Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Ao lado da mãe

Empresário mineiro é morto a tiros durante assalto em estrada no Rio

Ele era sócio de uma clínica de fisioterapia e ortopedia na região metropolitana de BH e viajava de carro para passar o réveillon em Niterói

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
dalmo.jpg
Polícia investiga a morte de Dalmo Antônio Júnior, que tinha 54 anos
PUBLICADO EM 30/12/18 - 17h49

Foi enterrado neste domingo (30) o corpo do empresário mineiro Dalmo Antônio Júnior, 54, no cemitério do Bonfim, em Belo Horizonte. Na última sexta-feira (28), ele foi morto a tiros em uma tentativa de assalto na BR-493, em Itaboraí, no Rio de Janeiro. Ele viajava com a mãe para passar o réveillon na cidade de Niterói quando foi interceptado pelos criminosos.

As investigações  estão sendo realizadas pela Divisão de Homicídios de Niterói da Polícia Civil fluminense. Ninguém ainda foi preso pelo crime. De acordo com os investigadores, tudo indica que se trata de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Essa será a primeira linha de investigação a ser seguida. 

De acordo com as informações da ocorrência, o veículo Toyota Hilux, dirigido por Dalmo, reduziu a velocidade ao se aproximar de um viaduto que está em construção na rodovia. Nesse momento um outro carro emparelhou com o veículo e efetuou o disparo que atingiu o empresário. Há duas versões para o crime. Uma delas é a de que Dalmo não parou após o anúncio do assalto e os bandidos atiraram. A segunda é que os bandidos atiraram com a intenção de quebrar o vidro que estava fechado e acabaram atingindo a vítima. Dalmo estava acompanhado da mãe e o enfermeiro contratado para cuidar da idosa. Segundo amigos, o enfermeiro contou que os bandidos fugiram logo após o disparo. "Vamos ir embora porque você fez merda", teria dito um dos comparsas do atirador. 

Dalmo havia passado o Natal com familiares em Ilha Grande, no município de Angra dos Reis e seguia com a mãe para Niterói onde passaria do réveillon. Ele era sócio de uma clínica de fisioterapia e ortopedia com atuação em Betim e Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, tenente reformado do Exército, solteiro e morava com a mãe.

A clínica em que era sócio divulgou noto de pesar lamentando sua morte precoce. "Com amparo de Deus e com tudo o que aprendemos em nossa trajetória ao lado de Júnior, logo essa tristeza profunda dará espaço às boas lembranças e a seu legado de bondade e capacidade de entrega ao outro. Nos despedimos de seu corpo físico, mas com a certeza de que sua alma brilhará eternamente em nossos corações", diz o texto. Amigos também fizeram homenagens nas redes sociais lembrando as atividades de lazer que Dalmo mais gostava: acompanhar jogos do Atlético e o mergulho esportivo. 

O que achou deste artigo?
Fechar

Ao lado da mãe

Empresário mineiro é morto a tiros durante assalto em estrada no Rio
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (24)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter