Recuperar Senha
Fechar
Entrar

OBJETIVO TRAÇADO

Nada de Goulart! Wagner exalta reforços e mira o Mundial de Clubes

Declarações foram dadas na tarde desta terça-feira (2) minutos antes da missa que comemorou o aniversário do clube

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
DSC_9863.jpg
Wagner Pires de Sá revelou seus objetivos para a temporada
PUBLICADO EM 02/01/18 - 19h05

O torcedor do Cruzeiro que esperava um presente de aniversário no dia que o clube completou 97 anos se frustrou. O presidente do Cruzeiro Wagner Pires de Sá descartou novos reforços e disse que nunca tentou trazer Ricardo Goulart. Em sua defesa, o mandatário celeste apelou para o bom humor. “Eu contratei seis jogadores, jogadores de nível de seleção. Foram reforços pontuais que a gente tinha conversado com o técnico Mano Menezes. Fizemos as contratações melhores que tinha no mercado”, explicou Wagner, que também oficializou as vindas de Fred, Egídio, Bruno Silva, Marcelo Hermes e David; quanto ao lateral Edilson, do Grêmio, restam detalhes.

"Todos os reforços estão oficializados. Falta alguma coisinha do Edilson, mas parece que está sendo resolvida neste momento. Todos os outros jogadores que a gente tinha falado já estão contratados e vão vestir a camisa do Cruzeiro em 2018", disse.

VEJA A FESTA DA TORCIDA CRUZEIRENSE APÓS A MISSA DE 97 ANOS: 

As declarações foram dadas na tarde desta terça-feira (2) minutos antes da missa que comemorou o aniversário do clube. A solenidade, que contou com a presença de vários conselheiros e pessoas ligadas ao Cruzeiro, aconteceu no ginásio do clube, no Barro Preto, e foi aberta ao público. Alguns torcedores foram ao local celebrar o aniversário do time do coração e levar apoio à nova diretoria. Alguns ainda insistiram em sugerir outros reforços. O nome de Ricardo Gourlart, atualmente no futebol chinês era praticamente uma unanimidade.

“O Ricardo Goulart é um grande jogador mas nós nunca tentamos trazê-lo. Sempre deixamos claro que a operação financeira seria inviável”, completou Wagner que vê o time forte para brigar pela Libertadores. “Sempre falei que o objetivo é a Libertadores e partir para o Mundial, Esse é nosso objetivo. Vamos buscar este título”, explicou.

Eleito presidente do Cruzeiro no dia 2 de outubro, com 235 votos contra 200 de Sérgio Rodrigues, candidato da oposição, Wagner Pires de Sá tomou posse em 18 de dezembro, mas só nesta terça-feira (2) sentou-se de fato pela primeira vez na cadeira de presidente na sede do Barro Preto. Junto com ele também começaram a trabalhar oficialmente o vice-presidente de futebol, Itair Machado, e o diretor de futebol, Marcelo Djian.

Na verdade, o trio já vinha suando a camisa nos bastidores desde a eleição para fechar os reforços pedidos pelo técnico Mano Menezes para a temporada 2018, que começa nesta quarta-feira(3) na Toca da Raposa II, mas o mandato só começa no primeiro dia útil do ano seguinte à eleição. Os seis novatos são aguardados à tarde junto com os demais atletas no CT cruzeirense. No entanto, a apresentação oficial do lateral-direito Edilson, dos esquerdos Marcelo Hermes e Egídio, o volante Bruno Silva e os atacantes David e Fred só acontece no sábado na Toca da Raposa I, com a presença de sócios torcedores do clube celeste.

A princípio, este é o grupo que o treinador terá para começar a temporada. Mas a diretoria não descarta a vinda de outros reforços durante este início de ano caso apareça alguma boa oportunidade. Como o Cruzeiro terá competições importantes em 2018, como a Copa Libertadores, a intenção da nova diretoria é montar um grupo ainda mais forte do que o do ano passado. Atual campeão da Copa do Brasil, a Raposa sonha com o título internacional e também com o do Mundial de Clubes da Fifa, caneco ainda inédito na galeria do Barro Preto.

OUTROS ASSUNTOS  

Fred

“A multa do Fred é uma multa do jogador. Mas já falamos que o jogador de forma nenhuma será penalizado. De qualquer maneira ele estará livre dessa multa. Ela é de responsabilidade da nossa gestão. Nosso departamento jurídico está analisando a situação”

Grupo da morte Libertadores

“Time que quer ser campeão não pode escolher adversário. Existe grupo forte, mas a gente só sabe se o adversário é forte depois que a gente joga contra eles. Agora não podemos ficar pensando em grupo da morte. Nossa obrigação é vencer e é isso que vamos fazer”

O que achou deste artigo?
Fechar

OBJETIVO TRAÇADO

Nada de Goulart! Wagner exalta reforços e mira o Mundial de Clubes
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter