Recuperar Senha
Fechar
Entrar
Automobiminas
Quick Comunicação
09 de Dezembro - Domingo - 16:50

Stock Car Light

Guilherme Salas vence a etapa final da Stock Light. Enzo Bortoleto fica com o título da divisão Rookie e o Vice-Campeonato geral

 

Foi encerrada neste domingo (09), em Interlagos, a temporada 2018 do Campeonato Brasileiro de Stock Car Light. A única categoria de acesso à Stock Car teve uma prova disputada de forma distinta das demais do ano tendo as suas disputas realizadas em corrida simples, com pontuação dobrada.

Participando em seu ano de estreia na competição a equipe KTF Sports (Americanet | Permabond) encerrou o Campeonato com um comemorado título de Vice-Campeão Geral para o piloto Enzo Bortoleto que, também, garantiu o título de Campeão da divisão Rookie, destinada aos pilotos estreantes.

A participação da KTF neste fim de semana foi muito produtiva. Com a presença do experiente piloto Guilherme Salas, que substituiu o paulista Vinícius Margiota nesta prova final, a equipe mostrou todo o seu potencial e liderou todos os três treinos livres. Com acertos diferentes nos dois carros Enzo foi ajustando o seu carro no decorrer das sessões em busca de um resultado positivo na tomada de tempos.

Na sessão classificatória, realizada na tarde de ontem, Bortoleto não conseguiu extrair o melhor do carro #85 e, com isso, se garantiu apenas com o décimo lugar do grid. Já Salas, que vinha com grandes possibilidades de pole, foi surpreendido com óleo deixado por um carro à sua frente no “S” do Senna que, com isso, atrapalhou a sua volta. Mesmo assim o piloto de Jundiaí mostrou todo o seu potencial e, mesmo assim, conseguiu registar o terceiro tempo.

CORRIDA LIMPA E MUITO DISPUTADA

A largada da última e decisiva prova da Stock Light 2018 foi autorizada no começo da tarde. Salas, com toda a sua experiência, manteve-se na terceira posição enquanto Enzo, em grande partida, pulou para o terceiro posto.

Com cinco voltas completadas Salas superou Raphael Reis e pulou para o segundo posto, a cerca de três segundos atrás do líder Gabriel Robe. A esta altura Enzo sofria forte pressão dos adversários que vinham atrás.  As voltas foram passando e, pouco a pouco, Salas se aproximava do primeiro colocado.

Com um carro muito bem acertado com 13 voltas completadas Salas chegou no líder Robe enquanto que Enzo, por sua vez, aparecia na décima colocação. Mais duas voltas se passaram e Salas, em uma manobra perfeita, assumiu a liderança ao passar por fora Robe no “S” do Senna. Daí por diante o carro #117 abriu certa vantagem e seguiu para a vitória. Bortoleto conseguiu se manter no 9º posto e, com isso, atingiu a pontuação necessária para a conquista do título de Campeão da Divisão Rookie e, além disso, o Vice-Campeonato Geral.

ESTREIA NA STOCK PRINCIPAL FOI BASTANTE POSITIVA

Pela primeira vez em sua história a KTF Sports alinhou neste domingo um carro na categoria principal da Stock Car. Sob o comando do experiente piloto William Starostik, que estava afastado há sete anos da categoria, o time mostrou um carro novo, estampado com a bandeira do Brasil e que chamou a atenção do grande público presente em Interlagos.

Com o objetivo de testar o equipamento que será utilizado no ano que vem o carro #31 foi para a pista e, com tranquilidade, Starostik cumpriu o objetivo do time andando o máximo possível nos treinos e completando a corrida na 21ª posição.

Enzo Bortoleto: “Tivemos uma temporada muito positiva. Este foi o primeiro ano da Stock Light e, também, a estreia de nosso time. Até a parada da Copa do Mundo liderei o Campeonato. Foi um ano de grid cheio em todas as etapas e um nível muito alto dos pilotos. Lógico que eu gostaria de ter encerrado como campeão, mas, certamente superamos a meta da equipe que era terminarmos entre os cinco primeiros. Vamos seguir trabalhando forte para o ano que vem e, com certeza, resultados muito bons estão por vir”.

Guilherme Salas: “Agradeço muito a oportunidade de ter competido com a KTF. A equipe me acolheu super bem e me deram, realmente, um carro rápido e confiável. Andei na frente o fim de semana inteiro. Hoje, na corrida, sabia que nosso conjunto estava muito bom com os pneus mais desgastados, então, esperei o momento certo para atacar e conseguir a vitória”.

Guilherme Ferro - Engenheiro chefe da KTF: “Posso dizer que tivemos um ano muito bom. Estrear no Campeonato disputando o título de pilotos até a última etapa e finalizar com o título dos Rookies e o Vice-Campeonato na Geral realmente foi, acima de tudo, a prova de todo o potencial que a equipe tem. Fica um gosto amargo por não termos conseguido o título principal, mas, analisando de uma forma macro foi realmente muito bom. Parabenizo ao Salas pelo excelente trabalho que ele desenvolveu no fim de semana e certamente em 2019 estaremos ainda mais fortes na busca pelo título”.

Classificação final do Campeonato de pilotos:

Classificação do campeonato de Pilotos (Top-10):

1. Raphael Reis, 229 pontos

2. Enzo Bortoleto, 181

3. Pedro Cardoso, 178

4. Gabriel Robe, 174

5. João Rosate, 149

6. Gustavo Frigotto, 142

7. Pietro Rimbano, 137

8. Marco Cozzi, 122

9. Gustavo Myasava, 106

10. Marcel Coletta, 105

 

Classificação do campeonato de Rookies (Top-10):

1. Enzo Bortoleto, 279 pontos

2. Pedro Cardoso, 258

3. João Rosate, 256

4. Marcel Coletta, 204

5. Vinicius Margiota, 173

6. Erik Mayrink, 168

7. Murilo Coletta, 166

8. Lucas Daleffe, 108

9. Gustavo Bandeira, 107

10. Gabriel Lusquiños, 106

 

Campeonato de Equipes:

1. W2 Racing, 354 pontos

2. Carlos Alves Competições, 329

3. KTF Sports, 313

4. RKL Motorsports, 257

5. Motortech Competições, 185

6. Cimed Racing Junior, 169

7. SG Racing, 146

8. MRF Racing, 129

9. L3 Motorsports, 102

10. Motorsport, 66

11. RSports Team, 58

12. Motor Fast Racing, 55

13. TMG Light Team, 55

14. MRF Motorsport, 51

15. AN09 Team, 29

16. Motortech Motorsport, 24

17. SG Sports, 21

Acompanhe a equipe KTF Sports no Instagram e Facebook | @ktfsports

Fotos: Stock Car | Rodrigo Guimarães

Assessoria de Comunicação da equipe KTF Sports
Quick Comunicação e Marketing
Jornalista Responsável: Flávio Quick

06 de Dezembro - Quinta-feira - 18:24

Stock Car Light

Em sua temporada de estreia equipe terá na pista Enzo Bortoleto e Guilherme Salas

Está chegando ao fim a primeira temporada oficial da equipe KTF Sports (Americanet | Permabond) no Campeonato Brasileiro de Stock Car Light. Neste fim de semana, entre sexta-feira (07) e domingo (09), os motores da única divisão de acesso à Stock Car irão roncar alto no autódromo de Interlagos, em São Paulo, quando será disputada a oitava e última etapa da temporada.

O time comandado pelo executivo José Sabathe e o engenheiro Guilherme Ferro foi uma das grandes revelações do ano de 2018. Com um trabalho sério e muito focado a equipe esteve por várias rodadas na liderança do Campeonato com o piloto Enzo Bortoleto e chega a esta rodada final com chances reais de conquista do título.

Outra grade surpresa que a KTF Sports traz para esta prova de encerramento do ano é a presença do experiente piloto Guilherme Salas. Campeão da temporada 2014 da Light o piloto competiu por duas temporadas na divisão principal da Stock Car. Em 2018, após problemas no meio da temporada, o piloto ficou fora do grid. Assim, devido a um problema com o piloto titular do segundo carro da KTF, o paulista Vinícius Margiota, Sallas chega para agregar muito ao time e ajudar a equipe na busca pelos pontos.

A expectativa para a rodada deste fim de semana está bastante elevada. Nas últimas semanas os dois carros da KTF passaram por um completo e minucioso processo de revisão. Todas as partes mecânicas, elétricas, hidráulicas foram checadas e ambos os carros seguem para São Paulo com a potência máxima em busca dos melhores resultados.

“Estamos muito confiantes em um bom resultado aqui em Interlagos. Nossos carros estão completamente revisados, estudamos muito todos os dados da prova de abertura do Campeonato, que também foi aqui e com isso, vamos com força total em busca das vitórias. Nosso principal objetivo é levar o Enzo à mais uma vitória e torcermos pela combinação de resultados que o faça campeão”, comentou Sabathe.

Confira abaixo a programação oficial da sétima etapa da Stock Light:

Sexta-feira (07/12)
10:00 – 11:15 | Treino Livre 1
13:45 – 14:55 | Treino Livre 2

Sábado (08/12)
10:10 – 11:00 | Treino de aquecimento
13:20 – 13:40 | Tomada de Tempos

Domingo (09/12)
12:45 – 13:30 | Corrida

Acompanhe a equipe KTF Sports no Instagram e Facebook | @ktfsports

Fotos: Stock Car | Rodrigo Guimarães

Assessoria de Comunicação da equipe KTF Sports
Quick Comunicação e Marketing
Jornalista Responsável: Flávio Quick

06 de Dezembro - Quinta-feira - 18:16

Copa SP Light de Kart

Copa São Paulo Light realizará a sua última prova neste sábado

Está chegando ao fim a longa jornada de dois anos do piloto João Matos (Verde Campo | Sicoob | MGM | Grupo Banminas | Academia Turner Prime) na categoria Júnior de kart. Em 2017 e 2018 o piloto de Belo Horizonte participou de inúmeras provas no Brasil e no exterior, cresceu muito, atingiu importantes conquistas e, agora, encerra seu ciclo nesta fase de sua carreira.

Para marcar o seu último compromisso nesta classe Matos e a equipe MZ Racing desembarcaram nesta quinta-feira no Kartódromo Aldeia da Serra, em Barueri, na região metropolitana de São Paulo. Por lá o jovem piloto irá disputar a última rodada da Copa São Paulo Light de Kart, evento que será composto por três corridas.

Vindo de uma participação conturbada no SKUSA, no mês passado, Matos se dedicou bastante aos treinos nas últimas semanas. Com foco e determinação o piloto de 15 anos completou várias voltas nos kartódromos de Vespasiano e, também, no de Barueri.

A programação oficial desta décima rodada do Light começa nesta quinta-feira, com duas sessões de treinos livres de uma hora cada uma. Na sexta, mais duas sessões livres, porém de 30 minutos, encerram o período de preparação dos pilotos. Cabe ressaltar que as provas do Light utilizam motores sorteados entre os competidores deixando, assim, as disputas muito mais acirradas e competitivas.

O sábado está completamente reservado para as atividades oficiais. A tomada de tempos está prevista para as 8:00 da manhã. A primeira corrida para as 9:3030hs e, as demais, na sequência. O pódio geral será por volta das 13 horas.

“Estou muito feliz por voltar à Aldeia da Serra para encerrar a minha participação na categoria Júnior. Espero fazer excelentes corridas neste sábado e, com isso, fechar esse ano tão especial com chave de ouro”, comentou o piloto de 15 anos.

Foto: Flávio Quick

Assessoria de Comunicação do piloto João Matos
Quick Comunicação e Marketing
Jornalista Responsável: Flávio Quick

03 de Dezembro - Segunda-feira - 18:18

CIK/FIA Gala Cerimony

Piloto de 14 anos recebeu os troféus de terceiro colocado no Mundial e Europeu de Kart

 

No último sábado, dia 1º de dezembro, o piloto brasileiro Gabriel Bortoleto (CRG | Americanet), de apenas 14 anos, foi um dos grandes homenageados na festa de gala da Comissão Internacional de Kart - CIK. O órgão da FIA responsável pelo kartismo realizou a sua cerimônia anual de premiação que contou, dentre várias autoridades, com a presença de Felipe Massa (presidente da CIK) e Jean Todt (Presidente da FIA).

A cerimônia foi realizada em Genebra, na Suiça. Bortoleto, após uma temporada de excelente desempenho na categoria OK Junior, quando se destacou nas principais competições do kartismo internacional, ficou com a terceira posição no Campeonato Mundial, bem como, no Campeonato Europeu. Fora isso, no WSK, ele ficou com o vice-campeonato em uma disputa apertadíssima.

“Estou muito feliz e realizado em poder representar o Brasil nesta importante cerimônia do kartismo mundial. A gente realmente sente que faz parte de um outro patamar do esporte quando, ao seu lado, estão só os caras que há alguns anos atrás eram seus ídolos. Foi muito bacana e agradeço demais a CIK, pelo prêmio, bem como à Americanet e a CRG pela excelente temporada”, comentou o piloto.

Bortoleto, que após o Campeonato Mundial foi convidado pela CRG à se promover para a categoria OK, está em fase final de planejamento do calendário 2019. Em sua agenda já está certa a participação na temporada completa do WSK, Europeu, Mundial e outras competições estão sendo analisadas pelo jovem competidor e sua equipe.

Foto: Divulgação | Quick Comunicação

Assessoria de Comunicação do piloto Gabriel Bortoleto
Quick Comunicação e Marketing
Jornalista Responsável: Flávio Quick

01 de Dezembro - Sábado - 20:21

Rotax Max Grand Finals

Sérgio Crispim se tornou o primeiro Campeão Alemão dos Karts Elétricos em evento preliminar

 
Chegou ao fim a edição de 2018 do Rotax Max Challenge Grand Finals, que foi disputado durante toda esta semana, no Circuito Paladino, em Conde, na Paraíba. Pela primeira vez na América do Sul, o evento que recebeu 360 pilotos vindos de 55 países, conheceu os campeões mundiais das seis categorias em disputa. O Brasil colocou dois pilotos entre os dez melhores do mundo.
 
Logo cedo, a expectativa que cercava o Circuito Paladino era grande, com 36 pilotos, em cada uma das seis categorias, disputando quais seriam os melhores pilotos do planeta. O Brasil estava representado em quatro das seis classes. Na Micro Max, que foi vencida pelo norte-americano Crews Brent, João Pinheiro levou o Brasil a um ótimo oitavo lugar. Murilo Rocha Vieira foi o 16o colocado e Fabrício Rodriguez o 24o.
 
Outra categoria que teve brasileiro entre os dez melhores foi a DD2 Masters. Fernando Guzzi, que é o maior campeão da Rotax no Brasil, cruzou a linha de chegada em sétimo. Michel Aboissa foi o 14o, Alexandre Trita o 27o e Lucas Souza o 30o. O campeão foi o Sul-Africano Cristiano Morgado que conquistou o pentacampeonato da competição.
 
Se o Brasil não teve um campeão de origem em pista, pelo menos no nome estivemos no alto do pódio. O holandês Senna Van Walstijn foi o grande campeão da Senior Max. O piloto leva o sobrenome do tricampeão mundial de Fórmula 1, Ayrton Senna. Os dois representantes do Brasil foram João Cunha e Gulherme Peixoto, que cruzaram a linha de chegada em 19o e 26o, respectivamente.
 
Na Mini Max, Vinícius Tessaro foi o 24o colocado. Farin Megger levou o título para a Alemanha. As duas únicas categorias que não tiveram representantes brasileiros na final foi a Junior Max, que foi vencida pelo holandês Robert de Hann e a DD2, que teve a vitória do francês Paolo Besancenez.
 
Ao longo de uma semana, os olhos do automobilismo mundial estiveram voltados ao Brasil, com a realização do Rotax Max Challenge Grand Finals, que é o maior e mais organizado evento do kartismo. A expectativa agora é saber qual será o local escolhido para a disputa do próximo ano. A organização promete divulgar o palco do Rotax Max Challenge 2019 em breve.
 
Você sabia que é possível disputar o RMC Grand Finals em 2019? Para conquistar uma vaga no Time Brasil, basta você participar de uma das competições Rotax Max Challenge no Brasil, que são credenciados a distribuírem vagas aos campeões de cada categoria. Quer saber mais? Entre em contato pelo e-mail sac@rotaxmax.com.br e aceite o desafio!
 
Confira os três primeiros colocados de cada categoria e também o desempenho dos brasileiros que chegaram à final:
 
Junior Max
Final
1. Robert De Haan (Holanda)
2. Jaiden Pope (Austrália)
3. Mike Van Vuft (Holanda)
 
Senior Max
Final
1. Senna Van Walstijn (Holanda)
2. Mark Kimber (Reino Unido)
3. Mario Novak (Áustria)
19. João Cunha (Brasil)
26. Guilherme Peixoto (Brasil)
 
Mini-Max
Final
1. Farin Megger (Alemanha)
2. Dani Van Ruiten (Holanda)
3. Augustin Bernier (França)
24. Vinícius Tessaro (Brasil)
 
Micro-Max
Final
1. Crews Brent (Estados Unidos) 
2. Douwe Dedecker (Bélgica)
3. Mitchell Van Dijk (Holanda)
8. João Pinheiro (Brasil)
16. Murilo Rocha Vieira (Brasil)
24. Fabrício Rodriguez (Brasil)
 
DD2
Final
1. Paolo Besancenez (França)
2. Daniel Formal (Costa Rica)
3. Taylor Greenfield (Estados Unidos)
 
DD2 Masters
 
Final
1. Cristiano Morgado (África do Sul)
2. Antti Ollikainen (Finlândia)
3. Fraser Hart (Nova Zelandia)
7. Fernando Guzzi (Brasil)
14. Michel Aboissa (Brasil)
27. Alexandre Trita (Brasil)
30. Lucas Souza (Brasil)
 
Redes Sociais
Facebook: www.facebook.com/RotaxMaxBrasil
01 de Dezembro - Sábado - 17:37

Mundial de F-2

Estreando com a equipe DAMS, piloto brasileiro completou três dias de testes nos Emirados Árabes

 

Após o encerramento da temporada 2018 do Campeonato Mundial de F2 pilotos e equipes permaneceram em Abu-Dhabi, nos Emirados Árabes. Nesta quinta e sexta-feira, bem como neste sábado, os times cumpriram um cronograma de seis sessões de treinos livres.

O brasileiro Sérgio Sette Câmara (YOUSE | Banco BMG | MRV | CCR | CEMIG | GASMIG | Usiminas | Americanet | Lubrax), depois de ter anunciado a sua mudança para a equipe francesa DAMS, teve desta forma a sua primeira experiência em sua nova casa.

Com muita tranquilidade o piloto cumpriu dois dias (terça e quarta-feira) de intensos estudos com a equipe onde pôde conhecer todo o pessoal de trabalho, analisar os dados de telemetria do último fim de semana de corrida, bem como, fazer o banco para o seu novo carro. Por fim, em comum acordo com seus novos engenheiros, Sette foi apresentado ao cronograma que deveria seguir no decorrer das seis sessões de treinos que estavam por vir.

Quando a pista foi aberta, na quinta-feira, Sérgio não teve dificuldades para se adaptar ao carro e, com isso, junto com seu novo companheiro de equipe, o canadense Nicholas Latiffi, partiu para inúmeros testes de ajuste e diferentes configurações tanto da marte mecânica, como da parte de suspensão, eletrônica e aerodinâmica do carro.

Sem a obrigação de conquistar os melhores tempos, muito menos, de ter de provar qualquer tipo de competência na condução do Dallara / Mecachrome, o brasileiro completou ao todo 1.000 quilômetros de testes nesses três dias. Foram 48 voltas na quinta, 64 na sexta e 68 giros neste sábado concluindo assim um total de 180 voltas no circuito de Yas Marina.

Dentre as seis sessões em que foi ao traçado Sette esteve sempre entre os mais velozes da pista e, mesmo quando estava em simulação de corrida, conseguiu estabelecer voltas realmente rápidas e muito constantes. A melhor marca estabelecida pelo carro #5 foi de 1m50s092 que rendeu à Sérgio a quinta posição no final dos testes da pós temporada.

“Gostei muito desses dias que passei aqui em Abu-Dhabi com a equipe DAMS. O pessoal me acolheu muito bem. Começamos com um intenso trabalho de análise de dados. Depois disso, nos três dias de pista, pude assimilar bastante a forma de trabalho deles e conforme as demandas dos engenheiros surgiam eu ia para a pista e tentava colocar em prática da melhor maneira possível. Avalio como muito positivos esses dias e espero que possamos seguir ainda melhor no começo da temporada”, concluiu o jovem de 20 anos.

Fotos: James Gasperotti / Joe Portlock | Divulgação

Assessoria de Comunicação do piloto Sérgio Sette Câmara
Quick Comunicação e Marketing
Jornalista Responsável: Flávio Quick

01 de Dezembro - Sábado - 10:16

Rotax Max Grand Finals

Na Paraíba, sábado será de competição e decisão dos títulos

 
O Rotax Max Challenge Grand Finals, que está sendo realizado no Circuito Paladino, em Conde, na Paraíba, teve uma sexta-feira decisiva, com a realização das corridas pré-finais das seis categorias. O Brasil classificou nove pilotos para as finais, que serão disputadas amanhã.
 
Marcada pela igualdade de competição, os 360 pilotos, vindos de mais de 50 países, deram um verdadeiro show no circuito paraibano. As disputas foram intensas, já que o desempenho na corrida pré-final era determinante para largar em uma boa posição na corrida final. "As categorias Junior Max, Senior Max, DD2 e DD2 Masters estavam divididos em dois grupos de 36 pilotos. Hoje, apenas metade deles segue para a final e o restante se despede da disputa”, explica Wilton Santos Junior, da Mach5 Karting, responsável pela Rotax no Brasil.
 
Na Junior Max, a Pré-final A contou com a vitória do australiano Jaiden Pope. Entre os brasileiros, Pedro Barroso foi o 16o, Felipe Bartz, o 19o e Nicolas Giaffone o 34o. Já na corrida B, o holandês Robert De Haan foi o vencedor. Arhur Gama cruzou a linha de chegada em 29. Com os resultados, nenhum brasileiro conseguiu ficar entre os 36 melhores e todos se despediram da competição.
 
Na Senior Max, a Pré-final A teve a vitória do holandês Senna Van Walstijn, que tem em seu nome uma homenagem a Ayrton Senna. Nesta corrida, o Brasileiro Christian Filter foi o 14o colocado. Na Pré-final B, o tcheco Petr Bezel foi o vencedor. João Cunha foi o 11o e Gulherme Peixoto o 12o. Com esses resultados, os dois brasileiros se classificaram para a final.
 
Na Mini e Micro Max, os 36 competidores de cada categoria vão para a final. Na Mini, o vencedor da pré-final foi Evan Glitaire, da França. O brasileiro Vinícius Tessaro foi o 35o. Na Mini Max, a vitória ficou com Harry Hannam, dos Emirados Árabes. Os brasileiros Murilo Vieira e João Pinheiro completaram a prova em 11o e 19o, respectivamente.
 
Assim como na Junior Max, o brasil não terá representantes na final. Os pilotos do Time Brasil travaram boas disputas nas duas corridas pré-finais, que foram muito intensas, mas não conseguiram ficar entre os 36 finalistas. Na corrida A, o sérvio Xen De Ruwe foi o vencedor. Leonardo Reis foi o melhor brasileiro, completando a corrida em 22o, seguido por Adilson Junior (23o). Vinicius Kwong foi o 32o. Na corrida B, o costarriquenho Daniel Formal conquistou a vitória. Rafael Reis foi o 24o.
 
Já na DD2 Masters, o Time Brasil vem fazendo bonito e classificou quatro dos seis pilotos para a final. Na Pré-final A, o sul-africano Cristiano Morgado foi o vencedor, seguido por seu compatriota Stephen Michael e pelo brasileiro Lucas Souza, que vem fazendo um campeonato impecável até o momento. Na pré-final B, Fraser Hart, da Nova Zelândia foi o vencedor. O “Mister Rotax”, Fernando Guzzi, foi o quarto colocado, com Alexandre Trita em décimo, Michel Aboissa em 19o e Luiz Antonio em 26o. Guzzi, Souza, Aboissa e Trita são a esperança de título na categoria, já que se classificatam para a final. Antônio Pizzonia, que havia sido o principal destaque do Time Brasil, não se classificou, assim como Luiz Antonio.
 
Amanhã será o últmo e decisivo dia do RMC Grand Finals 2018. O dia começará bem cedo, as 8 horas, com os Warm-ups de cada uma das seis categorias. Na sequência serão iniciadas as corridas finais, onde o vencedor é declarado o campeão mundial.
 
É possível conferir, ao vivo, as corridas através do site oficial da Rotax (www.rotax-kart.com)
 
Confira os três primeiros colocados das pré-finais, o desempenho dos brasileiros e as classificações dos pilotos do Time Brasil:
 
Junior Max
 
Pré-final A
 
1. Jaiden Pope (Austrália)
2. Noel Leon (México)
3. William Seal (Austrália)
16. Pedro Barroso (Brasil)
19. Felipe Bartz (Brasil)
34. Nicolas Giaffone (Brasil)
 
Pré-final B
1. Robert De Haan (Holanda)
2. Mike Van Vugt (Holanda)
3. Lewis Gilbert (Reino Unido)
29. Arthur Dale Tese Gama (Brasil)
 
Classificação após pré-finais
39. Pedro Barroso (Brasil)
46. Arthur Dale Tese Gama (Brasil)
51. Nicolas Giaffone (Brasil)
54. Felipe Bartz (Brasil)
 
Senior Max
Pré-final A
1. Senna Van Walstijn (Holanda)
2. Hannes Morin (Suécia)
3. Benjamin Jurczak (Austrália)
14. Christian Fliter (Brasil)
 
Pré-final B
1. Petr Bezel (República Tcheca)
2. Mario Novak (Áustria)
3. Lauri Leppae (Finlândia)
11. João Cunha (Brasil)
12. Guilherme Peixoto (Brasil)
 
Classificação após pré-finais
30. Guilherme Peixoto (Brasil)
33. João Cunha (Brasil)
41. Christian Fliter (Brasil)
70. Giuliano Raucci (Brasil)
 
Mini-Max
Pré-final
1. Evan Glitaire (França)
2. Dani Van Ruiten (Holanda)
3. Farin Megger (Alemanha)
35. Vinícius Tessaro (Brasil)
 
Micro-Max
Pré-final
1. Harry Hannam (Emirados Árabes)
2. Douwe Dedecker (Bélgica)
3. Maksymillian Obst (Polônia)
11. Murilo Rocha Vieira (Brasil)
19. João Pinheiro (Brasil)
 
DD2
Pré-final A
1. Xen De Ruwe (Sérvia)
2. Paolo Besancenez (França)
3. Ryan Wood (Nova Zelândia)
22. Leonardo Reis (Brasil)
23. Adilson Junior (Brasil)
32. Vinicius Kwong (Brasil)
 
Pré-final B
1. Daniel Formal (Costa Rica)
2. Taylor Greenfield (Estados Unidos)
3. Arnold Neveling (África do Sul)
24. Rafael Reis (Brasil)
 
Classificação após pré-finais
51. Adilson Junior (Brasil)
53. Rafael Reis (Brasil)
54. Leonardo Reis (Brasil)
69. Vinicius Kwong (Brasil)
 
DD2 Masters
 
Pré-final A
1. Cristiano Morgado (África do Sul)
2. Stephen Michael (África do Sul)
3. Lucas Zacante Souza (Brasil)
 
Pré-final B
1. Fraser Hart (Nova Zelândia)
2. Matthew Hamilton (Nova Zelândia)
3. Christophe Adams (Bélgica)
4. Fernando Guzzi (Brasil)
10. Alexandre Trita (Brasil)
19. Michel Aboissa (Brasil)
26. Luiz Antonio Silva (Brasil)
 
Classificação após pré-finais
6. Fernando Guzzi (Brasil)
7. Lucas Zacante Souza (Brasil)
19. Michel Aboissa (Brasil)
34. Alexandre Trita (Brasil)
42. Antonio Pizzonia (Brasil)
53. Luiz Antonio Silva (Brasil)
 
 
Redes Sociais
Facebook: www.facebook.com/RotaxMaxBrasil
30 de Novembro - Sexta-feira - 13:04

Rotax Max Grand Finals

Atividades desta quinta-feira foram intensas, com várias disputas em todas as categorias.


 
O quarto dia de atividades do Rotax Max Challenge Grand Finals, que está sendo realizado durante esta semana, no Circuito Paladino, em Conde, na Paraíba, foi repleto de corridas. Na pista, os pilotos disputaram as provas classificatórias, que definiram o grid de largada das pré-finais, previstas para amanhã. Entre os brasileiros, o destaque ficou por conta de Lucas Souza, que conquistou a terceira colocação em uma das classificatórias da categoria DD2 Masters, enquanto vários outros competidores do Time Brasil ficaram no Top 10.
 
O dia começou cedo, às 8 horas da manhã, com os Warm-up de todas as categorias. Na sequência, os pilotos iniciaram as disputas das classificatórias 2 e 3. As categorias Junior Max, Senior Max, DD2 e DD2 Masters, que foram divididos em quatro grupos por ter 72 inscritos, fizeram os duelos A x C, B x D, A x D e B x C, completando a sequência de corridas classificatórias, onde cada piloto correu três vezes. Já as classes Micro e Mini Max, que tem 36 pilotos cada, não tem a necessidade da divisão de grupos e, portanto, fizeram a segunda e decisiva corrida, já definindo o grid de largada da corrida pré-final, que será realizada amanhã.
 
O Brasil continua se destacando na categoria DD2 Masters. Antonio Pizzonia, que vinha sendo o grande nome do Time Brasil na categoria continuou muito bem, conquistando a oitava e quinta posição. O melhor brasileiro do dia foi Lucas Souza, que conquistou um ótimo terceiro lugar na corrida 2 (A x C) e foi o quarto colocado na outra prova que disputou. Fernando Guzzi conquistou dois quintos lugares e manteve a regularidade, enquanto Michel Aboissa foi nono e 11o.
 
Na DD2, Rafael Reis conquistou a 11a posição na corrida 3 (B x C). Na Junior Max o melhor brasileiro foi Pedro Barroso, com duas 18a posições. Na Senior Max, Gulherme Peixoto, Giuliano Raucci, João Cunha e Christian Fliter, foram Top 20. Na Micro Max, Murilo Rocha larga em 17o na pré-final, enquanto João Pinheiro sai em 22o e Fabrício Rodriguez em 26o. . Na Mini Max, Vinicius Tessaro larga de 27o.
 
Nesta sexta-feira, serão disputadas as pré-finais. As categorias Micro e Mini Max disputam a pré-final única, já as outras categorias terão duas pré-finais, divididas entre A e B. É possível acompanhar todas as atividades do RMC Grand Finals, ao vivo, pelo site oficial da Rotax (www.rotax-kart.com)
 
Confira os três primeiros colocados de cada categoria, além do desempenho dos brasileiros:
 
Junior Max
 
Corrida Classificatória 2 (A x C)
1. Frost Bay (Dinamarca)
2. Jaiden Pope (Austrália)
3. Thomas Nepveu (Canadá)
18. Pedro Barroso (Brasil)
22. Nicolas Giaffone (Brasil)
 
Corrida Classificatória 2 (B x D)
1. Mads Riis (Dinamarca)
2. Robert De Haan (Holanda)
3. Kobe Pawels (Bélgica) 
22. Arthur Gama (Brasil)
24. Felipe Bartz (Brasil)
 
Corrida Classificatória 3 (A x D)
1. Robert De Haan (Holanda)
2. Jaiden Pope (Austrália) 
3. Thomas Nepveu (Canadá)
18. Pedro Barroso (Brasil)
24. Arthur Gama (Brasil)
 
Corrida Classificatória 3 (B x C)
1. Noel Leon (México)
2. Lewis Gilbert (Reino Unido)
3. Vigor Hjovard (Suécia)
23. Nicolas Giaffone (Brasil)
36. Felipe Bartz (Brasil)
 
 
 
Senior Max
Corrida Classificatória 2 (A x C)
1. Hannes Morin (Suécia)
2. Rhys Hunter (Reino Unido)
3. Manaf Hijjawi (Jordânia)
14. Gulherme Peixoto (Brasil)
32. Christian Fliter (Brasil)
 
 
 
Corrida Classificatória 2 (B x D)
1. Petr Bezel (República Tcheca)
2. Szabo Boldizsar (Hungria)
3. Mark Kimber (Reino Unido)
15. Giuliano Raucci (Brasil)
19. João Cunha (Brasil)
Corrida Classificatória 3 (A x D)
1. Hannes Morin (Suécia)
2. Senna Van Walstijn (Holanda)
3. Mick Nolten (Bélgica)
14. João Cunha (Brasil)
15. Christian Filter (Brasil)
Corrida Classificatória 3 (B x C)
1. Manaf Hijjawi (Jordânia)
2. Zac Stichbury (Nova Zelândia)
3. Petr Bezel (República Tcheca)
32. Giuliano Raucci (Brasil)
35. Guilherme Peixoto (Brasil)
 
 
 
Mini-Max
Corrida Classificatória 2
1. Evan Giltaire (França)
2. Iakov Sokolov (Russia)
3. Tomass Stolcermanis (Lituania) 
27. Vinicius Tessaro (Brasil) – Larga em 27o na Pré-final
 
 
 
Micro-Max
Corrida Classificatória 2
1. Mitchell Van Dijk (Holanda)
2. Maksymilian Obst (Polônia)
3. Douwe Dedecker (Bélgica)
26. João Pinheiro (Brasil) - Larga em 22o na Pré-final
30. Fabrício Rodriguez (Brasil) - Larga em 26o na Pré-final
31.Murilo Rocha (Brasil) - Larga em 17o na Pré-final
 
DD2
 
Corrida Classificatória 2 (A x C)
1. Xen De Ruwe (Sérvia)
2. Daniel Formal (Croácia)
3. Jonathan Buxeda (Nova Zelândia)
29. Leonardo Reis (Brasil)
32. Vinicius Kwong (Brasil)
 
 
Corrida Classificatória 2 (B x D)
1. Taylor Greenfield (Estados Unidos)
2. Claudio Pagliarani (Itália)
3. Ryan Wood (Nova Zelândia)
29. Adilson Junior (Brasil)
Corrida Classificatória 3 (A x D)
1. Daniel Formal (Croácia)
2. Ryan Kennedy (Austrália)
3. Taylor Greenfield (Estados Unidos)
18. Adilson Junior (Brasil)
29. Vinicius Kwong (Brasil)
 
 
 
Corrida Classificatória 3 (B x C)
1. Xen De Ruwe (Sérvia)
2. Claudio Pagliarani (Itália)
3. Ryan Wood (Nova Zelândia)
11. Rafael Reis (Brasil)
22. Leonardo Reis (Brasil)
DD2 Masters
 
Corrida Classificatória 2 (A x C)
1. Cristiano Morgado (África do Sul)
2. Fraser Hart (Nova Zelândia)
3. Lucas Souza (Brasil)
8. Antonio Pizzonia (Brasil)
Corrida Classificatória 2 (B x D)
1. Matthew Hamilton (Nova Zelândia)
2. Robert Pesevski (Áustria)
3. Michael Stephen (África do Sul)
5. Fernando Guzzi (Brasil)
11. Michel Aboissa (Brasil)
20. Alexandre Trita (Brasil)
28. Luiz Antonio (Brasil)
 
 
Corrida Classificatória 3 (A x D)
1. Cristiano Morgado (África do Sul)
2. Robert Pesevski (Áustria)
3. Fraser Hart (Nova Zelândia)
4. Lucas Souza (Brasil)
5. Fernando Guzzi (Brasil)
9. Michel Aboissa (Brasil)
27. Alexandre Trita (Brasil)
Corrida Classificatória 3 (B x C)
1. Matthew Hamilton (Nova Zelândia)
2. Michael Stephen (África do Sul)
3. Antti Ollikainen (Finlândia)
5. Antonio Pizzonia (Brasil)
24. Luiz Antonio (Brasil)
 
 
Redes Sociais
Facebook: www.facebook.com/RotaxMaxBrasil

 

28 de Novembro - Quarta-feira - 15:51

Mundial de F-2

Piloto irá se revezar entre as corridas da F2 e os testes com a McLaren na F-1

Na manhã desta quarta-feira (28), no circuito de Yas Marina, em Abu-Dhabi, o piloto brasileiro Sérgio Sette Câmara (YOUSE | Banco BMG | MRV | CCR | CEMIG | GASMIG | Usiminas | Americanet) anunciou que disputará a temporada do Mundial de F-2 de 2019 com a equipe francesa DAMS.

Sérgio, que em 2017 competiu pela discreta equipe MP Motorsport (HOL), em 2018 participou do Campeonato com a tradicional equipe inglesa Carlin. Em um ano de estreia de novos carros, motores e eletrônica o piloto de Belo Horizonte conseguiu driblar vários problemas, dentre eles a quebra do pulso na tomada de tempos de Mônaco e, com oito pódios e 164 pontos encerrou a temporada na sexta posição.

Fundado em 1988 o time tem sua sede na cidade de Le Mans, um dos mais tradicionais berços do automobilismo europeu. A DAMS tem uma grande história na antiga GP2 Series, atualmente, Mundial de F2. Chefiado por François Sicard a equipe conquistou o título do Campeonato em 2014, com Jolyon Palmer; 2012, com Davide Valsechi e 2011, com Romain Grosjean. Com uma grande característica de oferecer o último passo na formação de pilotos, do grid de 2018 da F-1 três pilotos passaram pelos carros da DAMS - Grosjean, Kevin Magnussen e Pierre Gasly.

“Estivemos próximos de acertar com a DAMS para 2018, porém, acabou não dando certo. Recentemente a DAMS me procurou novamente e o Sr. François me chamou para conhecer a sede da equipe. Realmente fiquei impressionado com o nível de profissionalismo, principalmente se levarmos em conta que a F2 ainda é uma categoria de formação. Eles tem um histórico de muitas vitórias e títulos na categoria e, após analisar as várias propostas que tivemos para o ano que vem, acredito termos feito a melhor escolha para lutar pelo título”, contou o mineiro de 20 anos.

Na temporada 2018 do Mundial de F2 a DAMS contou com a participação dos pilotos Alexander Albon (TAI) que finalizou em terceiro no Campeonato e disputará o mundial de F1 em 2019 com a equipe Toro Rosso. Além dele competiu com a equipe francesa Nicholas Latiffi (CAN), que seguirá na F2 como companheiro de Sette.

TRABALHO NA NOVA CASA JÁ COMEÇOU

Após o fim da corrida no último domingo Sérgio Sette permaneceu em Abu-Dhabi. Na agenda do piloto neste início de semana estiveram alguns compromissos com a DAMS que foram desde a confecção do novo banco (feito sob medida), bem como a apresentação aos membros e engenheiros da nova equipe.

A partir desta quinta-feira (29), até o próximo sábado (1º), a Fórmula-2 realizará neste mesmo circuito de Yas Marina os testes de pós temporada. Ontem e hoje Sérgio analisou os dados dos carros no último fim de semana e, amanhã, irá para a pista já completamente integrado ao novo time.

“O meu foco profissional em 2019 estará completamente na F-2. Estou me transferindo para mais uma equipe vitoriosa e farei o meu máximo na busca pelo título. O trabalho que irei realizar como piloto de testes junto à McLaren irá melhorar ainda mais o meu desempenho pessoal. Estou certo que poderemos comemorar excelentes resultados no ano que vem”, encerrou entre sorrisos o jovem brasileiro.

 

Acompanhe Sette Câmara na Internet:

http://www.sergiosettecamara.com
Instagram: @sergiosettecamara
Twitter: @sergiosettecama
Facebook: /Sergiosettecamaraofficial

Informações para a imprensa:
Quick Comunicação e Marketing
Flávio Quick – Tel: (31) 99955-1420 – quickcomunicacao@gmail.com

27 de Novembro - Terça-feira - 19:21

FIA FORMULA 2

Maior construtora da América Latina seguirá apoiando o brasileiro na Fórmula 2

A revelação do automobilismo brasileiro no cenário internacional, Sérgio Sette Câmara, seguirá forte em seus trabalhos dentro da Fórmula 2 na temporada 2019 e contará com o patrocínio da MRV Engenharia, maior construtora da América Latina.

Recentemente contratado como piloto de testes da equipe McLaren de Fórmula 1, Sérgio Sette Câmara vai ao encontro do que a MRV acredita. Segundo Rafael Menin, presidente da MRV, a associação da marca com o Sérgio Sette deve não só pela empresa acreditar no potencial do piloto, mas também pelos valores e a imagem que representa. “Somos uma companhia que acredita em sonhos e sabemos o quanto eles podem transformar pessoas e o mundo. Sette Câmara é um jovem que acredita em seu sonho e vem se esforçando para se superar em cada prova; em cada etapa”, fala o executivo. “É uma honra continuar levando o nome e os ideais da MRV para os pódios em todo o mundo”, completa o piloto.

Para anunciar a renovação, a construtora divulgou em suas redes sociais um vídeo que conta um pouco da trajetória de Sette Câmara. Intitulado de “A Fórmula da Vitória: a energia das grandes conquistas”, o filme reforça valores inerentes a marca e ao piloto, como acreditar em sonho, se empenhar e se comprometer a fazer o melhor genuinamente.

Assista ao vídeo: https://twitter.com/i/status/1067485707621429249

A construtora e o esporte

A MRV Engenharia é a empresa privada brasileira com maior investimento no esporte e se orgulha disso. Além do piloto Sérgio Sette Câmara, a construtora patrocina equipes de diversos segmentos, como: futebol (São Paulo, Flamengo, Atlético Mineiro, Fortaleza, Novo Hamburgo e Uberaba Sport Clube), vôlei (Vôlei Renata, Vôlei Taubaté, Vôlei Ribeirão), Futebol Americano (Galo F. A.), handebol (Handebol de Londrina), golfe (Gilson Filho) e tênis (João Pedro Ferreira).

Além disso, a companhia é líder nacional no mercado de imóveis econômicos e a primeira construtora da América Latina a oferecer energia fotovoltaica para seu segmento de atuação. Em seus 39 anos de atividade, já vendeu mais de 300 mil unidades.

Foto: Carlos Dornelles | Divulgação

Assessoria de Comunicação do piloto Sérgio Sette Câmara
Quick Comunicação e Marketing
Jornalista Responsável: Flávio Quick