Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Alerta no Palmeiras

Roger: 'A gente não pode perder para nossa vaidade'

Se bater o Linense o time chegará à sétima vitória e fará Roger igualar outros dois bons inícios de técnicos no Palmeiras.

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Roger Machado
A uma vitória de alcançar a sétima consecutiva no comando da equipe, o treinador afirmou ter preocupação com o excesso de entusiasmo
PUBLICADO EM 14/02/18 - 16h59

O técnico Roger Machado contou nesta quarta-feira trabalhar em mais frentes do que apenas na arrumação do time do Palmeiras, no planejamento de jogos e com as possíveis insatisfações de jogadores. A uma vitória de alcançar a sétima consecutiva no comando da equipe, o treinador afirmou ter preocupação com o excesso de entusiasmo provocado pela boa campanha no início do Campeonato Paulista.

Se bater o Linense, nesta quinta-feira, no Allianz Parque, o time chegará à sétima vitória e fará Roger igualar outros dois bons inícios de trabalho de técnicos no Palmeiras. As marcas pertencem a Filpo Núñez, em 1978, e Vanderlei Luxemburgo, em 2009. "O entusiasmo é correspondente à expectativa gerada, assim como a frustração. Temos que usar isso como combustível e saber usar a nosso favor. Temos que aproveitar o momento", afirmou.

O clube dono da melhor campanha até agora do Paulistão, também com a melhor defesa e o melhor ataque, luta contra a própria euforia. "Os números são bons, confirmam a direção correta do nosso trabalho, mas um dia serão batidos aqui. O que não pode acontecer é a gente perder para a nossa vaidade. O entusiasmo que vem de fora, temos que filtrar", afirmou Roger, contratado pelo Palmeiras no fim do ano passado.

O treinador afirmou que não se deslumbra com a boa fase. "Estou no futebol há 25 anos e sei que daqui duas rodadas, se tiver dois tropeços, tudo o que fizemos será desconstruído e mencionado como razão da queda de rendimento. Então, eu não me iludo com isso", afirmou. Curiosamente, no ano passado Roger teve bom início no trabalho com Atlético-MG, com nove vitórias seguidos no começo do Estadual.

Os bons resultados fazem o treinador abrir a possibilidade para testes. Na entrevista coletiva, Roger prometeu fazer alterações do Palmeiras. "Eu penso, sim, em fazer observações, mas não alterando completamente o sentido coletivo que a gente conquistou. Uma ou duas alterações não mexem no planejamento. Isso possibilita encontrar alternâncias e manter todos os jogadores motivados", disse. O mais cotado para entrar no time é o meia venezuelano Guerra.

O que achou deste artigo?
Fechar

Alerta no Palmeiras

Roger: 'A gente não pode perder para nossa vaidade'
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter