Recuperar Senha
Fechar
Entrar

"Evangelista da Piedade"

Monsenhor Domingos vai ser reconhecido como santo

Padre da Arquidiocese de BH nasceu em Caeté e morreu aos 80 anos; processo de beatificação começa neste sábado (15)

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Monsenhor Domingos era conhecido como o
Monsenhor Domingos era conhecido como o "Evangelista da Piedade"
PUBLICADO EM 14/09/18 - 11h57

A população católica de Minas Gerais, mais especificamente de Caeté, na região metropolitana de Belo Horizonte, tem muito o que comemorar neste sábado (15) e nos próximos dias.

O Vaticano autorizou o início do processo de beatificação do Monsenhor Domingos Evangelista Pinheiro, sacerdote que nasceu no município em 1843 e foi um dos guardiões do Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade, padroeira de Minas Gerais.

O processo de beatificação do sacerdote, que é conhecido como “O Evangelista da Piedade”, começa oficialmente neste sábado (15), no Santuário Basílica da Padroeira de Minas Gerais, em uma celebração que será realizada a partir das 14h20.

A programação contempla missa presidida pelo arcebispo de Belo Horizonte Dom Walmor Oliveira de Azevedo. Participam da celebração o postulador da Causa dos Santos da Santa Sé Apostólica, Paolo Vilotta, e as religiosas da Congregação das Irmãs Auxiliares de Nossa Senhora da Piedade, criada pelo próprio monsenhor.

Logo após a missa, será realizada uma procissão. Segundo a Arquidiocese da capital, o processo de beatificação começa com a chamada “fase diocesana”, quando serão reunidos documentos, relatos e outros elementos que comprovam as virtudes cristãs de monsenhor Domingos. Concluída essa fase, o processo é enviado ao Vaticano.

História

Um dos feitos marcantes do sacerdote, que foi reconhecido pelo papa Pio X como monsenhor, ou seja, o padre que se destaca no exercício do ministério, foi acolher meninas libertas pela Lei do Ventre Livre em uma instituição de ensino que criou em 1878 aos pés do Santuário – o Asilo São Luís.

Embora tivessem liberdade garantida, as crianças viviam em situações precárias, uma vez que seus pais ainda eram escravos. No local, o sacerdote formou a primeira turma de professoras negras do Brasil. O sacerdote também é um dos grandes responsáveis pelas peregrinações ao santuário de Piedade.

Monsenhor Domingos morreu em 1924, aos 80 anos.

O que achou deste artigo?
Fechar

"Evangelista da Piedade"

Monsenhor Domingos vai ser reconhecido como santo
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter