Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Protesto

Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas

Polícia conteve hoje protestos no centro de Atenas

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Grécia
Atenas é palco de protestos
PUBLICADO EM 20/01/19 - 16h34

Mais de 60 mil pessoas concentraram-se hoje (20) na Praça de Sintagma, em Atenas, na Grécia, protestando contra o acordo entre o governo grego e Skopje sobre a alteração do nome da Macedônia. Houve confrontos entre a polícia e manifestantes.

O acordo visa a alteração do nome da Antiga República Jugoslava da Macedônia para Macedônia do Norte, uma disputa que dura 27 anos, desde que a Macedônia declarou independência da Jugoslávia. No entanto, os gregos estavam contra a nova designação, uma vez que há uma região no norte chamada Macedônia.

Em meio aos protestos convocados por grupos nacionalistas e religiosos, jovens encapuzados lançaram projéteis e tentaram entrar no parlamento. A polícia entrou em ação e dispersou os opositores.

"Há apenas uma Macedônia e é a grega", disse uma das manifestantes.  "A Macedônia é grega, é a minha pátria, onde nasci e cresci. A Macedónia não pode ser Skopje, que é uma comunidade Eslava, que antes da II Guerra Mundial se chamava Vardaska” disse outra mulher que participou dos protestos.

O governo grego remeteu no sábado ao parlamento o acordo sobre a alteração do nome da Macedônia, dando início ao processo.

Na segunda-feira, o parlamento grego vai se reunir para estabelecer o calendário de sessões das comissões de Defesa e Assuntos Externos, encarregada de discutir o texto antes do debate final no plenário, previsto para o fim da próxima semana.

*Com informações da RTP (emissora pública de televisão de Portugal)

O que achou deste artigo?
Fechar

Protesto

Acordo para mudar nome da Macedônia gera protestos em Atenas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter