Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Polêmica

Henry Cavill diz que não flerta por medo de ser acusado de assédio

Ator criticou movimento #MeToo e foi bombardeado de críticas

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Henry Cavill foi criticado por posições contra movimento #MeToo
Henry Cavill foi criticado por posições contra movimento #MeToo
PUBLICADO EM 12/07/18 - 17h04

Henry Cavill foi criticado nas redes sociais após comentar sobre o movimento #MeToo em uma recente entrevista à GQ Australia. Ele disse que, após o movimento, ficou com receio de flertar com mulheres e ser acusado de assédio.

"As coisas têm de mudar, absolutamente. É importante também manter as coisas boas, que eram uma qualidade no passado, e se livrar das coisas ruins", disse Cavill sobre o comportamento dos homens.

"Há algo de maravilhoso em um homem indo atrás de uma mulher. Eu acho que uma mulher deveria ser cortejada e perseguida, mas acho que eu sou tradicional por pensar assim", disse.

"É muito difícil fazer isso se há certas regras no lugar. Porque é assim: 'Bem, eu não quero levantar e ir falar com ela, porque eu serei chamado de estuprador ou algo assim'. Então você fica, tipo: 'Esquece, eu vou chamar uma ex-namorada, e depois voltar para um relacionamento que nunca funcionou de verdade'. Mas é mais seguro do que eu me jogar nas chamas de um incêndio, porque eu sou alguém que está sendo observado pelo público, e se eu flertar com alguém, quem sabe o que pode acontecer?", falou.

"Agora você não pode tentar persuadir alguém que disse 'não'. É tipo: 'Ok, tá bom'. Mas depois é: 'Ah, por que você desistiu?', e eu penso: 'Bem, porque eu não queria ir pra cadeia?", concluiu.

O posicionamento do ator gerou muitas críticas nas redes sociais.

O que achou deste artigo?
Fechar

Polêmica

Henry Cavill diz que não flerta por medo de ser acusado de assédio
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (3)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter