Recuperar Senha
Fechar
Entrar

SISTEMA PRISIONAL

Servidores da Seds rejeitam proposta do governo de MG e anunciam greve

Profissionais administrativos e socioeducativos reivindicam pagamento do piso salarial, plano de carreira e valorização das funções

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 13/04/15 - 15h10

Após rejeitar a proposta de abono salarial do governo de Minas, os servidores administrativos dos Sistema Prisional e Socioeducativo da Secretaria de Estado de Defesa Social de Minas Gerais (Seds) anunciaram que irão entrar em greve a partir da próxima quarta-feira (22), caso não haja nova negociação até lá.

De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais (Sindpúblicos), José Lino Esteves dos Santos, foi feito um encaminhamento para o governo do Estado há cerca de 15 dias em relação as reivindicações da categoria.

“A proposta apresentada por eles não atende nem 5% das nossas reivindicações. Mas estamos respeitando todos os procedimentos legais para a greve. Além disso, vamos trabalhar com os 30% obrigatórios dos servidores no atendimento”, explica Esteves.

“O que a gente busca é a mesma valorização que a segurança pública obteve nos últimos anos, e o pagamento do piso nacional e plano de carreira. Esperamos que o governo, esta semana, nos apresente uma proposta elegível para evitar a greve”, diz ainda.

Cerca de 3.600 profissionais em todo o Estado integram a categoria, como psicólogos, terapeutas, assistentes sociais, assistentes administrativos, técnicos em enfermagem, entre outros, e compõe o quadro de servidores administrativos e de ressocialização da Seds.

Para Esteves, os profissionais não recebem a mesma valorização e importância que os agentes penitenciários. “O problema é que o governo investe muito na repressão e deixa essas categorias de lado. Mas se não existir o profissional que trabalha nestas formas de reinserção na sociedade, o trabalho na área de repressão não terá efeito, e a tendência é o aumento da criminalidade”, entende.

Audiência

Uma audiência pública está marcada para as 9h desta terça-feira (14) na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), na Comissão de Segurança Pública. O sindicato informou que caravanas de várias cidades do interior estão chegando a capital para participar da audiência. Depois da reunião, os servidores sairão em passeata com destino ao centro de BH.

Resposta

Por meio de nota, a Seds informou que caso se confirme a greve dos servidores administrativos, o órgão irá negociar com o sindicato "uma escala mínima que não prejudique o bom andamento dos trabalhos nos setores administrativos da Secretaria".

A Seds também informou que o Estado vem mantendo diálogos com representantes dos servidores, incluindo a realização de reuniões com dirigentes sindicais, e confirmou a presença de representantes do governo estadual na audiência que acontece na ALMG nesta terça, às 9h.  

Atualizada às 16h55. 

 

O que achou deste artigo?
Fechar

SISTEMA PRISIONAL

Servidores da Seds rejeitam proposta do governo de MG e anunciam greve
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (5)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter