Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Economia

"Quero ganhar a promoção"

Para ser premiado, vale até comprar produto que não tem utilidade

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Para ser premiado, vale até comprar produto que não tem utilidade
PUBLICADO EM 30/01/10 - 21h07

Crie uma frase, envie um vídeo, faça uma foto, preencha um cupom. Sorteios e concursos com os mais variados prêmios estão por toda parte, e tem gente que dedica boa parte do dia a se inscrever nas promoções e tentar chegar à lista de ganhadores. É o caso de Aline de Melo Dulce, moradora de Aimorés, no Vale do Rio Doce, que se intitula uma "promonauta assumida". Desde 2008 ela já ganhou 163 promoções e chegou a ser convidada por empresas para organizar os concursos. Recusou. O que ela quer é continuar ganhando.

Atualmente, ela se dedica integralmente a participar de promoções e divulgá-las em seu blog. "Pelo blog, eu me organizo e ajudo meus companheiros a encontrarem promoções", diz. Na quinta-feira, havia 159 promoções no blog e ela estava inscrita em praticamente todas. Aline já ganhou moto, iPod, TV de LCD e outros prêmios. E vende a maioria deles.

Para aumentar as suas chances, ela concorre também com os dados do marido, da sogra e do cunhado. A preferência dela são concursos de frases e sorteios. "Não gosto dos que têm votação. Não confio muito", diz. E ela também não gosta de ser chamada de "sortuda". "Eu sou quase uma publicitária autônoma. Para fazer a frase, pesquiso a história da empresa, se ela já premiou antes, que tipo de frase eles valorizam. Tem uma técnica", diz.

Quem também é craque em ganhar prêmios é o aposentado José Marcos Ramos. Ele passa o dia procurando oportunidades para concorrer. "O prêmio não importa. O bom é ver meu nome entre os ganhadores", diz. Confirmando a teoria, ele ganhou uma bicicleta e foi buscá-la em São Paulo, mesmo sem saber pedalar. Recentemente, comprou barbeadores para mandar as embalagens a um sorteio de celular. Dois detalhes: ele não usa barbeadores e não quer um celular novo.

Mas ele também ganha prêmios que pode aproveitar. Em 2009 foram mais de dez livros, inúmeras entradas de cinema e teatro, câmera fotográfica e outros. Assim como Aline, ele prefere os concursos que premiam a melhor frase sobre algum tema. "Eles reconhecem o nosso talento, a vaidade fica lustrada", diz.

A professora Viviane Calenzo entrou para o time dos "promonautas" há dois anos. E foi por meio de um concurso de frases que ela realizou o sonho de ter uma geladeira com água e gelo do lado de fora da porta. Agora, ela tem nova meta: um notebook. "Estou aguardando o resultado de algumas promoções e estou confiante. Acreditar também faz parte", diz. Todos eles garimpam as promoções em sites, blogs e redes sociais.

Sorte. Mesmo quem não se especializa em participar de promoções tem vez na lista de premiados. A professora Eloíza Helena Souza nunca tinha ganhado nada até o mês passado, quando seu cupom foi sorteado em meio a outros 33 mil no BH Shopping e ela levou para casa um carro avaliado em R$ 93 mil. "Nunca tinha passado por isso, é maravilhoso. Eu fiquei eufórica", diz ela, que vendeu o carro e aplicou o dinheiro pensando na aposentadoria. Ela é cliente do shopping há 30 anos e pretende participar de outras promoções.

A dona de casa Elizabeth Rosas Moreira ganhou pela primeira vez em 2008, quando foi sorteada em um evento de decoração e levou para casa uma TV de plasma de 42 polegadas. "Eu nem acreditei quando me ligaram", lembra. "A TV demorou mais de um mês para chegar e todo mundo aqui em casa já achava que era uma piada", diz. Agora, ela continua acreditando na sorte. "Quando começa uma promoção, eu até mudo o produto que vou comprar para poder participar", diz.

O que achou deste artigo?
Fechar

Fanáticos

"Quero ganhar a promoção"
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter