Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Luto

Sérgio Lellis Santiago, ex-presidente do TJMG morre em Belo Horizonte

Corpo de Sérgio Lellis Santiago será enterrado no cemitério Parque da Colina, às 17h

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Sérgio Lellis Santiago
Sérgio Lellis Santiago
PUBLICADO EM 20/01/19 - 12h00

O ex-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) Sérgio Lellis Santiago faleceu nesse sábado (19), em Belo Horizonte. O corpo está sendo velado no auditório do Tribunal Pleno do Edifício Sede (Avenida Afonso Pena, 4.001 - Serra), até as 16h. O atual presidente do TJMG, o desembargador Nelson Missias de Morais, decretou luto oficial de três dias.

Nascido em São Domingos do Prata, localizada na região do médio rio Piracicaba, Sérgio Lellis Santiago se formou em Direito pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) em 1956. Ele atuou como advogado nas comarcas de São Domingos do Prata, Nova Era, Dom Silvério, Rio Piracicaba e Coronel Fabriciano, além de ter exercido a profissão por dez anos no Rio de Janeiro, entre 1957 e 1967, ano em que ingressou na magistratura.

A partir daí atuou nas comarcas de Perdões, Almenara, Ubá, Senador Firmino, Visconde do Rio Branco e Belo Horizonte, até ser promovido ao Tribunal de Alçada em 1978, instituição da qual foi vice-presidente (1983) e presidente (1984). No ano seguinte se tornou desembargador do TJMG e atuou em diversos cargos, tais como corregedor-geral de justiça (1992) e presidente do Judiciário estadual mineiro, de 1999 a 2001. Ele ainda foi vice-presidente da Associação Regional dos Magistrados Mineiros, da qual também foi fundador, em Juiz de Fora, de 1970 a 1971, e ocupou também o cargo de diretor secretário da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), nos biênios 1975/1977 e 1977/1979.

Ao longo da carreira, Lellis Santiago recebeu inúmeras condecorações, dentre elas a de Personalidade de Destaque Judiciário em 1976, pelo Clube dos Advogados de Minas Gerais; a Medalha Nacional do Mérito Judiciário (1978); a Medalha Santos Dumont, nos graus Prata (1983) e Ouro (1987); a Grande Medalha da Inconfidência (1984); a Medalha Especial do Mérito Legislativo, conferida pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (1984); e a Medalha de Mérito Desembargador Ruy Gouthier de Vilhena (1997).

O que achou deste artigo?
Fechar

Luto

Sérgio Lellis Santiago, ex-presidente do TJMG morre em Belo Horizonte
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter