Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Bush é criminoso de guerra, diz Harold Pinter

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 08/12/05 - 01h07

ESTOCOLMO, Suécia " O dramaturgo e poeta britânico Harold Pinter,75, fez um violento discurso contra os Estados Unidos na cerimônia de entrega, em Estocolmo, do Prêmio Nobel de Literatura de 2005.

Classificou a invasão do Iraque de "um ato de banditismo" e propôs que o presidente George W. Bush e o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, fossem julgados como "criminosos de guerra".

Pinter, hospitalizado desde segunda-feira em Londres em razão de um câncer linfático, foi representado por seu editor na solenidade, em que lhe foi entregue um cheque de R$ 1,3 milhão. Seu discurso foi gravado domingo e projetado ontem para os presentes na Academia Sueca.

Numa cadeira de rodas e com a voz debilitada, ele leu por 46 minutos um texto em que traça uma analogia entre a verdade que é "compulsivamente procurada" pelo escritor para construir sua narrativa e a verdade evitada pelos políticos, que, em lugar dela, buscam apenas o poder.

Para que os políticos conservem o poder, disse Pinter, é preciso "que as pessoas sejam mantidas na ignorância", que elas sejam afastadas da verdade. Foi nesse ponto que ele iniciou uma longa e áspera acusação aos Estados Unidos e à sua política externa.

Disse que o presidente Bush mandou invadir o Iraque com base no pressuposto de que a ditadura de Saddam Hussein possuía arsenais de destruição em massa e operava em ligação com os terroristas da Al Qaeda.

Guerra
"A invasão (do Iraque, em 2003) foi uma ação militar arbitrária, inspirada numa série de mentiras e na manipulação da mídia e do público", com o objetivo, a seu ver, de consolidar a presença militar e econômica dos Estados Unidos no Oriente Médio.

Pinter disse que "ao menos 100 mil iraquianos morreram sob bombas e mísseis norte-americanos antes que começassem os atos da insurgência" contra os estrangeiros.

Os EUA, afirmou, não são signatários da convenção que criou o Tribunal Penal Internacional. O premiê Tony Blair " que apoiou e participou das operações no Iraque " pode ser processado. "Podemos dar até o endereço dele, caso o tribunal esteja interessado. É na rua Downing, nº 10, em Londres".

O que achou deste artigo?
Fechar

Bush é criminoso de guerra, diz Harold Pinter
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter