Risco de rompimento

Vale interrompe transporte de carga em Belo Horizonte

Medida foi adotada depois que a mineradora identificou movimentações no talude da mina Gongo Soco, em Barão de Cocais

Por Lara Alves
Publicado em 20 de maio de 2019 | 15:33
 
 
 

Depois de constatada a movimentação no talude norte da mina Gongo Soco em Barão de Cocais, na região Central de Minas Gerais, a Vale decidiu interromper a passagem do trem de carga pela região a partir desse domingo (19).

O transporte acontecia pela estrada de ferro que liga Vitória a Minas Gerais, nas imediações da cava próxima à barragem. De acordo com a mineradora, a medida é apenas preventiva e foi adotada após uma recomendação da Agência Nacional de Mineração (ANM) para preservar a segurança das pessoas. 

A Vale informou por meio de nota que, no momento, já estão sendo avaliadas quais alternativas são possíveis para minimizar os impactos da interrupção do transporte. 

Na última quarta-feira (15), a mineradora adotou medida semelhante quanto o trem de passageiros que seguia pelo caminho próximo à barragem. Agora e por tempo indeterminado, quem embarca na estação Belo Horizonte é conduzido de ônibus até a Estação Dois Irmãos, em Barão de Cocais. De lá, os passageiros seguem de trem até Vitória. 

No sentido contrário, quem vem de Vitória desembarca do trem na estação em Barão de Cocais e segue de ônibus até Belo Horizonte. 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!