Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Belo Horizonte

Adolescente fica ferido após briga no Instituto de Educação

Vítima foi levada em estado grave para o CTI do hospital João XXIII; estudante agressor foi detido pela PM

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Instituto de Educação iemg
Adolescente agredido no Instituto de Educação morre no João XXIII
PUBLICADO EM 14/11/18 - 12h59

Um adolescente, de 17 anos, aluno do Instituto de Educação de Minas Gerais, no bairro Funcionários, foi internado no CTI do hospital João XXIII na manhã desta quarta-feira (14) depois de brigar com um colega, de 18 anos.

O estudante agressor foi detido pela Polícia Militar. Além do órgão, o Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foram acionados.

A Secretaria de Estado de Educação informou que a Superintendência Regional de Ensino Metropolitana A, que coordena o Instituto de Educação de Minas Gerais, está acompanhando o incidente.

A briga

Segundo a direção da unidade, durante o recreio, um grupo de estudantes se desentendeu enquanto jogava futebol na quadra da instituição e parte do grupo agrediu um dos colegas.

Em seguida, o aluno foi atacado novamente, desta vez na região da cabeça, por outro estudante, maior de idade.

Os professores socorreram o estudante ferido, que encontrava-se desacordado e, diante do quadro, encaminharam-no rapidamente ao hospital.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima tentava sair do local da briga quando foi atingida por um chute e, ao cair, teria batido com a cabeça no degrau de uma escada, começando a sangrar. 

Combate à violência

Em 2017, o governo de Minas Gerais implementou o Plano de Convivência Democrática nas Escolas, que tem como um dos objetivos compreender e combater a violência no espaço escolar.

Já no primeiro semestre de 2018, foi desenvolvido um novo sistema em rede de registro de situações de violência, que está em processo de implantação nas escolas, que permite o planejamento e a execução de políticas públicas mais pontuais para a prevenção e redução das violências no ambiente escolar.

A Secretaria de Estado de Educação informou que também possui uma parceria com a Polícia Militar de Minas Gerais, que desenvolve o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd).

O Proerd consiste num esforço cooperativo da Polícia Militar, escolas e famílias, visando prevenir o uso drogas e a prática de atos de violência entre estudantes do Ensino Fundamental e Médio das instituições educacionais, bem como nas comunidades, por meio de atividades educacionais em sala de aula, conduzidas pelo policial militar devidamente capacitado.

O que achou deste artigo?
Fechar

Belo Horizonte

Adolescente fica ferido após briga no Instituto de Educação
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (3)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter