Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Destruição

Quatro agências bancárias são atacadas no interior de Minas

Em Várzea da Palma cortina de fumaça impediu roubo, já em Barroso um caixa eletrônico foi explodido dentro da prefeitura da cidade

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Caixa eletrônico ficou completamente destruído em Barroso
Caixa eletrônico ficou completamente destruído em Barroso
PUBLICADO EM 14/06/18 - 14h01

O acionamento da cortina de fumaça impediu mais um ataque a banco no interior de Minas Gerais. Dessa vez, quatro homens invadiram uma agência bancária, na madrugada desta quinta-feira (14), em Várzea da Palma, no Norte de Minas. Com o intuito de dificultar a ação da polícia, os criminosos ainda espalharam pregos próximo a agência bancária.

Enquanto tentavam explodir o equipamento da Caixa Econômica Federal, o sistema de segurança do banco acionou a cortina de fumaça e impediu o roubo.

Os suspeitos fugiram deixando para trás uma bolsa e um rádio comunicador. Além de uma motocicleta usada no crime. A polícia faz rastreamento para encontrar os suspeitos, mas eles ainda não foram identificados ou presos.

Em Barroso caixa foi explodido dentro da prefeitura 

Já em Barroso, no Campo das Vertentes, um caixa eletrônico foi explodido dentro da prefeitura da cidade nesta madrugada. Uma agência do Banco do Brasil ficou completamente destruída.

Um dos terminais foi levado durante a ação, mas a polícia não soube informar quanto foi roubado.

Os criminosos também tinham como alvo mais duas agências do Banco Itaú e Bradesco que ficam  na Praça Santana, no Centro da cidade. Nessas duas agências houve danos estruturais como vidros quebrados. No entanto nenhuma quantia chegou a ser levada.

 

O que achou deste artigo?
Fechar

Destruição

Quatro agências bancárias são atacadas no interior de Minas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter