Menina desaparecida

Polícia encontra saco de pão com suspeito de desaparecimento de criança, na RMBH

Homem que aparece em imagens de câmeras de segurança próximo a Bárbara Vitória Lopes, de 10 anos, foi levado à delegacia de Ribeirão das Neves para prestar depoimento

Por Malú Damázio
Publicado em 02 de agosto de 2022 | 08:45
 
 
 
normal

A Polícia Militar encontrou um saco de pão na casa de um dos homens que pode estar relacionado ao sumiço da menina Bárbara Vitória Lopes, de 10 anos. A garota havia ido à padaria no bairro Landi, em Ribeirão das Neves, e não voltou para casa. Imagens de câmeras de segurança no trajeto em que ela fez mostram a criança saindo da padaria com uma sacola de pães e sendo seguida por dois homens. 

A partir da análise dos vídeos, a polícia foi até a residência de um suspeito de 50 anos, na segunda-feira (1°). Ele mora no Landi 1ª Seção, nos fundos de uma outra casa. Ao chegar no lugar, os militares se depararam com um lote repleto de mato, entulho e materiais de reciclagem e, aos fundos, com um porão - onde o homem vive. 

Na porta do imóvel havia, ainda, uma sacola de pão, assim como a que a menina carregava. O suspeito estava no local e assistiu o vídeo em que uma pessoa semelhante a ele aparece nas gravações. Ele negou que fosse ele e que conhecesse a criança. 

O filho do homem, no entanto, também acompanhou a reprodução das gravações e, segundo o boletim de ocorrência da PM, disse: “amo o senhor, pai, mas não posso negar que é o senhor [no vídeo]”. O suspeito insistiu que não era ele nas imagens e afirmou que havia comprado pão no dia anterior, mas não soube precisar o horário. 

Ele mudou a versão e passou a reconhecer a menina nas cenas quando os policiais indicaram que a mãe de Bárbara disse que ele foi até a casa da família fazer um reparo na rede elétrica. O homem, então, confessou que conhecia tanto a mãe da menina quanto a própria criança.

Segundo a PM, ele foi levado à 1ª delegacia de Polícia Civil (PC) de Ribeirão das Neves para prestar esclarecimentos. A reportagem de O TEMPO procurou a PC para saber se o suspeito está solto ou preso e aguarda retorno. A criança segue desaparecida. 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!