Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Risco de rompimento

Moradores de Itatiaiuçu e Barão de Cocais não têm previsão para voltar para casa

A Defesa Civil informou que 239 pessoas foram retiradas de áreas de risco em Barão de Cocais e 65 pessoas em Itatiaiuçu

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Ramon Bittencourt
Tenente Coronel Flavio Godinho, chefe da Defesa Civil de Minas Gerais, coordena as operações
PUBLICADO EM 08/02/19 - 13h58

As famílias que tiveram que deixar suas casas em Barão de Cocais, na região Central do Estado, e em Itatiaiuçu, na região metropolitana de Belo Horizonte, após receberem alertas de um possível rompimento das barragens dos dois municípios, não têm previsão para voltarem às suas residências. Segundo o tenente-coronel Flávio Godinho, chefe da Defesa Civil do Estado, 239 pessoas foram retiradas das áreas de risco em Barão de Cocais e outras 65 pessoas em Itatiaiuçu.

Em Barão de Cocais, que tem uma barragem de propriedade da mineradora Vale, após o acionamento de uma sirene, todas as pessoas foram levadas para um ginásio e, até o fim do dia, devem ser transportadas até hotéis da cidade. Já em Itatiaiuçu, todas as famílias já foram levadas para hotéis de Itaúna. “Essas pessoas somente retornarão quando as empresas mostrarem um laudo sobre a estabilidade da barragem e os órgãos públicos verificarem e estarem de acordo. Não tem prazo para isso e a Agência Nacional de Mineração (ANM) vai fazer esses trabalhos”, disse o tenente coronel.

As evacuações em ambas as cidades aconteceram entre às 2h30 e 3h desta sexta-feira. E Barão de Cocais, a empresa contratada pela mineradora Vale para atestar a segurança da barragem não quis realizar o procedimento, o que fez com que a empresa decidisse pela evacuação dos moradores. “A Vale nos repassou que a empresa contratada para atestar a estabilidade da barragem, não atestou a estabilidade. Nesse sentido, ela comunicou a ANM e a Defesa Civil. Ontem mesmo técnicos da ANM voaram até barão de cocais para fazer uma vistoria. A ANM se pronunciou orientando e determinando que a barragem necessitava de uma atenção e que passando para o nível 2 a evacuação deveria ser imediata”, explicou Godinho.

Em Itatiaiuçu, a Arcelor Mittal, responsável pela barragem, informou que a evacuação foi solicitada após uma alteração nos critérios de segurança. O tenente coronel Flávio Godinho, medidas são para preservar a vida. “É importante falar que não existe nessas cidades nenhum rompimento de barragem. Essa medida foi para preservar vidas que ali estão, pra que não acontecesse nenhum rompimento de barragem e novas tragédias como a que aconteceu em Brumadinho. É uma forma de prevenção, de respeito a vida e de preservação a vida”, afirmou.

O que achou deste artigo?
Fechar

Risco de rompimento

Moradores de Itatiaiuçu e Barão de Cocais não têm previsão para voltar para casa
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter