danilo, sem abrir mão de atacar.

Substituto de Victor nos primeiros meses do ano – o camisa 1 está em fase final de recuperação de uma cirurgia no ombro – Giovanni só trabalhou mesmo efetivamente no clássico. Ele credita a melhora a todo o grupo.

“Isso eu aprendi desde a escolinha. Um bom time começa com uma boa defesa. Se tivermos bons laterais e volantes, bom goleiro, isso contribui para os resultados. Tudo se agrega e resulta em desempenhos positivos”, destacou o goleiro.

Treino. Na atividade dessa quinta-feira (16), na Cidade do Galo, Roger Machado comandou um treinamento específico para os defensores. Os zagueiros se posicionavam entre dois adversários fictícios e precisavam cortar a jogada de cabeça ou chutar a bola para longe.

Não é a primeira vez que o treinador faz esse tipo de atividade. Ele também fez um trabalho direcionado para os homens de frente.

O que achou deste artigo?
Fechar

Setor criticado

Antes criticada, defesa do Atlético melhora desempenho com Roger
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter