Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Superliga Masculina

Uma nova rivalidade no Dentil-Praia Clube pela supremacia na Superliga

Sesc-RJ e Sada se enfrentam neste sábado (13) pela liderança da competição; time carioca superou outros favoritos ao topo da tabela

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
d
Ponta Filipe pede foco e atenção ao time cruzeirense, já que partida de hoje é um confronto direto
PUBLICADO EM 13/01/18 - 03h00

É um time carioca, mas com jeito mineiro de ser. O Sesc-RJ, atual campeão da Superliga B, começou o nacional apenas para se manter na elite, mas foi vencendo os adversários, somando pontos importantes e, “na miúda”, chegou a um posto que poucos previam: a liderança da Superliga Masculina. Neste sábado (13), o multicampeão Sada Cruzeiro desafia os cariocas por esse lugar que está acostumado a ocupar. O jogo, que deve ser um dos melhores do campeonato, acontece às 21h30, no ginásio do Tijuca, no Rio, com transmissão do SporTV.

Apenas um ponto à frente do Sada, mas com um jogo a mais, o Sesc conseguiu deixar os paulistas EMS-Taubaté-Funvic-SP – finalista da última Superliga – e Sesi-SP – uma das grandes potências da modalidade – para trás. E é por isso que os atletas celestes estão empenhados em não deixar a guarda baixar em momento algum do jogo, como ocorreu na vitória sobre o Vôlei Renata-SP, na última terça-feira, pelas quartas de final da Copa Brasil.

“O que aconteceu na terça foi que baixamos nosso ritmo em alguns momentos, o que não pode acontecer. É um jogo em que sabemos da responsabilidade e da agressividade que temos que entrar. Temos que estar focados, porque é um confronto direto com eles, que também brigam pela ponta”, observou o ponteiro Filipe.

Equilíbrio. Três campeões olímpicos estarão em quadra no duelo mais aguardado da rodada: Evandro, oposto do Sada Cruzeiro, Maurício Borges, central do Sesc-RJ, e Maurício Souza, ponteiro do time carioca. Outro detalhe é que os centrais Simón, do Sada, e Thiago Barth, do Sesc, dividem o posto de melhores sacadores do campeonato, com 18 aces para cada um. Se o central Maurício Souza é o maior bloqueador do torneio, com 31 pontos, Isac vem logo atrás, com 30.

Apesar do prognóstico, Filipe acredita que o jogo será fundamental para que o Sada se restabeleça no topo da Superliga. “Nós sabemos que esse jogo será difícil. Mas, se a gente vence esse jogo e mantêm a sequência em casa, abre pontos pra ficar tranquilo na tabela”, comentou o ponta, lembrando que o Sada fará nove dos dez jogos restantes pela fase de classificação no Riacho.

No turno, o Sesc foi derrotado pelo Sada Cruzeiro por 3 a 2 e perdeu para o Sesi-SP por 3 a 1. Já o Sada foi superado apenas pelo Taubaté, no tie-break.

O que achou deste artigo?
Fechar

Superliga Masculina

Uma nova rivalidade no Dentil-Praia Clube pela supremacia na Superliga
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter