Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Desastre

Acidente com ônibus clandestino mata duas pessoas em Serra do Salitre

Veículo saiu de Maceió, em Alagoas, e seguia para São Paulo

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Ônibus tomba e duas pessoas morrem, em Serra do Salitre
Ônibus tomba e duas pessoas morrem, em Serra do Salitre
PUBLICADO EM 20/01/19 - 11h35

Duas pessoas morreram em um acidente com um ônibus de viagem clandestino, na manhã deste domingo (20), em Serra do Salitre, no Alto Paranaíba. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o veículo, que havia saído de Maceió, em Alagoas, e seguia para São Paulo, tombou no KM 87 da BR-146.

A Polícia Militar Rodoviária (PMR) avalia as causas do acidente, mas, segundo o sargento Matheus  Luiz de Sousa, do Corpo de Bombeiros, uma falha mecânica pode ter sido o motivo para o desastre.

"O motorista disse que perdeu o freio na curva e, com isso, tentou jogar o ônibus para o barranco. Só que ele acabou perdendo o controle, tombou e capotou", contou o militar.

Com o tombamento, Laudijane de Farias, de 43 anos, morreu na hora. Já Micael Martins Lima, de 21, ficou preso embaixo do veículo e sofreu esmagamento de tórax e membros inferiores.

"Infelizmente, quando o retiramos, ele não resistiu. Perdeu muito sangue, teve laceração da perna direita, esmagamento da esquerda e também na região do tórax", afirmou o sargento Sousa.

Além dos dois óbitos, outros 48 passageiros, entre adultos e crianças, sofreram ferimentos leves e foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência (Samu) ao hospital municipal da cidade. As vítimas teriam pago cerca de R$400 para percorrerem o trajeto. Ainda segundo informações dos bombeiros, os feridos têm, em média, 40 anos, e seguiam para São Paulo a trabalho.

O veículo, segundo o militar,é irregular. "O ônibus tem só essa placa na frente escrito Santur, mas não tem nenhum registro, nenhum documento que o identifique. Era clandestino", afirmou Sousa. A Agência Nacional de Transportes Terrestres foi procurada pela reportagem, que aguarda retorno.

Criança desaparecida

Ao lado do corpo da vítima Laudijane de Farias, de 43 anos, foi encontrado um documento de identidade de uma criança de, aproximadamente, 10 anos. Sem conseguirem encontrar a possível vítima, um boato correu o local dando conta de que a menina havia desaparecido.

"No fim das contas percebemos apenas que a mulher viajou com o documento da menina, mas a criança não estava no local e, portanto, não há nenhuma vítima, adulto ou criança, que não tenha sido localizada", afirmou o sargento Matheus  Luiz de Sousa, do Corpo de Bombeiros.

O que achou deste artigo?
Fechar

Desastre

Acidente com ônibus clandestino mata duas pessoas em Serra do Salitre
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (3)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter