Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Adequação

Limitação dos aviões é polêmica 

Rosso disse que além de discutir a volta dos voos nacionais à Pampulha, é preciso repensar a aviação regional

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 05/05/15 - 22h10

Seja para voos regionais, seja para viagens nacionais, a limitação do tamanho das aeronaves que podem usar o aeroporto da Pampulha causa polêmica. A utilização do terminal é limitada a aviões com até 70 lugares, que só são operados pela Azul. “Não concordamos que haja limitação nem do tamanho de aeronaves, nem de destinos”, disse o diretor de relações institucionais da Gol, Alberto Farjeman. A empresa teve o pedido de 36 voos operando a partir da Pampulha negado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Farjeman lembrou que até 2003, quando concentrava quase todos os voos de Belo Horizonte, aviões de todos os portes operavam na Pampulha. Para o secretário de Estado do Desenvolvimento, Altamir Rosso, o terminal precisa de “adequações” para receber aviões maiores com conforto e segurança. Os prazos e investimentos necessários também não foram estimados.

Rosso disse que além de discutir a volta dos voos nacionais à Pampulha, é preciso repensar a aviação regional. Ele criticou a Azul por cancelar voos para o interior e não avisar nem mesmo ao governo do Estado. “Ficamos sabendo na hora de comprar passagens”, disse ele. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Adequação

Limitação dos aviões é polêmica 
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter