Recuperar Senha
Fechar
Entrar

11 anos de existência

Programa Valores de Minas tem futuro incerto

Projeto que já atendeu cerca de 5.000 estudantes de escolas públicas pode chegar ao fim devido à falta de financiamento

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Programa Valores de Minas
Alunos do Programa Valores de Minas encenam peça teatral sobre a história do garimpo
PUBLICADO EM 14/10/15 - 21h22

Após 11 anos de existência, o programa Valores de Minas corre risco de acabar devido à falta de financiamento. O projeto está dentro do Plug Minas - desenvolvido pela Secretaria Estadual da Educação  (SEE) -  e já atendeu cerca de 5.000 jovens. Até este ano, ele era mantido com o apoio do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), que intermediou a relação com os patrocinadores desde a sua criação. Entretanto, o futuro do programa a partir de 2016 é imprevisível.

O Servas, a Secretaria Estadual de Educação e a gestão do Valores de Minas estudam a transformação do projeto em uma política pública. "Só que não temos nada consolidado de nenhum desses órgãos", disse a coordenadora de Teatro do programa, Juliana Pautilla.

Segundo ela, uma assembleia nesta quarta-feira (14) envolvendo alunos, professores e coordenadores do Valores de Minas evidenciou a necessidade de respostas rápidas sobre o futuro do projeto. "Por enquanto, não temos um posicionamento de nenhuma das partes. Nem o orçamento previsto para 2016 foi lançado até agora. Sem isso, os alunos correm risco de ficar sem vale-transporte e alimentação para o próximo ano. Isso sem falar no risco de demissão dos 40 funcionários da gestão atual do programa", argumenta Pautilla.

Para a coordenadora, as negociações sobre a transição do Valores de Minas são importantes, mas devem ser agilizadas. "Até que se resolva essas coisas de ordem mais burocrática, há chance de o projeto ter que ficar paralisado por pelo menos seis meses, prejudicando os 500 estudantes atendidos atualmente", afirma Pautilla. 

Em nota, o Servas afirma que todas as atividades previstas para 2015 estão sendo rigorosamente cumpridas.  Além disso, o órgão informa que "está em negociação para que o programa seja absorvido pela política de educação integral da Secretaria de Estado de Educação, que irá consolidar o Valores de Minas como política pública a partir de 2016, conforme solicitado em assembleias anteriores".


Mais empoderamento para os jovens

Com caraterísticas voltadas para a área de cultura, os estudantes integrados ao Valores de Minas podem desempenhar atividades nas áreas de artes visuais, circo, dança, música (canto, harmonia e percussão) e teatro.

Segundo a coordenadora Juliana Pautilla, em pouco mais de uma década do projeto, várias histórias de alunos com  famílias desestruturadas e renda baixa se cruzaram nas salas de aula. "É possível observar a transformação na fala desses jovens. Eles passam a se sentir empoderados, no sentido de terem poder de falar e serem escutados. E aumentar o nível sociocultural deles dá lugar para essa expressão. Não importa se ele vai seguir com isso, se vai querer virar artista. O que importa é que ele vai ser um cidadão pensante e que vai se sentir capaz de transformar a sua realidade", justifica.

Uma dessas histórias chamou a atenção da professora de canto Lívia Itaborahy. Ela relembra com orgulho de Gabriel, na época com 17 anos. "Ele faltava muito às aulas, chegou a ficar uma semana inteira sem vir. Mas um dia ele apareceu e me contou que havia perdido as aulas porque precisou tomar conta dos filhos do irmão, que havia sido preso dias antes. Mesmo assim, ele quis continuar, me pediu os materiais para estudar e se esforçou até conseguir ser aprovado no curso de música na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). E igual a ele, há muitos outros casos", conta Lívia.

Atualmente, 500 alunos participam do programa Valores de Minas. Para fazer parte, os jovens devem ter entre 14 e 20 anos e frequentar uma escola pública (estadual, municipal ou federal). Cada estudante pode permanecer até dois anos no projeto e, durante este tempo, recebe vale-transporte, alimentação e uniforme para permanecer cerca de três horas por dia.


Repercussão na internet

Nas redes sociais, como Twitter e Facebook, o apoio ao programa ganhou força nos últimos dias, com participação de artistas. Como é o caso do cantor Tico Santa Cruz, vocalista da banda Detonautas. O músico postou em seu perfil no Twitter a mensagem "#FicaValores sempre. Projeto Maravilhoso. Como posso ajudar?". 

Uma petição como o nome "Projeto Valores de Minas: #FicaValores (Salve esse projeto, aqui pulsa arte)" também foi criada no dia 10 de outubro, na internet, endereçada aos governos federal e estadual.
 

O que achou deste artigo?
Fechar

11 anos de existência

Programa Valores de Minas tem futuro incerto
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter