Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Quem são eles...

91 torturadores

De uma lista catalogada pelo projeto "Brasil: Nunca Mais" com nomes lembrados pelas vítimas da repressão, 91 são mineiros; saiba quem foram algumas das pessoas que aterrorizaram centenas de presos políticos durante o regime militar

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 29/03/14 - 23h35

Em 1985, o projeto "Brasil: Nunca Mais" publicou um relatório que registrava as denúncias das vítimas de tortura no Brasil durante o regime militar. A pesquisa foi feita ao longo de cinco anos e é acerca do período entre 1964 e 1979, com base nos relatos de vítimas, documentos oficiais dos órgãos de repressão, registros de órgãos de Defesa dos Direitos Humanos, entre outros. A lista de todo o país é enorme e inclui inúmeros nomes - alguns repetidos, pois os denunciantes muitas vezes não sabiam o nome real de seus torturadores.

O portal O TEMPO fez uma seleção com os 91 nomes da lista que teriam atuado em Minas Gerais, tendo entre eles o nome de Marcelo Paixão, torturador confesso, em entrevista à revista Veja, de mais de 20 pessoas. No depoimento dado ao repórter Alexandre Oltramari em dezembro de 1998, o tenente descrevia o método do aparelho de repressão:

“A primeira coisa era jogar o sujeito no meio de uma sala, tirar a roupa dele e começar a gritar para ele entregar o ponto (lugar marcado para encontros), os militantes do grupo. Era o primeiro estágio. Se ele resistisse, tinha um segundo estágio, que era, vamos dizer assim, mais porrada. Um dava tapa na cara. Outro, soco na boca do estômago. Um terceiro, soco no rim. Tudo para ver se ele falava. Se ele não falava, tinha dois caminhos. Dependia muito de quem aplicava a tortura. Eu gostava muito de aplicar a palmatória. É muito doloroso, mas faz o sujeito falar. Eu era muito bom na palmatória. (…) Você manda o sujeito abrir a mão. O pior é que, de tão desmoralizado, ele abre. Aí se aplicam dez, quinze bolos na mão dele com força. A mão fica roxa. Ele fala. A etapa seguinte era o famoso telefone das Forças Armadas. (…) É uma corrente de baixa amperagem e alta voltagem. (…) Eu gostava muito de ligar nas duas pontas dos dedos. Pode ligar numa mão e na orelha, mas sempre do mesmo lado do corpo. O sujeito fica arrasado. O que não se pode fazer é deixar a corrente passar pelo coração. Aí mata. (…) O último estágio em que cheguei foi o pau-de-arara com o choque. Isso era para o queixo-duro, o cara que não abria nas etapas anteriores. Mas pau-de-arara é um negócio meio complicado. (…) O pau-de-arara não é vantagem. Primeiro, porque deixa marca. Depois, porque é trabalhoso. Tem de montar a estrutura. E terceiro, é necessário tomar conta do indivíduo porque ele pode passar mal.”

Parte destes nomes ainda está viva e, diferentemente dos torturadores das ditaduras da Argentina e do Chile, jamais responderam pelas suas violações. O ano, entre parêntesis, é referente ao período em que eles atuaram.

1. ADÃO -  Investigador da Polícia Federal (PF), lotado na Delegacia de Furtos e Roubos de  Belo Horizonte (1969)

2. ALAN - Investigador de polícia lotado em Juiz de Fora (1964)

3. ALBERTO - Cabo do Exército, servia na Polícia do Exército (PE) do Quartel General (QG) da III Região Militar (RM) em BH (1971)

4. ALBERTO DA FONSECA DE FREITAS - Capitão da Artilharia do Exército, servia em BH (1971)

5. ALBERTO LOPES DE LISBOA - Segundo Sargento da Polícia Militar (PM) em BH (1969)

6. ANÉSIO - Investigador da PFl lotado no Departamento de Vigilância Social de BH (1968-1969)

7. ANTÔNIO AMÉRICO DE MAGALHÃES GÓES - Funcionário da Caixa Econômica Federal de BH (1971), integrava o Comando de Caça aos Comunistas (CCC) de Minas Gerais

8.  ANTÔNIO NOGUEIRA LARA REZENDE - Delegado da PF lotado na Delegacia de Furtos e Roubos de BH (1969); chefiou o Departamento de Investigações (1985). Foi um dos chefes da operação que terminou com os sete membros da Colina presos em uma casa no bairro São Geraldo. Além de ser citado na lista, também é apontado pela Comissão Nacional da Verdade por ter sido conivente na morte do militante João Lucas Alves durante tortura em Belo Horizonte.

9. ANTÔNIO DE PÁDUA ALVES FERREIRA -  Primeiro Tenente da PM (1969-1972)

10. ANTÔNIO VILLAS BOAS - Tenente Coronel da Artilharia do Exército; atuava no Departamento de Ordem Política e Social (DOPS) de BH

11. ARIOVALDO HORA DA SILVA - Investigador da PF lotado na Delegacia de Vigilância Social como escrivão em BH (1968-1969)

12. AYRES - Cabo do Exército, servia no 12° Regimento da Infantaria (RI) de BH (1969)

13. BICALHO - Investigador da PF lotado no Departamento de Vigilância Social (DVS) em BH (1968 e 1969)

14. CARDOSO - Sargento do Exército; servia no Batalhão da Polícia de Eventos em BH (1971)

15. CASEMIR VIEIRA - Major da Infantaria do Exército; servia no Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI) de BH (1971)

16. CECILDES MOREIRA DE FARIA - Inspetor da PF; lotado na Delegacia de Furtos e Roubos de BH até 1969, ano em que morreu

17. CÉLIO FERREIRA GUIMARÃES - Major da PM; servia em BH (1969)

18. CÍCERO DE ALMEIDA BATISTA - Capitão; servia no 12° RI de BH (1969)

19. CLÁUDIO GUIMARÃES - Atuava no DOI-CODI-BH (1971)

20. COSTA - Tenente do Exército; servia no 3° Batalhão de Caçadores (BC) em Uberlândia-MG (1967)

21. COTA - Inspetor da Delegacia de Furtos e Roubos de BH (1969)

22. DALMEM MENEZES - Tenente da PM; servia em BH (1969) e posteriormente integrou o Serviço Nacional de Informações (SNI), em Brasília

23. DAVI - Sargento; atuava no DOPS-MG (1971)

24. DAVID HAZAN - Delegado da PF, chefiava o DOPS-MG, onde atuou desde 1951; foi aluno de Dan Mitrione, agente norte-americano que ensinou tortura à brasileiros

25. DERCY DA SILVA PEREIRA - Capitão da Infantaria do Exército; servia Quartel da Brigada de Infantaria de Belo Horizonte-MG (1971)

26. DIRCEU - Cabo PM; servia em BH (1969)

27. MOTA - Tenente Coronel da Infantaria do Exército; servia na  Infantaria Divisionária da 4ª Divisão de Infantaria (ID-4°) em Minas Gerais (1969)

28. ELLOS PIRES DE CARVALHO - Coronel PM; comandou o Departamento de Instrução (1967-1969)

29. FÁBIO BANDEIRA DE FIGUEIREDO - Delegado da PF, atuava no DOPS-BH (1968)

30. FELIPÃO - Investigador da PF; lotado no DVS de BH (1971)

31. FERREIRA - Cabo PM; servia no DVS de BH (1969)

32. FRANKLIN LÍBERO DE SIQUEIRA - Tenente da PM; servia em BH (1969)

33. FREDERICO - Investigador da PF lotado no DVS-MG (1964-1970); era do CCC

34. HAYDIN BATES SARAIVA - Investigador da PF; lotado na Delegacia de Furtos e Roubos em BH (1969)

35. HILTON PAULO CUNHA PORTELLA - Capitão da Infantaria do Exército; servia no 1° Batalhão de Polícia de Eventos-RJ (1964); passou a atuar no 12° RI-BH-MG (1969-1970); conhecido como Doutor Joaquim (apontado por 18 presos políticos como toruturador). Segundo os relatos, ele batia nos presos até quebrar os dentes e também mandava arrancarem as suas unhas. Fazia as mulheres desfilarem nuas para os torturadores e apertava os mamilos até ficarem feridos, para só então aplicar choques no local.

36. ÍNDIO BUGRE MACHADO - Agente da PF; atuava em Uberlândia-MG

37. ITIBERÊ GOUVEIA DO AMARAL - General de Divisão; comandou a 4ª DI da 4ª RI em Juiz de Fora-MG (1967-1968)

38. JEAN PAUL NICOLLA SEEBURGUER - Médico e Professor da Faculdade de Medicina da UFMG; foi colaborador do DOPS-BH (1971)

39. JESU DO NASCIMENTO ROCHA - Capitão da PM; servia no 12º RI de BH (1969); também  atuava na Penitenciária de Neves

40. JESUS MARIA DE ANDRADE DRUMOND - Capitão da PM; servia em BH (1969)

41. JOÃO TEIXEIRA VICENTE - Major da PM; servia no 12° RI deBH (1969); fez curso de Controle de Distúrbios Civis e pertencia à Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (Adesg)

42. JOEL - Investigador da PF; lotado no DVS de BH (1969)

43. JOFRE FERNANDES LACERDA - Capitão da Infantaria do Exército; servia no 12° RI de BH (1968-1969); suicidou-se

44. JOSÉ DE ANDRADE DRUMOND - Coronel da PM (1966)

45. JOSÉ DA CRUZ - Sargento da PM; atuava no DOI-CODI e no DOPS de BH (1971)

46. JOSÉ EUSTÁQUIO DE ALMEIDA PRAXEDES - Sargento da PM; servia em BH (1969)

47. JOSÉ FERREIRA GONÇALVES - Agente da PF; atuou no DOPS de BH (1968 e 1969)

48. JOSÉ JORGE - Sargento em MG (1969)

49. JOSÉ MARIA DE PAULA - Investigador da PF; lotado na Delegacia de Furtos e Roubos em BH-MG (1969); conhecido como Zé Maria; desde 1978 passou a Inspetor da mesma Delegacia; erradamente algumas fontes indicam o nome José Maria Pereira ou José Pereira

50. JOSÉ MORSH - Delegado da PF; lotado no DOPS

51. JOSÉ MUNIZ REZENDE - Integrou o Serviço Estadual de Informações em Minas Gerais e depois atuou em Salvador (1969)

52. JOSÉ PERPÉTUO DE REZENDE - Investigador da PF; lotado no DVS de BH (1969-1970)

53. JOSÉ REIS DE OLIVEIRA - Agente da PF; lotado na Delegacia de Furtos e Roubos de BH-MG (1969)

54. JOSÉ DA SILVA TAVARES - Foi colaborador dos órgãos de repressão em MG

55. JUVENAL ANTUNES PEREIRA - Sargento do Exército; servia em Juiz de Fora-MG

56. LEO MACHADO - Sargento da PM; servia no 12° RI de BH (1969-1970)

57. LUIZ SOARES DE SOUZA ROCHA - Delegado da PF; lotado na Delegacia de Furtos e Roubos de BH (1969-1970); foi Superintendente Geral da Polícia de Minas Gerais. Aparece nos registros do livro "Brasil: Nunca Mais" sendo indicado por pelo menos cinco presos políticos como torturador.  Além disso, também é citado em documento da Comissão Nacional da Verdade como autor da morte do militante João Lucas Alves, na delegacia de Furtos e Roubos, na rua Pouso Alegre.

58. MANOEL ALFREDO CAMARÃO DE ALBUQUERQUE - Tenente-Coronel da Artilharia do Exército; serviu no 12° RI de BH (1969); recebeu a Medalha do Pacificador

 

59. MARCELO PAIXÃO ARAÚJO - Segundo Tenente do Exército; servia em BH-MG, de 1968 a 1971, sendo que no último ano estava no 12° RIa. O torturador confesso foi indicado por 22 pessoas como autor de torturas

60. MÁRIO C NDIDO DA ROCHA - Delegado da PF; lotado na Delegacia de Furtos e Roubos em BH (1969)

61. MATIAS MARTINS - Cabo da PM; servia em BH (1969)

62. MAURILIO SCORALICK - Primeiro Tenente do Armamento do Exército; servia em BH; às vezes aparece erradamente chamado de Escolarick

63. NELSON GALVÃO SARMENTO - Agente do DVS  e do CENIMAR  em BH (1969-1972)

64. NONATO - Sargento da PM; servia na Central de Operações de BH (1969)

65.  ORLANDO MORGADO -. Tenente-Coronel da Engenharia do Exército; chefiou a S-2 da 4ª. DI da 4ª. RM em Juiz de Fora-MG (1967); recebeu a Medalha do Pacificador;

66. ORLANDO TEIXEIRA BASTOS JÚNIOR - Capitão da Infantaria do Exército; servia no 12°. RI em BH (1968)

67. OCTAVIO AGUIAR DE MEDEIROS - General de Exército; dirigiu o Inquérito Policial Militar (IPM) realizado em BH contra o COLINA

68. PAULO GUILHERME VAZ DE MELLO - Advogado; integrava o CCC (1969); conhecido como Paulo Cicatriz

69. PAULO KOSKY ROSA - Capitão da PM; servia em Belo Horizonte (1964); atuou na Penitenciária das Neves

70. PEDRO - Sargento da PM; servia em BH

71. PEDRO CARLOS PIRES DE CAMARGO - Capitão da Infantaria do Exército; comandou o DOI-CODI de BH (1971)

72. PEDRO IVO DOS SANTOS VASCONCELOS - Capitão PM; servia em BH (1969-1971)

73. PIONORO - Investigador da PF; atuava na Delegacia de Furtos e Roubos em BH

74. RAFAEL CRUZ - Atuava em BH (1971)

75. RALPH GRUNEWALD FILHO - Tenente Coronel da Infantaria do Exército; chefiou o IPM da Guerrilha de Caparaó em Juiz de Fora-MG (1967); recebeu a Medalha do Pacificador

76. RODRIGO SARAIVA - Inspetor da PF; lotado na Delegacia de  Furtos e Roubos em BH (1969)

77. ROMEU ROCHA - Detetive da Polícia; lotado na Delegacia  de Furtos e Roubos em BH (1969)

78. RONALDO SOARES DA MATA - Primeiro Tenente da PM; serviu na Colônia Penal Magalhães Pinto (1970)

79. RONALDO DE SOUZA - Segundo Tenente do Exército; servia em BH (1969)

80. RUBENS JOSÉ FERREIRA -  Major da PM

81. RUI EDMAR RIBAS - Tenente da PM; servia em BH (1969)

82. SANTOS - Cabo do Exército; servia no DOI-CODI e no DOPS (1971)

83. SCHUBERT GONZAGA DE SANTANA - Capitão PM; servia em BH (1969)

84. SEORALICK JOSÉ DO CARMO - Servia na PM em BH

85. SÉRGIO CASADEY FLORÊNCIO - Foi colaborador do CENIMAR em BH-MG; e joalheiro

86. SÓCRATES - Atuava no DOPS (1971)

87. TACIR OMAR MENEZES SAI - Delegado da PF; lotado no DVS de BH (1964-1970); era do CCC

88. VALDOMIRO ANTÔNIO SABINO - Capitão da PM; servia em BH (1969)

89. VICENTE  DOS SANTOS NOGUEIRA - Agente da PF; lotado no DOPS de BH (1969)

90. VIETTI - Atuava no DOI-CODI de BH (1971)

91. WALDIR TEIXEIRA GÓES - Major da Infantaria do Exército; servia no 12º RI em BH-MG (1969)
 

O que achou deste artigo?
Fechar

Quem são eles...

91 torturadores
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter