Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Mistério solucionado

Criança pede ajuda e mostra família morta em acidente de carro em MG

Família estava desaparecida desde domingo, quando deixaram Rio Quente, em Goiás, onde comemoraram o aniversário da mãe

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Família morta
Família estava desaparecida desde domingo, quando deixaram Rio Quente, em Goiás, onde comemoraram o aniversário da mãe
PUBLICADO EM 09/10/18 - 13h12

A presença de um menino de 6 anos no acostamento da BR-050, entre Uberlândia e Araguari, na manhã desta terça-feira (9), encerrou o mistério do desaparecimento de uma família de Campinas.

O pequeno Benjamin da Silva Miguel Monare, de 6 anos, foi o único sobrevivente de um acidente de carro com sua família. Eles passaram o aniversário da mãe em Rio Quente, em Goiás, e retornavam para a Campinas no domingo.

O carro foi encontrado na manhã desta terça-feira, em uma vala ao lado da BR-050, perto de Araguari, no Triângulo Mineiro, depois que um homem encontrou a criança no acostamento.

Dentro do veículo, estavam os corpos de Alessandro Monare, de 37 anos, Belkis da Silva Miguel Monare, de 35 anos, e de Samuel da Silva Miguel Monare, de 8 anos.

A criança, única sobrevivente, foi levada para o Pronto Socorro do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU). O estado de estado de saúde dele é estável.

Buscas desde domingo

O paradeiro da família era um mistério desde domingo, quando saíram de Rio Quente para Campinas. Chegaram a ser utilizados drones para buscá-los e ninguém foi encontrado.

Parentes das vítimas também refizeram o caminho para tentar encontrar pistas da família, mas também sem sucesso até a manhã desta terça-feira, quando o caso foi solucionado.

O que achou deste artigo?
Fechar

Mistério solucionado

Criança pede ajuda e mostra família morta em acidente de carro em MG
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (5)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter