Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Economia

Inflação oficial desacelera e fecha maio em alta de 0,46%

Com a alta de maio, a inflação acumulada nos primeiros cinco meses do ano está em 3,33%; em maio do ano passado o IPCA acusou 0,37%

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 06/06/14 - 11h01

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do governo e que serve de balizamento para as metas inflacionárias fixadas pelo Banco Central, desacelerou em maio e fechou o mês com alta de 0,46%, ficando 0,21 ponto percentual abaixo da taxa registrada no mês de abril (0,67%). Em maio do ano passado o IPCA acusou 0,37%.

Com a alta de maio, a inflação acumulada nos primeiros cinco meses do ano está em 3,33%. O resultado é 0,45 ponto percentual maior que a inflação registrada (2,88%) no mesmo período de 2013. Com o resultado de maio, a inflação acumulada nos últimos 12 meses (taxa anualizada) ficou em 6,37%, também superior aos 6,28% relativos aos 12 meses anteriores.

Os dados do IPCA foram divulgados nesta sexta-feira (06), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram influenciados pela queda nos preços do item Alimentação e Bebidas, que recuou de 1,19% para 0,58%, entre abril e maio, apresentando desaceleração no ritmo da alta.

Os números indicam ainda que, enquanto os alimentos consumidos em casa caíram de 1,52% para 0,41%, entre abril e maio, a alimentação fora de casa subiu de 0,57% para 0,91%.

O grupo Transporte também deu significativa contribuição para a queda do IPCA, em maio, ao passar de 0,32% em abril, para - 0,45% em maio. No grupo, o IBGE destaca a queda de 21,11% nas tarifas aéreas, que registraram o mais forte impacto no índice; combustíveis (-0,67%); além de outros como automóveis usados (-0,24%), tarifas de ônibus interestaduais (-0,25%) e o seguro voluntário (-0,48%).

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980 e se refere às famílias com rendimento de um a 40 salários mínimos, abrangendo as dez regiões metropolitanas do país, além de Brasília e dos municípios de Goiânia e Campo Grande. 

Agência Brasil

O que achou deste artigo?
Fechar

desaceleração de preços

Inflação oficial desacelera e fecha maio em alta de 0,46%
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter