Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Cidades

Motorista que atropelou 15 é indiciado por uma morte e 14 tentativas

Segundo delegado, pela morte da mulher, jovem pode pegar de 12 a 30 anos de prisão; perícia constatou que, ao contrário do que o homem afirmou, não houve falha mecânica

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
são tomás de aquino
Barril de chopp foi encontrado na carroceria da caminhonete do motorista embriagado
PUBLICADO EM 05/01/15 - 11h39

O motorista de 19 anos que atropelou 15 pessoas durante uma festa de congadas em São Tomás de Aquino, no Sul de Minas, vai responder por um homicídio e 14 tentativas de homicídio. O inquérito foi concluído na manhã desta segunda-feira (5) e será encaminhado à Justiça.

De acordo com o delegado Rodrigo Bittar, a decisão de indiciar o jovem por homicídio doloso, quando se assume o risco de matar, aconteceu depois que uma das vítimas, Simone Martins, de 39 anos, morreu na última sexta-feira (2).

Ela, que  estava internada na Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso desde o dia 28 de dezembro, data do acidente, morreu por falência múltiplas os órgãos.

“Até então, eram 15 tentativas, mas depois da morte da vítima, passamos a ter um homicídio doloso com as qualificadoras de meio cruel e meio que impossibilitou a defesa da mulher. A pena varia de 12 a 30 anos de prisão”, explicou o delegado.

O policial destacou que três pessoas ainda estão internadas, sendo duas em estado grave. Caso aconteça outra morte, ele pode responder por mais um homicídio. Além disso, ele vai responder por dois crimes de dano e um de embriaguez ao volante.

O jovem segue preso no presídio de São Sebastião do Paraíso.

Carro estava funcionando normalmente

Segundo Bittar, em depoimento, o homem afirmou que o seu veículo perdeu os freios, o que teria ocasionado os atropelamentos. No entanto, após perícia, ficou constatado que o veículo estava em perfeitas condições.

“Não houve falha mecânica, os freios de mãos e pés estavam funcionando normalmente. Além disso, testemunhas contaram que o viram aumentando a velocidade quando se aproximou das vítimas. Em nenhum momento ele tentou frear”, finalizou Bittar.

Relembre o caso

O acidente aconteceu no dia 28 de dezembro, no bairro Rosário, por volta das 00h10. A Fiat Strada branca bateu em uma barreira de contenção e, em seguida, desceu a rua desgovernada.

Depois dos 15 atropelamentos, o veículo ainda bateu em três carros e uma motocicleta que estavam estacionados. Na carroceria da caminhonete do suspeito havia um barril de chopp.

“Ele se recusou a passar pelo teste do bafômetro, mas tanto os policiais militares como populares perceberam que ele apresentava sinais de embriaguez, como fala desconexa e olhos avermelhados. O motorista foi para um hospital particular, onde o clínico também confirmou que o jovem exalava álcool”, disse o delegado.

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Caso de São Tomás de Aquino

Motorista que atropelou 15 é indiciado por uma morte e 14 tentativas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter