Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Novela olímpica

Após rejeição de prefeita, Roma vota candidatura aos Jogos de 2024

Ao optar por não sediar os jogos de 2024, prefeita destacou os altos custos para receber o evento; se a rejeição for aprovada na Câmara Municipal, apenas três cidades se candidatariam aos Jogos de 2024: Los Angeles, Paris e Budapeste

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Virgínia Raggi
Prefeita de Roma diz que sediar evento não seria uma medida sustentável, já que Roma tem outras prioridades
PUBLICADO EM 26/09/16 - 14h12

Depois de a prefeita de Roma, Virginia Raggi, ter rejeitado oficialmente a candidatura da cidade aos Jogos Olímpicos de 2024, a capital italiana definiu que a sua Câmara Municipal irá votar na próxima quinta-feira a continuidade ou não dos romanos na disputa para abrigar o grande evento que acontecerá daqui a oito anos.

Com a rejeição da prefeita, a tendência é a de que Roma realmente fique fora da corrida olímpica pelos Jogos de 2024, pois o movimento anti-establishment 5 Estrelas, com o qual ela foi eleita em junho passado, conta com maior número de integrantes na Câmara Municipal e deve apoiar Virginia Raggi nesta votação.

Primeira mulher a ser eleita prefeita de Roma, ela oficializou a sua rejeição à candidatura na última quarta-feira, em entrevista coletiva na qual ressaltou que seria uma "irresponsabilidade" a cidade seguir na luta para abrigar a Olimpíada, tendo em vista os altíssimos custos que demandam a realização do evento. 

A prefeita deixou claro que precisa colocar como prioridade os problemas atuais da capital nacional e não se preocupar com uma candidatura que inevitavelmente iria comprometer os cofres públicos. Para ela, trata-se de uma candidatura que não é "sustentável" para a cidade. 

Se a rejeição for aprovada na votação desta quinta-feira, apenas três cidades restariam como candidatas aos Jogos de 2024: Los Angeles, Paris e Budapeste. O Comitê Olímpico Internacional (COI) irá eleger a sede da competição em setembro do próximo ano

Eleita com 67% dos votos no segundo turno da eleição realizada em junho, Raggi, de apenas 38 anos de idade, derrotou Roberto Giachetti, candidato do Partido Democrático, o mesmo do primeiro-ministro Matteo Renzi, que defende a candidatura da capital italiana aos Jogos de 2024.

E, caso a rejeição seja realmente aprovada, Roma irá abandonar a disputa para abrigar uma edição da Olimpíada pela segunda vez em apenas quatro anos. Em 2012, o então primeiro-ministro italiano, Mario Monti, acabou determinando a retirada da cidade da disputa para sediar os Jogos Olímpicos de 2020 também por razões financeiras.

Para que uma cidade seja mantida como candidata de uma edição da Olimpíada, o COI exige que a mesma tenha apoio da própria prefeitura da cidade, do governo do seu país e também do seu comitê olímpico. E, no início deste mês, Matteo Renzi afirmou que iria considerar um "erro, uma mudança muito triste" se a capital do país retirasse a sua candidatura aos Jogos de 2024.

Uma semana depois de Renzi se manifestar sobre o assunto, uma carta assinada por todos os medalhistas olímpicos da Itália nos Jogos do Rio, realizados em agosto, fez um apelo para que a prefeita de Roma não rejeitasse a candidatura da cidade. Entretanto, ela não se comoveu com os pedidos, depois de seu antecessor no cargo, Ignazio Marino, ter apresentado formalmente a candidatura da cidade ao COI no ano passado, após uma votação do conselho da cidade apontar apoio esmagador à mesma.

 

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Novela olímpica

Após rejeição de prefeita, Roma vota candidatura aos Jogos de 2024
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter