Recuperar Senha
Fechar
Entrar

FEZ HISTÓRIA EM 2003

De volta à Toca, Maurinho brinca: 'dei dor de cabeça para treinador'

Aos 39 anos, ex-lateral-direito confia no sucesso do elenco montado pela Raposa para a temporada 2018; Confira entrevista exclusiva

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Maurinho visitou amigos na Toca da Raposa II
PUBLICADO EM 12/01/18 - 09h02

Se o Cruzeiro está precisando de bons fluídos para conquistar os títulos desta temporada, nada melhor do que contar com uma visitinha de um ex-jogador campeão pelo clube. Quem não se recorda de Maurinho, lateral-direito daquele timaço campeão da Tríplice Coroa? Pois é. O ex-jogador foi o visitante ilustre da tarde desta quinta-feira no CT celeste. Em BH para negócios, ele não perdeu a oportunidade de dar uma 'passadinha' no lugar onde viveu tantas alegrias.

"Voltando aqui, revendo alguns amigos, jogadores que eu joguei junto, funcionários. Um clube que eu gosto de coração, e não tem como não passar um filme na cabeça dos vários momentos bons aqui na Toca", disse Maurinho, relembrando o histórico ano de 2003.

FOTO: Divulgação/Cruzeiro
Maurinho visitou amigos na Toca da Raposa II
LEGENDA

"Foi o ano inesquecível, ainda mais pela conquista da Tríplice Coroa, título que até hoje nenhum clube brasileiro conseguiu. A gente teve a felicidade daquele ano conseguir esses três títulos que foram importantes, não só para mim, mas para o Cruzeiro e todos os jogadores daquela época", relembra.

Hoje, investindo em uma clínica de fisioterapia no estado de São Paulo, ele não se desligou totalmente do futebol e sempre tenta dar seus 'pulos' na revelação de atletas.

"Tenho relação direta (com o futebol). Às vezes levo alguns jogadores em alguns times, jogadores novos, que às vezes despontam em São Paulo e na minha região. Sempre quando tenho algum contato, procuro trazer para grandes clubes, como o Cruzeiro", afirmou.

No entanto, trabalhar como treinador é algo que está completamente fora de cogitação. O motivo? Deixemos que o Maurinho mesmo conte. Afinal de contas, as histórias do ex-jogador, longe dos gramados, são mitológicas. Ê, noite!

"(Ser treinador?) Não. Só vendo. Deixa isso para o Mano. Ser treinador não. Só vim aqui para rever os amigos, acho que dei muita dor de cabeça para treinador, não quero dor de cabeça para mim não", brincou Maurinho.

VEJA OS DEMAIS PONTOS DA ENTREVISTA COM MAURINHO

O CRUZEIRO DE 2018 TERÁ O SUCESSO PARECIDO COM O DE 2003?

"Só pelos nomes que estão trazendo pode se falar que o Cruzeiro é um dos favoritos para a disputa de todos os campeonatos que teremos durante o ano. Lógico que, hoje em dia, não é só nome o futebol, tem que fazer valer dentro de campo. Às vezes você tem grandes nomes, mas dentro de campo não se encaixa, mas eu acho que só pelo astral que eu vi, de brincadeiras, união, esse ano vai dar tudo certo para o Cruzeiro".

VELHOS CONHECIDOS

"Que eu joguei junto tem o Fábio, Fred, Rafinha, que eu não joguei com ele aqui no Cruzeiro, mas joguei no São Paulo, tem o Egídio, que eu também conheço, Rafael Sóbis, vários jogadores que, apesar de não termos jogado juntos, temos uma amizade legal".

O ENCAIXE DO TIME DE 2003

"Acho que qualidade tinha, e uma qualidade que não estava restrita só aos 11 jogadores, era um elenco muito bom, e o time encaixou. Começamos devagarinho no Mineiro, quando foi campeão da Copa do Brasil e começou o Brasileiro, todo mundo começou a olhar diferente, a gente também começou a pensar diferente, tínhamos convicção de que era possível ganhar os três campeonatos. Graças a Deus conquistamos isso daí".

FOTO: Divulgação/Cruzeiro
Maurinho visitou amigos na Toca da Raposa II
LEGENDA

 

O que achou deste artigo?
Fechar

FEZ HISTÓRIA EM 2003

De volta à Toca, Maurinho brinca: 'dei dor de cabeça para treinador'
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter