Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Decisão em assembleia

Docentes da Ufop encerram greve após dois meses

Apesar do fim da paralisação dos docentes, servidores técnico-administrativos ainda estão em greve, o que impossibilita a definição de uma data para o início das aulas

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 15/09/15 - 12h12

Após pouco mais de dois meses em greve, os docentes da Universidade Federal de Ouro Preto (Ufop) decidiram encerrar a paralisação da categoria. No entanto, o calendário de volta às aulas segue sem uma definição.

De acordo com a assessoria de imprensa da Ufop, os servidores técnico-administrativos ainda estão em greve, o que impossibilita a efetivação das matrículas dos alunos, principalmente, dos calouros. Sendo assim, não é possível a definição de uma data específica para o início das aulas neste semestre letivo.

A assessoria ainda informou que a direção da universidade vai intensificar as negociações com os servidores.

Os docentes estavam em greve desde o dia 13 de julho. De acordo com Associação dos Docentes da Ufop (Adufop), a decisão foi tomada durante uma assembleia realizada nessa segunda-feira (14). Apesar do término da paralisação, as negociações continuam. “Há ainda uma pauta em negociação com o governo, o Ministério do Planejamento e com o Ministério da Educação. A expectativa é que essa semana se consiga uma reunião com o governo federal para ver no que é possível avançar”, explicou o presidente da Adufop, Luís Seixas.

Uma nova reunião foi marcada para o 22 de setembro, quando serão avaliadas as negociações com o governo federal relativas à campanha salarial de 2015, e o primeiro esboço de pauta local de reivindicações, organizado pela diretoria da Adufop.

Atualizado às 17h40

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Decisão em assembleia

Docentes da Ufop encerram greve após dois meses
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter