Bairro Ipiranga

Homem é preso, suspeito de abusar sexualmente da filha de 13 anos da ex, em BH

Vítima é filha da ex-namorada do suspeito; ele se reaproximou da família com a desculpa de ajudar a menor que passava por problemas psicológicos

Por Thaís Mota
Publicado em 13 de fevereiro de 2021 | 08:33
 
 
 

A Polícia Militar prendeu na última sexta-feira (12) um homem de 54 anos suspeito de abusar sexualmente da filha de sua ex-namorada, uma adolescente de 13 anos. O crime aconteceu no bairro Ipiranga, região Noroeste de Belo Horizonte, e a polícia foi acionada pela mãe da menor.

Segundo o Boletim de Ocorrência, a mulher relatou que mantinha um relacionamento com o suspeito há aproximadamente oito anos, mas que teriam se afastado. No entanto, em dezembro do ano passado, o homem se reaproximou com o pretexto de ajudá-la com a filha, que estaria passando por problemas psicológicos em razão de um assédio sexual sofrido na internet por um desconhecido.

E, na sexta-feira, segundo relatou a mulher, o suspeito apareceu na aula de natação da adolescente. Ele ofereceu carona à mãe e filha, deixou-as em casa e foi buscar uma peça de veículo na rua de cima. Depois que ele saiu, a mulher também saiu e foi ao supermercado, deixando a filha em casa sozinha.

No entanto, quando a mulher retornou, encontrou a casa totalmente aberta e a filha não estava mais lá. Ela então soube pelos vizinhos que a adolescente havia sido vista saindo no carro do suspeito.

A mãe então ligou ao suspeito, que atendeu mas não disse nada. Em seguida, conseguiu carona com um dos vizinhos e foi até a casa dele, que não atendeu à porta. Ela decidiu esperar e quando a garagem abriu, abordou o namorado na saída e encontrou a filha escondida entre o banco do passageiro e o banco traseiro do carro.

A menor estava com as roupas abertas e a mãe acionou a Polícia Militar. O suspeito foi preso em flagrante e a adolescente contou aos militares que mantinha relações sexuais com o autor sem o seu consentimento, sem o conhecimento da mãe e em uso de preservativo há aproximadamente um mês. A relação sexual foi confirmada por exame médico realizado no Hospital Odilon Behrens, para onde a adolescente foi encaminhada. 

O suspeito confessou o crime aos militares, e disse que pretendia se casar com a menina assim que ela completasse 18 anos. Ele foi encaminhado à Delegacia de Mulheres, onde a ocorrência foi registrada para investigação.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!