Recuperar Senha
Fechar
Entrar
Blog Felipe Pedrosa
13 de Fevereiro - Quarta-feira - 12:10

TV

Mineiro, artista atuou em mais de 50 produções televisivas, incluindo "O Bem-Amado"

 

 Aos 85 anos, o ator mineiro Milton Gonçalves será um dos destaques do desfile deste ano da escola de samba Unidos de Padre Miguel, no Carnaval do Rio de Janeiro. É que a agremiação homenageará o escritor Dias Gomes, autor de clássicas novelas da Rede Globo, como “O Bem-Amado”, que foi transmitida em 1973.

 A presença de Gonçalves, um dos atores mais produtivos da teledramaturgia brasileira, se deve ao fato de ele ter interpretado o personagem Zelão das Asas no folhetim "O Bem-Amado", que contou ainda com Paulo Gracindo, Lima Duarte, Ida Gomes, entre outros. 

 Milton Gonçalves, para quem não sabe, nasceu na cidade Monte Santo de Minas, no Sudoeste do Estado. Ele estreou na telinha em 1957, no "Grande Teatro Tupi", da extinta TV Tupi. O mineiro já atuou em mais de 50 produções televisivas.

Foto Paulo Belote/Globo

12 de Fevereiro - Terça-feira - 11:38

FOLIA

Rolê pelos ares vai acontecer no Parque Ecológico da Pampulha e custará R$ 95

 

 Belo Horizonte, que virou uma das cidades brasileiras mais procuradas no período carnavalesco, contará neste ano com um passeio de balão. No sábado e domingo, dias 2 e 3 de março, dentro do Festival Junglebier, que vai ocupar o Parque Ecológico, o público poderá dar um rolê pelos ares observando a Lagoa da Pampulha a bordo de um colorido balão.

 Os ingressos para o passeio custarão, para quem comprar ainda no primeiro lote, R$ 95. Já o segundo lote sairá pela bagatela de R$ 200. Os convites poderão ser adquiridos exclusivamente no site da Sympla. A produção do Junglebier, por meio de nota, informa que, caso haja problemas climáticos, o rolê inusitado será transferido para os dias 4 e 5 de março. O balão atingirá 50 metros de altura, e o passeio vai durar cerca de 10 minutos.

 O Festival Junglebier será realizado no fim de semana de Carnaval, dias 2 e 3 de março, no Parque Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.061, Pampulha), em Belo Horizonte, entre meio-dia e 22h. A entrada para o evento, que contará com atrações musicais, alta gastronomia e, claro, diferentes rótulos de cervejas artesanais, será gratuita. O passeio de balão, porém, será pago.

Foto Arquivo Pessoal

11 de Fevereiro - Segunda-feira - 16:17

TV

Criadora do blog Acidez Feminina está entre os 18 integrantes da nova temporada

 

 A Rede Bandeirantes lançou nesta segunda-feira (11), em São Paulo, o reality show "O Aprendiz", que estreará no dia 18 de março sob o comando de Roberto Justus. Desta vez, 18 influenciadores digitais vão disputar o prêmio de R$ 1 milhão, além de R$ 200 mil em consultoria.

 Entre os novos participantes do programa, está Taty Ferreira, de 31 anos. A mineira, que nasceu na cidade de Araxá, no Alto Paranaíba, é criadora do blog e do canal Acidez Feminina. Ela tem mais de 150 mil seguidores no Instagram, 1.600 milhão no YouTube e 122 mil no Facebook. Taty é a única representante do Estado no reality show, que ficou fora do ar durante cinco anos. 

 "O Aprendiz" ainda contará com Alberto Solon, Alice Salazar, Carlos Santana, Erasmo Viana, Gabi Lopes, Gabriel Gasparini, Jessica Belcost, Julia Mendonça, Karla Amadori, Leo Bacci, Lucas Estevam, Montalvão, Nana Rude, PC Siqueira, Ru Baricelli, Sandra Matarazzo e Xan Ravelli.

Foto Reprodução Instagram

07 de Fevereiro - Quinta-feira - 11:45

CINEMA

Longa-metragem, primeiro do diretor Lino DiSalvo, será lançado no dia 22 de agosto

 

 A primeira animação dedicada à franquia de bonecos Playmobil, finalmente, será lançada. O longa-metragem "Playmobil: O Filme” estreará nos cinemas brasileiros, incluindo as salas de Belo Horioznte, no dia 22 de agosto. Lino DiSalvo assina a direção.

 Na animação, os irmãos Marla e Charlie são levados para o universo mágico de Playmobil. O problema é que o garotinho desaparece, fazendo com que Marla saia em uma verdadeira aventura para encontrar o caçula. E, nesse universo, nada é o que parece ser.

 Após trabalhar em grandes produções, como "Frozen" e "Bolt", DiSalvo faz sua estreia como roteirista e diretor. Ou seja, "Playmobil: O Filme”, que concorrerá com o público das animações da Lego, será a prova de fogo do cineasta.

Confira o trailer: 

06 de Fevereiro - Quarta-feira - 10:47

CARNAVAL

Bloco de Carnaval, como é de costume, não revelou onde será o cortejo azulado

 

 O bloco de Carnaval Pena de Pavão de Krishna, no cortejo deste ano, vai homenagear o mestre Moa do Katendê, capoeirista que foi covardemente assassinado dias antes de completar 64 anos. "Este é o ano de cantarmos pra esse mestre tão querido, pessoa importante e que nos ensinou tanto", explicou a equipe do bloco em um post disponível no Instagram. O PPK, como é de costume, ainda não revelou onde será o cortejo azulado.

  Mestre de capoeira Angola na Bahia, Moa era reconhecido pela dança de origem africana e também por sua atuação no campo das artes. Ele foi um dos principais difusores do afoxé e do badauê pelo país. Em 1979, o militante cultural passou a ser ainda mais conhecido por ter tido uma canção incluída no disco "Cinema Transcendental", de Caetano Veloso.

 O assassinato de Moa, no dia 8 de outubro, em Salvador, na Bahia, marcou o primeiro turno das eleições presidenciais, pois o crime aconteceu após uma discussão política. Moa era defensor da candidatura de Haddad (PT). "Ele deixou pra trás um legado enorme pra nossa cultura e o coração partido de todos nós quando foi morto ano passado", diz a publicação do Pena de Pavão de Krishna.

Foto Reprodução Facebook

 

 MAIS NOTÍCIAS
- Nação Zumbi agita o pré-Carnaval neste fim de semana
- Ingressos para o VillaMIx BH variam de R$ 20 a R$ 420

02 de Fevereiro - Sábado - 11:21

EXCLUSIVO

Evento de música será no dia 30 de março, pela primeira vez no Estádio do Mineirão

 

 Os ingressos para o festival VillaMix BH estarão disponíveis para venda hoje, a partir do meio-dia. Descobri, antes da divulgação oficial, que os valores vão variar de R$ 20 a R$ 420 e que haverá os espaços Golden Prime (frente do palco e open bar), Prime (open bar), Camarote Platinum (open bar e food) e Cadeiras Inferior e Superior. Os convites para o evento poderão ser divididos em até três vezes.

 A festa, que terá Alok, Luan Santana (foto), Matheus e Kauan, Jorge e Mateus, Wesley Safadão, Ivete Sangalo, Kevinho e Gusttavo Lima, será no 30 de março, pela primeira vez no estádio do Mineirão, na Pampulha, em Belo Horizonte. Os ingressos estarão à venda no site Tic Mix.

Foto Reprodução Instagram

 

 MAIS NOTÍCIAS
- Tragédia da Vale será tema de programa especial
- Exposição reúne charges sobre a tragédia da Vale 

01 de Fevereiro - Sexta-feira - 19:54

TV

Programa da Rede Minas vai celebrar 20 anos de história nesta segunda, dia 4

 

 O programa "Brasil das Gerais" voltará ao vivo na grade da Rede Minas, emissora que passou por maus bocados no começo deste ano, nesta segunda-feira, dia 4, a partir das 11h. E, em sua edição de retorno, como não poderia deixar de ser, a Tragédia da Vale, em Brumadinho, que completou uma semana nesta sexta-feira, dia 1º, será abordada pela apresentadora Patrícia Pinho (foto), que há três anos recebeu o bastão de Roberta Zampetti.

 Para debater e contar sobre a experiência na cobertura da tragédia, Patrícia receberá a jornalista Marcela Martins, que, além de cobrir os estragos provocados pelo deslizamento da Barragem I Mina do Feijão, também esteve no desastre que destruiu Bento Rodrigues, distrito de Mariana, há três anos.

  O "Brasil das Gerais", neste retorno, ainda vai celebrar seus 20 anos de história. Por isso, novidades estão programadas para ir ao ar, como novos quadros sobre gastronomia, educação financeira e dicas domésticas. "A gente quer preencher as manhãs da Rede Minas com assuntos que interessam as pessoas. Vamos levar informação e entretenimento", disse Patrícia.

Foto Arquivo Pessoal/Divulgação

MAIS NOTÍCIAS

- Charges sobre Brumadinho em exposição
- Artistas retiram obras do museu da Vale

31 de Janeiro - Quinta-feira - 17:39

HOMENAGEM

Trabalhos de 55 cartunistas estão disponíveis gratuitamente no site oficial da HQ Mix

 

 Charges de Adão Iturrusgarai, Amorim, Biratan, Eder Santos, Santiago e de outros 50 cartunistas sobre a tragédia da Vale, em Brumadinho, no Estado de Minas Gerais, foram reunidas na exposição online "Lama Sem Alma". Disponíveis no site oficial da HQ Mix, os trabalhos retratam o crime ambiental cometido pela mineradora, o descaso do poder público e a dor das vítimas do deslizamento da Barragem I Mina do Feijão, que se rompeu na tarde de sexta-feira, dia 25. 

  De acordo com a equipe do portal, a exposição "Lama Sem Alma" é a forma que os chargistas encontraram de "homenagear as vítimas da tragédia". A curadoria de reunir os trabalhos é do presidente da Associação dos Cartunistas do Brasil, JAL Lovetro. "É importante a união de todos para que essas mortes não sejam em vão como tem acontecido", disse ele, ressaltando a importância do trabalho dos cartunistas neste momento.

  A Associação dos Cartunistas do Brasil, ainda por meio de nota, declarou que "o humor gráfico tem que fazer o seu papel de beliscar o cérebro das pessoas para acordarem e agirem pelo bem comum e tempos melhores". A exposição "Lama Sem Alma" foi disponibilizada nessa quarta-feira (30).

 Para conferir os trabalhos, clique aqui!

  Charge de Junior Lopes 

MAIS NOTÍCIAS
- Músicos fazem protestos no Planeta Brasil
- Artistas cancelam exposição no Memorial Vale

30 de Janeiro - Quarta-feira - 23:31

BRUMADINHO

Espaço cultural patrocinado pela Vale disse que 'respeitará a opinião dos artistas'

 

 Inaugurada no dia 18 de dezembro e prevista para ficar em cartaz até 17 de março, a exposição Cinco Anos do Edital Memorial Minas Gerais Vale será retirada do espaço cultural, localizado na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte. A decisão pelo fim da mostra partiu dos próprios artistas em protesto ao rompimento da Barragem I Mina do Feijão, que aconteceu na última sexta-feira (25), em Brumadinho. Até a noite desta quarta-feira (30), segundo dados da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros do Estado, o desastre culminou na morte de 99 pessoas; 259 ainda estão desaparecidos.

  Em uma carta enviada à imprensa, o coletivo de artistas diz que a mostra foi cancelada "em repúdio à empresa patrocinadora responsável pelo crime ambiental em Brumadinho e em solidariedade a todas as vítimas dessa atrocidade". "Optamos por desvincular completamente nossos trabalhos e nossas pesquisas de um espaço mantido por uma empresa que falha em firmar seus compromissos elementares com a sociedade, como a garantia a segurança de suas operações para o meio ambiente, de seus próprios trabalhadores e da população que convive em proximidade com suas operações", diz o documento assinado por Adriel Martins Visoto, Camila Otto, Carolina Cordeiro, Cleverson Salvaro, Daniella Domingues, Efe Godoy, Estandelau, Gilson Rodrigues, Luísa Horta, Luiza Nobel, Luiz Lemos, Renata Laguardia, Ricardo Burgarelli, Victor Galvão, Walter Gam e Xikão Xikão.

  O coletivo, que foi agraciado pelos editais do Memorial Minas Gerais, braço social da mineradora Vale, responsável pela tragédia em Brumadinho, desde 2013, ainda abriu mão da circulação da exposição por outros espaços vinculados à mesma empresa. "Entendemos que este gesto não possui efeitos de contribuição para a redução do sofrimento dos atingidos nem para a reparação dos danos causados por esse crime, mas acreditamos que, neste momento, todas as ações, mesmo que simbólicas, devem ser lançadas para confrontar as narrativas que escondem a real atuação de empresas de mineração como a Vale", completa.

  O Memorial Minas Gerais Vale, por meio de sua assessoria de imprensa, informou que "respeita a opinião dos artistas e está providenciando a retirada das obras". O espaço cultural permanecerá fechado até o dia 4 de fevereiro.

  Patrocínio. Agraciados pelos editais do Memorial Minas Gerais Vale desde 2013, o coletivo de artistas explicou que "iniciativas como o Edital Para Jovens Artistas e outras ações artísticas promovidas no espaço do Memorial Minas Gerais são apenas obrigações da empresa com a sociedade por meio de sua fundação, utilizando o dinheiro de renúncia fiscal para o enriquecimento do fluxo cultural da cidade".

  Para Visoto, Camila, Carolina, Salvaro, Daniella, Godoy, Estandelau, Rodrigues, Luísa Horta, Luiza Nobel, Lemos, Renata, Burgarelli, Galvão, Gam e Xikão, a partir de agora, o memorial deveria "abrigar testemunhos da desertificação da paisagem, os vestígios da bárbara ação contra as comunidades e priorizar a preservação da memória daqueles que foram afetados pelo soterramento".

 Foto Walmir Monteiro/Memorial Minas Gerais/Divulgação

27 de Janeiro - Domingo - 13:43

MÚSICA

Artistas ainda homenagearam a vereadora Marielle Franco e o deputado Jean Wylys

 

 Não poderia ter sido diferente. Artistas que se apresentaram no Festival Planeta Brasil, nesse sábado (26), no Mineirão, em Belo Horizonte, pediram justiça para Brumadinho, onde a Barragem Mina do Feijão, monitorada pela mineradora Vale, se rompeu e matou, até este momento, 37 pessoas. 287, segundo dados oficiais, seguem desaparecidas, e 192 já foram resgatadas pelo Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

  A ativista feminista Djamila Ribeiro (foto), pedindo licença para Milton Nascimento e Criolo, declarou: "Não é desastre ambiental, isso é crime ambiental". Ovacionada pelo público, ela ainda esbravejou: "Esta empresa (Vale) precisa ser responsabilizada por destruir vidas, destruir famílias e destruir o meio-ambiente". "Acima de tudo, vamos cobrar justiça. O que aconteceu em Minas Gerais não pode ficar impune. Justiça para Mariana e justiça para Brumadinho", finalizou ela.

  Milton Nascimento, com um repertório que marcou o período ditatorial brasileiro, como a canção "Cálice" e "O Que Será?", ainda homenageou Marielle Franco, vereadora morta no Rio de Janeiro, e seu motorista Anderson Pedro Gomes, com a faixa "Coração de Estudante". "Há que se cuidar da vida, há que se cuidar do mundo", entoou o mestre Bituca, demonstrando sensibilidade pela triste realidade política do país. Além de Marielle, Jean Wyllys, deputado federal que anunciou nessa semana que deixará o país por conta de ameaças de morte, também foi lembrado durante o evento de música.

Foto Bárbara Dutra/Divulgação

 Quem também lembrou a tragédia de Brumadinho, sem deixar de lado, claro, a de Mariana, que assolou a cidade de Bento Rodrigues e poluiu o Rio Doce, em novembro de 2015, foi o apresentador Edgar Piccoli, que ficou conhecido nos anos 90 por integrar a MTV Brasil. No palco Sul, ele recitou um poema do itabirano Carlos Drummond de Andrade: "O Rio é Doce, a Vale amarga/ Antes fosse mais leve a carga", disse ele, questionando ao final: "Quantas toneladas exportamos de ferro? / Quantas lágrimas disfarçamos sem berro?".

  Já Alexandre Carlo, vocalista do Natiruts, entre mensagens de paz e de amor, pediu para que todas as pessoas pudessem emanar energias positivas para as vítimas e para as famílias de Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. "Não adianta ser um milionário e não ter água para beber", alertou ele, dizendo ainda que, assim como as nuvens cinzas que cobriam o céu durante sua apresentação, a humanidade enfrenta momentos difíceis, mas afirmou que "o sol um dia voltará a brilhar".

 Confira o discurso de Djamila Ribeiro, ativista feminista, no Planeta Brasil 2019

 "Justiça para Mariana e Justiça para Brumadinho", disse Djamila Ribeiro, ontem, durante o Planeta Brasil. pic.twitter.com/xPLYRdwZIQ

— Felipe Pedrosa (@jfelipepedrosa) 27 de janeiro de 2019