Recuperar Senha
Fechar
Entrar

CANOAGEM SLALOM

Brasileiros querem tirar lições de torneio na Austrália

Experiência no Australian Open pode ajudar a melhorar esporte no Brasil; dupla brasileira no masculino foi destaque e terminou em sexto

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Canoagem
Comitê Olímpico Brasileiro trabalha na preparação de atletas visando os Jogos Rio-2016
PUBLICADO EM 18/02/15 - 20h26

Os atletas brasileiros não conquistaram nenhuma medalha na Canoagem Slalom do Australian Open, que foi disputado entre os dias 13 e 15 de fevereiro, no Penrith Whitewater Stadium. Porém, a experiência de competição pode ser muito mais importante para a melhora do esporte e dos resultados do Brasil, conforme a avaliação dos atletas da equipe canarinho.

A competição, que abre as disputas da modalidade da Canoagem Slalom em 2015, contou com mais de 150 competidores de diversos países, com brasileiros presentes em todas as categorias, o C1 (canoa para uma pessoa) e C2 (canoa para duas pessoas) no masculino e o K1 (caiaque para uma pessoa) e C1 no feminino.

O destaque ficou por conta da dupla Charles Corrêa e Anderson Oliveira, que terminou a disputa em 6º lugar na categoria C2 e que aproveitou para aprender com a experiência que tiveram na disputa. “Com essa competição, nós conseguimos ver em que precisamos mudar e como mudar. Agora, temos mais duas semanas de treino por aqui e vamos focar nestas mudanças”, destacou Corrêa.

Oliveira ressaltou ainda a importância do trabalho em equipe para buscar evolução na modalidade. “A sincronia é um dos requisitos extremamente importantes. Além disso, você precisa conhecer o parceiro e ter um bom diálogo para que possam evoluir juntos”, completou.

Outros brasileiros estiveram muito próximos de alçar uma vaga na final, mas ficaram no quase e pararam nas semifinais. No feminino, Ana Sátila terminou em 11º na categoria K1.  Pelo masculino, Felipe Borges da Silva ficou em 20º na categoria C1 e Pedro Henrique Gonçalves terminou em 24º lugar na categoria K1.

Os atletas brasileiros seguirão treinando por mais duas semanas na Austrália. 

O que achou deste artigo?
Fechar

CANOAGEM SLALOM

Brasileiros querem tirar lições de torneio na Austrália
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter