Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Liberdade de escolha

Bolsonaro diz que Moro participará da transição de governo

Presidente eleito afirmou que futuro ministro começa a escolher os nomes de sua pasta já na próxima semana

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Sergio Moro
O juiz Sergio Moro reuniu-se com o presidente eleito, Jair Bolsonaro, nesta quinta-feira
PUBLICADO EM 01/11/18 - 13h30

Em vídeo divulgado em sua conta no Twitter, no qual aparece dando entrevista à RecordTV, o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), disse, após o juiz Sergio Moro ser confirmado como ministro da Justiça e da Segurança Pública, que o magistrado, já na próxima semana, participará da transição de governo e começará a escolher os integrantes de sua pasta.

“Ele participa da transição sim. Começará, a partir da semana que vem, a tomar pé da situação como um todo e irá atrás de nomes para compor o seu ministério”, disse o presidente eleito, que recebeu Moro em sua residência no Rio de Janeiro, nesta quinta-feira, quando chegaram a um acordo. “Chegamos a um acordo em 100% em tudo”.

Bolsonaro disse que os dois conversaram sobre o papel do juiz à frente de seu foverno. “Ele falou o que gostaria de fazer lá dentro e se teria meio e liberdade para poder perseguir uma agenda para o combate efetivo da corrupção, ao crime organizado, obviamente ao lado da Constituição e das leis”, ressaltou.

Segundo presidente eleito, Sergio Moro conseguirá se sair bem à frente da segurança pública, embora não seja especialista nessa área. “Ele terá ampla liberdade para escolher todos que comporão seu segundo escalão. Ele é o chefe da Polícia Federal, aquele que vai tratar da questão da segurança. Obviamente não é uma especialidade dele a segurança pública, mas bem assessorado e com a inteligência que lhe peculiar ele tomará as decisões adequadas nessa área”, disse.

Bolsonaro afirmou ainda que Moro mostrou-se motivado com a nova função. “Eu o vi como se fosse um jovem universitário recebendo seu diploma, ele está com muita vontade de realmente levar avante a sua agenda. Isso me deixou muito feliz porque, afinal de contas, uma das coisas que mais afligem a população brasileira é a questão da corrupção. Ele agora atacará de forma global no Brasil e não apenas na Lava Jato”, comentou o presidente eleito.

O que achou deste artigo?
Fechar

Liberdade de escolha

Bolsonaro diz que Moro participará da transição de governo
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter