Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Oportunidade

Mutirão vai 'limpar o nome' de devedores nesta quinta-feira

Procon Assembleia promove negociação de débitos

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Capturar.JPG
Ariana Cerqueira diz que negociação com credores é muito difícil
PUBLICADO EM 12/09/18 - 03h00

Nos últimos dois anos, a dona de casa Ariana Cerqueira, 34, viu a conta de telefone atrasada saltar dos R$ 60 para R$ 1.000. Desempregada e com o nome sujo, a mãe de quatro filhos já acumula uma dívida de mais de R$ 10 mil, entre contas atrasadas de água, luz, telefone e empréstimos. Mas o maior sofrimento, segundo Ariana, é o descaso dos credores. Ao tentar renegociar suas dívidas por telefone, era conduzida de um ramal para outro e ouvia que não era possível fazer a renegociação. Nas agências, recebia propostas que apenas alongavam o prazo para quitar as parcelas, que a levaria a pagar ainda mais juros.

Assim como Ariana, consumidores que estão em débito com serviços de água, energia elétrica, telefonia, internet e TV por assinatura terão uma boa oportunidade para renegociar a dívida e ficar em dia com suas contas. Nesta quinta-feira (13), o Procon da Assembleia Legislativa de Minas Gerais irá realizar o 1º Mutirão para Negociação de Dívidas relacionadas a serviços essenciais. Na ocasião, funcionários da Cemig, Copasa, Claro, NET, Embratel, Oi, Tim e Vivo estarão à disposição dos consumidores para negociarem um acordo.

Segundo o gerente do Procon Assembleia, Gilberto Dias de Souza, a iniciativa é uma oportunidade para que os cidadãos que tenham débitos com essas empresas possam quitar suas dívidas e, se for o caso, tirar seu nome dos cadastros de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. De acordo com Souza, nas audiências de conciliação realizadas pelo órgão, em 85% dos casos as demandas são atendidas. “Percebemos que a maior dificuldade em negociar a divida com as empresas é a burocracia do contato”, disse. No mutirão, essa dificuldade será minimizada.

Inadimplência. Atualmente, mais de 61 milhões de brasileiros estão com o nome inscrito em listas de restrição ao crédito. Segundo dados do Serasa Experian, são, em média, quatro dívidas atrasadas por cada inadimplente.

No entanto, para o consultor financeiro Carlos Eduardo Costa é preciso ter em mente que renegociar não é a solução definitiva para a dívida. “Negociar é somente uma etapa de um processo muito maior. O inadimplente precisa saber qual a causa da dívida e entender que, se não repensar os hábitos financeiros, não conseguirá pagar o débito e entrará em um bola de neve de dívida”, analisou. “O desequilíbrio financeiro causa transtornos em toda a vida da pessoa. Pode trazer problemas conjugais, no trabalho e de saúde”, completou.

O que achou deste artigo?
Fechar

Oportunidade

Mutirão vai 'limpar o nome' de devedores nesta quinta-feira
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (8)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter