Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Copa do Brasil

Cruzeiro espera que final seja exemplo para todo o Brasil

Em entrevista ao Super FC, diretor de marketing da Raposa, Marcone Barbosa, fala sobre espírito de civilidade da decisão, dentre outros assuntos

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
marcone barbosa
Marcone Barbosa não se surpreendeu com a procura de ingressos para o jogão
PUBLICADO EM 13/09/17 - 14h09

Cruzeiro x Flamengo, no dia 27 de setembro, no Mineirão, será mais do que uma final envolvendo os dois melhores times desta edição da Copa do Brasil. Será uma final para todo brasileiro. É o que o diretor de marketing do clube celeste, Marcone Barbosa, deixou claro em sua entrevista ao Super FC, nesta quarta-feira.

De acordo com o dirigente da Raposa, a final será um grande evento e também uma lição a torcedores de todos os clubes nacionais. Em outras palavras, ele acredita que cruzeirenses e flamenguistas darão um exemplo de festa e também de cidadania, que poderia ser seguido futuramente por aficionados de outras agremiações.

Confira a entrevista concedida por Marcone Barbosa ao Super FC

O quanto te surpreendeu a procura dos ingressos pelos sócios-torcedores para a final? Você se recorda de uma procura semelhante pelos torcedores cruzeirenses?

“Na verdade o Cruzeiro não se surpreendeu com a procura. Quando definimos a precificação dos ingressos, nós olhamos o cenário. Tivemos uma decisão recente, com o Atlético, em 2014, a qual usamos aqueles preços como parâmetro para agora. E tivemos o comportamento da bilheteria deste ano também como parâmetro. A partir daí o presidente (Gilvan de Pinho Tavares) decidiu quais seriam os preços. Preços mais caros do que vinha sendo praticado, mas dentro de uma realidade que os deixava acessíveis a todos os bolsos. Acho que isso é que foi o fator decisivo para essa procura. E também o resultado do primeiro jogo (1 a 1). Mas mesmo antes do primeiro jogo, o Cruzeiro já havia vendido bastante ingresso de forma antecipada para o sócio-torcedor. Talvez este seja o jogo com maior número de sócios-torcedores no campo, até porque somente o sócio comprou ingresso.”

Queria que você falasse um pouco das ações que vão acontecer no dia da final.

“Nossa ideia era de tratar essa final não simplesmente como um jogo do Cruzeiro, embora seja de uma final do Cruzeiro. Nós estamos em parceria com o Flamengo, com o Mineirão, com a CBF, com as emissoras que detêm os direitos de transmissão, com os patrocinadores da competição. Nós fizemos uma espécie de mutirão para tratar o jogo como um um jogo de decisão da Copa do Brasil, em que todos estão interessados de promover essa partida. Então, teremos várias ações no pré-jogo, vamos ter algumas ações que vão interferir no protocolo da CBF, no protocolo de entradas dos times. Isso tudo em sintonia com a CBF e com a Federação Mineira. A ideia é de realmente promover uma grande festa no dia 27 no Mineirão. Esperamos obviamente que a torcida do Cruzeiro saia feliz e com o título. Mas a nossa ideia no preparativo é sempre de fazer desse jogo um momento de lazer, de festividade, de prazer para o torcedor que for. Não só receber bem o cruzeirense, mas também o flamenguista. Assim como o cruzeirense foi bem recebido no Rio de Janeiro. Acho que a gente tem uma oportunidade única de mostrar para todo o Brasil como é uma final em que dois clubes se abraçam para fazer da final um grande espetáculo. Cruzeiro e Flamengo deram o  nome a essa final de final de time grande. E a gente espera que seja uma final de torcida de time grande. E a ideia é fazer um grande espetáculo no pré-jogo para que cruzeirenses e flamenguistas, cada em seu setor, aproveitem bastante o momento, como foi no Rio de Janeiro.”

Existe a possibilidade de a final receber o maior público de pessoas em um jogo no novo Mineirão. O que representaria para o clube de uma maneira geral esse recorde, caso isso realmente se concretize, depois de quatro anos e meio desde a reabertura do estádio para partidas?

“A possibilidade de haver a quebra do recorde de público total do estádio é muito grande. Nós conseguimos com a Polícia Militar o encurtamento da distância de divisão de torcidas, até pelo histórico do que aconteceu no Rio de Janeiro, em que as torcidas deram um exemplo de comportamento. A torcida do Flamengo recebeu muito bem o torcedor do Cruzeiro no Rio. E tenho certeza de que vamos retribuir isso aqui em Belo horizonte. isso proporcionou para a gente comercializar mais ingressos, liberar mais espaços à torcida. O jogo tem um apelo muito grande. Certamente estarão presentes no jogo 95% dos sócios que já têm ingresso garantido. Isso vai com certeza impulsionar esse público. Os ingressos da torcida visitante também deverão se esgotar. O Flamengo vai comercializar 5.845 bilhetes, certamente toda essa carga será vendida. Teremos casa cheia no dia 27 e com a possibilidade real de quebra de recorde.”

Que recado você daria ao torcedor cruzeirense para esta decisão?

“É importante o torcedor ir para o estádio não em clima de guerra ou hostil. O Cruzeiro foi muito bem recebido no Rio pelos torcedores do Flamengo. É importante agora a gente retribuir isso em Belo Horizonte. O Cruzeiro, no Rio, fez ações na praia com o mascote Raposão, alguns torcedores fizeram ações com o avião, mostrando uma faixa do Cruzeiro. Isso foi muito bem recebido, aplaudido por todos no Rio de Janeiro. E agora é a vez da gente dar outra prova de civilidade em Belo Horizonte e de também receber bem a torcida visitante. Esperamos que o flamenguista ocupe o espaço dele no Mineirinho, tenha o momento de entretenimento dele, assim como o cruzeirense terá momento dele na Esplanada para entretenimento, que o Cruzeiro e a Minas Arena vão proporcionar. Que seja uma rivalidade que fique dentro de campo, que vença aquele que se saia melhor no jogo. E que as torcidas deem um espetáculo à parte. Tenho certeza que a torcida do Cruzeiro fará um lindo espetáculo no Mineirão, assim como já fez no Maracanã, praticamente calou o Maracanã. Aqui, com certeza, fará um espetáculo ainda mais bonito, a torcida do Cruzeiro certamente vai dar um show. É importante que o torcedor vá com espírito de civilidade e de cordialidade. E que o Cruzeiro vença no final.”

O que achou deste artigo?
Fechar

Copa do Brasil

Cruzeiro espera que final seja exemplo para todo o Brasil
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter