Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Crise

Orçamento para os hospitais regionais cai mais da metade  

Previsão é de R$ 150 mi para 2016, contra R$ 347 mi de 2015

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
HOSPITAL VALADARES
Governador Valadares. O hospital regional tem previsão de inauguração em dezembro de 2016
PUBLICADO EM 20/10/15 - 04h00

As obras para a construção dos 11 hospitais regionais de Minas – uma das principais promessas de campanha do governador Fernando Pimentel (PT) – não passaram imunes à crise que atinge o Estado. No Orçamento de 2016, o valor previsto para a implantação das unidades no interior caiu mais da metade. A expectativa é que sejam investidos R$ 150 milhões. Na peça orçamentária em vigência neste ano, no entanto, estavam programados R$ 347,5 milhões, 130% a mais.

O documento que revela as estimativas de receitas e despesas para 2016 também mostra que o Estado cortou a rubrica Manutenção dos Hospitais Regionais para o próximo ano. Em 2015, este item receberia R$ 168,7 milhões. A Secretaria de Estado de Saúda (SES) não informou quanto desse total foi gasto até agora.

Segundo a pasta, em 2016, essa despesa ganhou um outro nome: Desenvolvimento da Política de Atenção Hospitalar, e terá R$ 376,4 milhões. Contudo, o governo não informou se o valor será destinado integralmente à manutenção dos hospitais regionais.

Independentemente do corte no Orçamento, a crise deste ano já afeta o projeto das unidades regionais. Dos R$ 347,5 milhões previstos para serem aplicados em 2015, até o momento, 31%, ou seja, R$ 40,7 milhões foram executados.

Conforme mostrou levantamento de O TEMPO ontem, as dificuldades financeiras – que devem fazer com que o Estado feche 2015 com um déficit de R$ 10 bilhões e 2016 com R$ 8,9 bilhões – imprimiu cortes de ações de diversas áreas como transportes, educação e segurança no Orçamento de 2016 enviado à Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Outro lado. De acordo com o Estado, considerando apenas os recursos oriundos do Tesouro de Minas, o investimento nos hospitais regionais irá subir de R$ 131 milhões, em 2015, para R$ 150 milhões em 2016.

Segundo o governo, dos R$ 347,5 milhões esperados para os hospitais neste ano, R$ 216 milhões viriam de operações de crédito, que não se concretizaram. Ainda de acordo com a secretaria, para 2016 não são planejadas operações de crédito, mas a queda do recurso não deverá atrasar as obras.

“Como o ritmo das obras estava lento desde o fim de 2014 e havia um grande volume de restos a pagar, o recurso alocado na fonte do Tesouro estadual será suficiente”, informou a assessoria da SES.

A pasta explicou que cada unidade tem o seu cronograma, e o próximo hospital regional a ser inaugurado será o de Uberaba, no Triângulo mineiro, até o segundo semestre de 2016. Das 12 unidades previstas, apenas a de Uberlândia, na mesma região, está em atividade desde 2010.

O que achou deste artigo?
Fechar

Crise

Orçamento para os hospitais regionais cai mais da metade  
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter