Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Início.

Grupo Saritur adquire linhas e atinge frota de 1.700 ônibus

Saritur é uma das dez maiores empresas de ônibus de Minas Gerais

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Sucesso.Para Rubens Lessa é dedicar, trabalhar e ficar atento à evolução do mercado e do negócio e ter uma equipe boa na empresa
Saritur é uma das dez maiores empresas de ônibus de Minas Gerais
PUBLICADO EM 05/01/13 - 23h52

O grupo Saritur não para de crescer. Com 35 anos, de sete ônibus para uma frota atual de 1.700, nas principais regiões de Minas Gerais, o diretor Rubens Lessa Carvalho, 59, diz que a empresa não pode ficar parada nas aquisições. "Aparecendo oportunidade que for viável, a gente está sempre estudando o negócio", diz Lessa, que comanda 8.000 funcionários e um faturamento previsto para 2013 de R$ 500 milhões da empresa que está entre as maiores de Minas Gerais.

Em outubro de 2012, o grupo adquiriu a Viação Jardins e ampliou suas operações com mais 107 ônibus e 605 empregados. Também integrou linhas que ligam Montes Claros a mais de nove cidades do Norte de Minas Gerais e passou a operar a linha executiva SE01 ligando a Cidade Administrativa, sede do governo de Minas, à Savassi, em Belo Horizonte (veja quadro).

Na capital, a Saritur tem 207 ônibus rodando na cidade e outros 550 que servem à região metropolitana de Belo Horizonte. Cada ônibus urbano rodando demanda 5,5 funcionários, e no rodoviário de linha regular são 4,3 funcionários. "Então, a gente sempre investe e prepara mão de obra", diz Rubens Lessa, formado em engenharia elétrica.

E quais mercados ainda não foram abocanhados pela Saritur? Rubens Lessa explica que hoje só se expande por meio de aquisição de empresa, o mercado está atendido, aparece oportunidade tem que adquirir. Sem falar em cifras, Lessa diz que a compra de outra empresa de ônibus exige um volume de investimento alto porque o veículo não é barato e tem ainda a frota, a garagem, a folha de pagamento e a infraestrutura da empresa para adquirir.

Rubens Lessa Carvalho nasceu em Carmésia, mudou-se para Belo Horizonte aos oito anos, para estudar, enquanto os pais continuaram a morar na fazenda. "Vim para a casa dos tios e com 14 anos fui office-boy na Casa Artur Haas. Eu queria trabalhar para poder ter uma renda", conta. Foi para o Exército Brasileiro, trabalhou na Vale, saiu em 1976 e, em 1977, fundou a empresa junto com o pai, José Carvalho, e seus irmãos.

"A gente tinha vontade de ter uma empresa, já mexia com transporte de passageiro e surgiu a oportunidade com a vinda da Fiat para Betim. Meu pai mexia com caminhão, ele o vendeu e comprou um ônibus. No ano seguinte, os irmãos vieram trabalhar, eu sou o mais velho", relata. A Saritur começou com ônibus usados.

Mas foi a implantação da Fiat que alavancou a Saritur para ter esses ônibus fretados. "E não existia aqui em Minas o transporte de funcionários, e nós aproveitamos essa oportunidade". Em 2000, a Saritur teve as primeiras linhas intermunicipais. "Fizemos várias aquisições", conta Lessa. Ele tem na prateleira atrás a mesa uma imagem de Santa Rita que dá nome à empresa.

Momentos difíceis? Sim.Em 1982, foi um ano com bastante dificuldade porque teve recessão no Brasil, então, afetou muito as empresas,o transporte fretado diminuiu. Mas isso passou.

O que achou deste artigo?
Fechar

Início.

Grupo Saritur adquire linhas e atinge frota de 1.700 ônibus
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter