Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Operação Asclépia

Diretoria de hospital em Santo Antônio do Amparo é presa pela PF

Vereadores da cidade e funcionários da unidade filantrópica também foram detidos por desvio de verbas da saúde

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 01/12/15 - 18h22

Toda a diretoria do Hospital São Sebastião, em Santo Antônio do Amparo, no Centro-Oeste de Minas Gerais, foi presa nesta terça-feira (1º) na operação “Asclépia” da Polícia Federal, contra o desvio de verbas da saúde. Vereadores da cidade e funcionários da unidade filantrópica também foram detidos.

Ao todo, foram sete pessoas presas e outras nove conduzidas para a Delegacia da PF em Varginha, no Sul de Minas. Dentre os presos, estão o diretor-presidente, o diretor-clínico, o diretor-administrativo e o contador do Hospital São Sebastião. Além disso, também foram detidos dois vereadores e enfermeiros. Membros da antiga direção da unidade também foram levados para serem ouvidos.

Computadores, documentos e planilhas foram apreendidos na operação. Ao todo, foram cumpridos 27 mandados judiciais nas cidades de Santo Antônio do Amparo, Perdões, Campo Belo, Divinópolis, Belo Horizonte e no Estado do Ceará.

Segundo o delegado federal João Carlos Girotto, os envolvidos realizavam cirurgias cobrando pelos procedimentos apenas em dinheiro e impondo a ausência de recibo ou nota fiscal, dessa foram, maquiando a contabilidade. O grupo também não obedecia exigências do SUS e realizava a alteração da ordem de atendimento de pacientes, em benefício próprio, inclusive com suspeita de falsificação de documentos

“A estimativa do prejuízo financeiro causado é de R$ 400 mil, mas ainda é preciso investigar os danos aos cofres públicos, pois o hospital também atendia pelo SUS. Eles atuam desde 2013 e há indícios que as práticas ocorriam antes disso, em antigas administrações”, afirmou Girotto.

O delegado destacou que durante todo o procedimento era feito de forma particular, mas os retornos das cirurgias eram encaminhados ao SUS. “Ou seja, quando não rendia mais dinheiro, era encaminhado para o atendimento público”, afirmou.

Segundo o delegado federal a investigação ocorre há quatro meses, partindo de uma denúncia do conselho fiscal do próprio hospital. O grupo responderá pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsidade ideológica, fraude documental, peculato desvio e lavagem de dinheiro. Os detidos ficarão à disposição da Justiça na Penitenciária de Três Corações.

A reportagem entrou em contato com o Hospital São Sebastião, mas todos os que podiam falar sobre o assunto foram presos na operação da PF. O presidente da Câmara Municipal de Santo Antônio do Amparo, Josimar Ribeiro Avelar, por meio de nota, informou que não há irregularidades no Legislativo da cidade e a prisão dos vereadores ocorreu em função da atividade deles desempenhada no hospital. Josimar ainda adiantou que vai aguardar o fim das investigações para tomar as medidas cabíveis.

O nome da operação é referência a templos que existiam na Grécia antiga, crendo os enfermos que poderiam ser curados se dormissem nos asclépion/asclépias.

O que achou deste artigo?
Fechar

Operação Asclépia

Diretoria de hospital em Santo Antônio do Amparo é presa pela PF
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter