Recuperar Senha
Fechar
Entrar

São Paulo

Mãe e filha de 11 anos morrem ao serem atingidas por raio

Caso aconteceu no Vale do Ribeira, em São Paulo; marido e pai da menina estava próximo ao local da descarga, mas saiu ileso

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Brasil é considerado o campeão mundial de raios
Garoto morreu no Paraná; em SP, um senhor também foi vítima
PUBLICADO EM 09/01/19 - 15h42

Mãe e filha morreram ao serem atingidas por um raio na noite da terça-feira (8) em Registro, no Vale do Ribeira, região sul do Estado de São Paulo. A dona de casa Lucileia Barbosa da Silva, de 40 anos, e a filha Thais Mayme Oyama, de 11, colhiam frutas no pomar do sítio da família quando aconteceu a descarga. O marido de Lucileia e pai de Thais, Akio Oyama, de 47 anos, estava próximo, mas saiu ileso. 

Oyama contou à Polícia Militar que os três faziam a colheita de lichia quando ouviu um estrondo. Em seguida, ele viu a mulher e a menina estendidas no chão.

O homem pediu ajuda e outros familiares acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas as duas já estavam mortas. Os corpos foram encaminhados para perícia no Instituto Médico Legal (IML) de Registro. A família reside em Curitiba, capital paranaense, e passava as férias no sítio do pai de Oyama, no bairro Quilombo, zona rural do município.

De acordo com relato de Oyama aos policiais, não chovia no local no momento do raio e não havia tempestade em formação. Segundo a Defesa Civil, o raio é a formação de uma descarga elétrica entre a terra e as nuvens, com trajetórias sinuosas e irregulares, podendo cair a vários quilômetros de distância do ponto de formação. Durante o processo, acontece uma onda sonora, produzindo o trovão. Em áreas rurais, devem ser evitados campos abertos ou a proximidade de árvores, que atraem as descargas.

O que achou deste artigo?
Fechar

São Paulo

Mãe e filha de 11 anos morrem ao serem atingidas por raio
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter