Recuperar Senha
Fechar
Entrar

MP tenta proibir três títulos

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 29/11/07 - 20h40

Há seis anos, quando a morte da estudante Aline Silveira Soares foi associada a um jogo de RPG, o Ministério Público Federal em Minas Gerais entrou com ação para retirar do mercado três livros e pedir a classificação etária do jogo. A alegação era de que os três - "Vampiro, a Máscara", "Demônios - A Divina Comédia" e "Illuminati" - incitavam a violência de forma excessiva e disseminavam o prazer pelo satanismo. A ação ainda está tramitando na Justiça Federal e todas as editoras estão obrigadas a colocar a classificação etária impressa nos jogos por meio de liminar.

Conforme a assessoria de imprensa do MPF em Minas, a classificação é obrigatória em âmbito nacional através da liminar, mas o juiz ainda não deferiu a sentença final. Até que isso aconteça, cada livro deve ter impresso a faixa etária permitida, desde a infância. Os livros, entretanto, não foram retirados do mercado. Não há expectativa para o fim do processo.

Aline Silveira foi assassinada em Ouro Preto, região Central de Minas, durante a conhecida Festa do 12. As primeiras investigações levantaram a hipótese de o crime ter sido cometido em consequência de um jogo de RPG. Na época do crime, o corpo de Aline foi encontrado no cemitério da cidade. Os quatro acusados respondem processo em liberdade. (PG)

O que achou deste artigo?
Fechar

MP tenta proibir três títulos
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter