Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Vale do Aço

Câmara e prefeitura de Ipatinga sofrem danos após explosão na Usiminas

Em nota, a assessoria de imprensa da Câmara informou que a estrutura do prédio sofreu vários danos, como vidros quebrados e parte do forro que desprendeu em algumas salas. Portão da prefeitura estourou

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Elis Santiago/Divulgação
Servidores evacuaram a Câmara de Municipal de Ipatinga após explosão na Usiminas
PUBLICADO EM 10/08/18 - 17h53

Prédios públicos de Ipatinga ficaram destruídos após a explosão na Usiminas. Os trabalhos na Câmara Municipal de Ipatinga foram suspensos na sexta-feira (10).  Diariamente, cerca de 250 servidores trabalham na Casa.  "A sensação de quem estava no prédio é de que ele estava caindo. Foi muito ruim. Na hora da explosão, a Câmara fazia uma homenagem de Dia dos Pais, e todo mundo saiu correndo", explica a servidora Elis Santiago.

Em nota,  a assessoria de imprensa da Câmara informou que a estrutura do prédio sofreu vários danos, como vidros quebrados e parte do forro que desprendeu em algumas salas. "Por compreender que neste momento é mais seguro liberar seus servidores, que ficaram muito nervosos, por achar que se tratava de desabamento no prédio, o presidente da instituição, Jadson Heleno, que desde que assumiu vem solicitando laudos estruturais da Câmara, irá avaliar junto ao Corpo de Bombeiros, se o prédio oferece segurança para o retorno de suas atividades na próxima segunda-feira, 13", dizia um trecho da nota.

Na prefeitura, nem mesmo o prefeito conseguiu sair. O portão estourou e o dano só não foi maior porque a sexta-feira era de ponto facultativo. O carro do chefe do Executivo foi bloqueado pelo portão da prefeitura que arrebentou após o estouro. 

O prefeito recém-eleito, Nardyello Rocha (PMDB),  confirma os danos em prédios públicos. “A Câmara teve alguns vidros quebrados, assim como na prefeitura, que também é muito perto da Usiminas. Mas não houve muitos prejuízos em outros prédios públicos. Por aqui, ninguém se feriu”, afirmou. 

Após a explosão, a Prefeitura de Ipatinga emitiu uma nota autorizando as escolas do município a liberar os alunos para pais e mães que quisessem buscá-los. Outra medida para conter o caos é a medição da gaseificação presente no ar nos bairros no entorno da Usiminas pelas próximas 72 horas. “A medição é para garantir que não aconteça nenhum vazamento de gás pelas próximas horas. Mas agora é vida normal, graças a Deus”, contou Rocha.

 (Com colaboração de Lara Alves, sob supervisão de Paula Coura)

 

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Vale do Aço

Câmara e prefeitura de Ipatinga sofrem danos após explosão na Usiminas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter