Recuperar Senha
Fechar
Entrar

NORTE DE MINAS

Vice assume ter mandado matar prefeito de Ibiracatu

Beneficiado pela delação premiada, José Neto Soares Coutinho (PT) segue em liberdade, mesmo depois de assumir ser o mandante da tentativa de assassinato. Motivação teria sido política

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 26/05/15 - 13h08

Em troca de colaborar com as investigações, o vice-prefeito de Ibiracatu, José Neto Soares Coutinho J(PT) segue em liberdade, mesmo depois de assumir ser o mandante da tentativa de homicídio contra  prefeito do município do Norte de Minas, Joel Ferreira de Lima (PT).  Ele foi baleado no dia 18 de abril, numa festa religiosa na zona rural, atingido no olho esquerdo, mas sobreviveu.  A motivação teria sido política. Coutinho pretendia assumir o cargo do prefeito.

Segundo informações da Polícia Civil de Minas Gerais,  Coutinho está sendo beneficiado por um acordo de delação premiada firmado entre o Ministério Público, o poder judiciário e o cidadão. Se omitir ou mentir sobre qualquer informação, o compromisso  é desfeito.

Através da assessoria de imprensa da Polícia Civil, o delegado regional de Januária, Raimundo Nonato, que está conduzindo a investigação,  informou que o vice-prefeito  pagaria R$ 20 mil para um executor, mas  o valor não chegou a ser entregue.  O responsável pela negociação já está preso e o responsável pelos disparos segue foragido. Os nomes deles não foram divulgados para não prejudicar a apuração do crime.

 

O que achou deste artigo?
Fechar

NORTE DE MINAS

Vice assume ter mandado matar prefeito de Ibiracatu
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter