Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Esporte

Vaticano cria Federação de Atletismo e sonha com as Olimpíadas

A Federação de Atletismo do Vaticano tem 60 membros, entre freiras, sacerdotes, membros da Guarda Suíça e outros funcionários

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
A praça de São Pedro foi tomada por fiéis que queriam se despedir de Bento XVI
Ao menos 60 pessoas ligados ao Vaticano participam da modalidade esportiva
PUBLICADO EM 11/01/19 - 09h44

Uma equipe de atletismo do Vaticano, que aspira a participar de competições internacionais, inclusive dos Jogos Olímpicos, foi oficialmente lançada nesta quinta-feira (10), depois de alcançar um acordo com o Comitê Olímpico Italiano (CONI).

A Federação de Atletismo do Vaticano tem 60 membros, entre freiras, sacerdotes, membros da Guarda Suíça e outros funcionários.

O monsenhor Melchor José Sánchez de Toca y Alameda, presidente desta nova Federação, afirmou que disputar os Jogos Olímpicos é "um sonho, mas não a curto prazo".

"O sonho que com frequência temos tido é ver a bandeira da Santa Sé entre as das delegações na inauguração dos Jogos Olímpicos", afirmou.

Em um futuro imediato, a equipe de atletismo do Vaticano gostaria de poder participar de competições menores, como os Jogos Mediterrâneos.

O presidente do Comitê Olímpico Italiano (CONI), Giovanni Malago, destacou este novo passo esportivo do Vaticano, que já tem equipes de futebol e críquete.

O sinal verde do CONI permite à equipe vaticana participar de eventos nacionais e internacionais, além de ter acesso a técnicos nacionais italianos e facilidades médicas.

O atleta mais jovem da equipe vaticana é um guarda suíço de 19 anos e o mais idoso, um professor de 62 anos da Biblioteca Apostólica Vaticana.

Dois jovens refugiados muçulmanos - Jallow Buba, gambiano de 20 anos, e Anszou Cissé, senegalês de 19 - foram registrados como membros de honra.

A primeira competição da qual os atletas da equipe vaticana vão participar será a Corsa di Miguel, corrida de 10 km que lembrará, em 20 de janeiro, Miguel Sánchez, fundista argentino desaparecido em seu país na época da ditadura.

O que achou deste artigo?
Fechar

Esporte

Vaticano cria Federação de Atletismo e sonha com as Olimpíadas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter