Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Vida nova no rival

Michel Bastos lamenta reputação negativa: 'Isso começou no São Paulo'

Jogador garante não saber o motivo que o fez ser chamado de 'laranja podre' durante passagem pelo Tricolor Paulista

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
michel bastos
Michel Bastos deve ser titular contra o Mirassol
PUBLICADO EM 13/02/18 - 17h51

 

O meia Michel Bastos, do Palmeiras, reforçou nesta terça-feira o recado dado pelo técnico Roger Machado na última semana. Defendido pelo treinador, que atacou a existência de críticas externas sobre o comportamento do jogador, ele lamentou em entrevista coletiva que tem convivido com uma reputação negativa desde a saída conturbada do São Paulo, em 2016, quando foi agredido por torcedores e meses depois rescindiu contrato.

Na última sexta-feira, Roger Machado promoveu Michel Bastos a titular contra o Mirassol e disse ser injusta a fama de o jogador ser chamado de "laranja podre" ou de alguém prejudicial ao ambiente do elenco. Nesta terça, Michel voltou a falar no tema. "Começou quando saí do São Paulo. Até então eu nunca tive problema com isso, nem fui questionado. Sinceramente, não sei o motivo. Já falei milhões de vezes que nunca tive problemas com o elenco, eu me dou bem com todo mundo", afirmou.

Michel Bastos atuou no São Paulo por duas temporadas e meia, até deixar o clube após confusão com a torcida. Para o jogador, o episódio gerou a impressão errada de que ele gera problemas no ambiente do time e se irrita quando não é escolhido como titular "Às vezes tacham que um jogador não é bom de grupo. Enfim, acho que tenho que conviver com isso até o final da minha carreira", disse.

Na última semana, o técnico do Palmeiras afirmou que o rótulo sobre Michel Bastos é injusto e para argumentar, deu como exemplo a carreira como jogador. O ex-lateral-esquerdo Roger Machado afirmou que também durante a parte final da carreira foi rotular como atleta descompromissado ou que fazia mal ao ambiente, acusações que se assemelham às feitas sobre Michel Bastos.

O meia de 34 anos afirmou que um dos erros cometidos que propiciaram o mal entendido sobre a sua conduta foi expressar a sua opinião. "Meu erro foi sempre expressar a minha escolha, de jogar de meia. Mas nunca abdiquei de jogar como volante ou lateral", disse Michel Bastos, que nas duas vezes em que foi titular na temporada, foi posicionado como lateral-esquerdo.

O que achou deste artigo?
Fechar

Vida nova no rival

Michel Bastos lamenta reputação negativa: 'Isso começou no São Paulo'
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter