Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Estudo

Pesquisa mostra por que algumas pessoas não conseguem largar o cigarro

Durante o estudo, os cientistas realizaram testes cerebrais e descobriram que a maioria dos fumantes, motivados por recompensas, estavam menos propensos a abandonar o cigarro

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Quer parar. Frederico Campos ainda não conseguiu deixar o vício.
Os voluntários que tiveram respostas fracas do corpo estriado estavam menos propensos a se absterem do cigarro
PUBLICADO EM 25/06/14 - 11h44

Pesquisa realizada na Pensilvânia, nos Estados Unidos, apontou uma função no cérebro que indica se estratégias para abandonar o cigarro serão eficazes em determinados fumantes. Para isso, os pesquisadores fizeram testes cerebrais em um grupo de 44 fumantes, com idades entre 18 e 45 anos, que fumavam cerca de 10 cigarros por dia. Durante o estudo, os cientistas realizaram testes cerebrais e descobriram que a maioria dos fumantes, motivados por recompensas, estavam menos propensos a abandonar o vício

Os pesquisadores autorizaram os voluntários a fumar em 15 minutos, em seguida, ofereceram uma quantia de US$ 1 para cada cinco minutos que eles ficassem sem o cigarro. Os cientistas perceberam respostas do corpo estriado ventral, área do cérebro que se responsabiliza pela motivação e comportamento, com base em oferta de objetos. Os voluntários que tiveram respostas fracas do corpo estriado não estavam preparados para se absterem do cigarro.

O professor de psicologia da Universidade Estadual da Pensilvânia, Stephen J. Wilson, explicou que os resultados podem ajudar a entender por que alguns fumantes consideram difícil parar de fumar, mesmo com perspectivas de melhorar a saúde e poupar dinheiro.

Wilson disse ainda que a pesquisa pode identificar fumantes com grandes dificuldades em deixar o vício e criar novos métodos específicos para abandoná-lo. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Estudo

Pesquisa mostra por que algumas pessoas não conseguem largar o cigarro
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter