Recuperar Senha
Fechar
Entrar

TRÁFICO

Receita Federal apreende skank enviada da Espanha no aeroporto do Rio

Droga estava em quatro caixas e dois envelopes vindos da cidade de Málaga, com destinatários e remetentes diferentes, tendo como destino várias cidades do estado de São Paulo

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 04/06/14 - 18h18

Fiscais da Receita Federal, no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro/Galeão - Antonio Carlos Jobim, apreenderam nesta quarta-feira (4), pela manhã, seis volumes de skank (supermaconha, cultivada em laboratório, também conhecida como skunk). A droga estava em quatro caixas e dois envelopes vindos da cidade de Málaga, na Espanha, com destinatários e remetentes diferentes, tendo como destino várias cidades do estado de São Paulo. Dentre elas: Campinas, São José do Rio Preto, Santos, Sumaré e a própria capital paulista.

De acordo com o inspetor-chefe da Seção de Remessas Postais da Alfândega no aeroporto, Cláudio Ribeiro, não é comum a apreensão de skank no Rio. As drogas mais comuns, no setor dos Correios,segundo ele, são sintéticas, como comprimidos de ecstasy e cocaína. No ano passado, os scanners detectaram 50 mil comprimidos de ecstasy, vindos da Europa, e 45 quilos de cocaína. "Essa droga skank é pouquíssimo apreendida aquí no Rio. Diariamente passam 6 mil itens pelo setor dos Correios, no aeroporto, e todos eles passam pelos detectores de raio X, o que possibilitou a apreensão da droga", disse.

A carga, avaliada em R$ 400 mil, estava oculta em caixas e envelopes, e havia sido declarada como livros, revistas, CDs e DVDs, no valor de 60 euros (R$ 200 no paralelo, hoje). Os pacotes serão encaminhados à Polícia Federal, que abrirá inquérito para levantar se os destinatários apontados para recebimento, nas cidades de São Paulo, têm envolvimento  com a droga.

Agência Brasil

O que achou deste artigo?
Fechar

TRÁFICO

Receita Federal apreende skank enviada da Espanha no aeroporto do Rio
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter