Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Entrevista

Ana Paula Ivo: Psicóloga transpessoal

A especialista explica o que é a cura multidimensional para a ascensão, um projeto individual de renascimento, com base no amor-próprio e no reconhecimento do potencial de cura que cada ser humano possui. Uma oportunidade de autonomia, fusão e expansão consciencial em cada ser humano.

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Ana Paula Ivo: Psicóloga transpessoal
A especialista explica o que é a cura multidimensional para a ascensão, um projeto individual de renascimento, com base no amor-próprio e no reconhecimento do potencial de cura que cada ser humano possui. Uma oportunidade de autonomia, fusão e expansão consciencial em cada ser humano.
PUBLICADO EM 21/07/08 - 18h20

O que é a cura multidimensional?

Ela está estruturada na fusão geoquântica, que é a combinação perfeita entre a matemática e a geometria e outras vibrações como som (mantra dos símbolos) e a cromoterapia (cor dos símbolos). Ela representa uma elevada vibração de cura. Logicamente que depois de estabelecermos o eqülíbrio e a harmonia em nós, poderemos levá-la a outras pessoas e ao próprio planeta.

Qual o seu embasamento? É um processo intuído, canalizado, aprendido?

Na verdade, nós nunca deixamos de nos ligar e nos comunicar com universo, apenas não tínhamos consciência disso. O meu percurso profissional e pessoal mostrou-me que a vida apenas faz sentido se for vivida em sua totalidade e isso incluiu a espiritualidade. É algo intrínseco à nossa existência, não está fora de nós. O meu trabalho é realizado em total sintonia comigo mesma e com o universo. Todos nós possuímos uma sabedoria interior. Por isso, todos somos gênios quando reconhecemos e aceitamos isso. Além disso, estudo e pesquiso muito. Depois é só deixar a minha sabedoria interior encontrar espaço para se expandir e a fusão do meu ser com o amor universal traz à minha consciência tudo o que eu preciso saber para realizar esse trabalho de cura multidimensional. Tudo acontece no momento contínuo do tempo e do espaço. Não existe separação, apenas unificação entre nós e o universo. É por isso que temos uma consciência multidimensional.

O que Kryon tem a ver com a cura multidimensional?

Ele tem como meta contribuir para a expansão da consciência de toda a humanidade. Kryo é um ser criado em luz e amor puros. Ele não teve qualquer reencarnação física na Terra, o seu "corpo" é apenas de luz e a sua vibração é de amor universal.

A senhora diz canalizar a energia do Cristo planetário. Como é isso?

Tal como kryon se encontra responsável pela atualização eletromagnética na humanidade, o nosso Cristo Planetário cuida desse processo no planeta Terra. A cura multidimensional para a ascensão também contempla o planeta através da ativação eletromagnética que se realiza com os símbolos associados aos portais terrestres. Em sintonização com a energia do Cristo Planetário verifiquei que existem muitos outros portais que pouco a pouco têm chegado à minha consciência.

Por exemplo, em Portugal existem 25 portais de fogo transmutadores da humanidade. No continente norte-americano existem importantes portais aéreos e na região amazônica também. Eles transmutam os processos e as programações mentais da humanidade. O Cristo Planetário teve a sua última reencarnação física na Terra, na pessoa do infante dom Henrique, o grande pioneiro e fundador dos descobrimentos portugueses. Uma das suas funções era partir em busca desses portais colocando os padrões como ativadores permanentes da energia planetária. Com o tempo e o desconhecimento desse fato, muitos desses padrões foram desviados e a energia portalina do planeta também se alterou. Estou preparando um livro sobre esse assunto que considero muito importante para todos nós, pois vai nos ajudar a cooperarmos com maior consciência para a preservação do planeta.

A senhora se refere a símbolos multidimensionais. Qualquer pessoa pode usá-los?

Sim. Eles são usados para facilitar a ascensão. Aliás é justamente por isso que os meus pacientes desejam fazer o meu curso depois de terem sido tratados com os símbolos. Os tratamentos exigem a participação consciente e o envolvimento do paciente e exercem verdadeiros milagres na vida das pessoas. Os símbolos estão impregnados de uma energia viva, dinâmica e criativa. Entre 2000 e 2005, os mestres realizaram importantes ativações nos nossos corpos de luz, incluindo alterações na geometria das nossas células corporais, das correntes sanguínea e linfática e no nosso sistema nervoso. Segundo Kryon, entre 2004 e 2005 foi encontrado o ponto de equilíbrio e estabilizou-se o nosso corpo de luz, também conhecido por sistema imunitário. Essa situação em nosso corpo vai permanecer assim até 2012, momento em que acontecerá uma nova atualização. Os símbolos de cura multidimensional para a ascensão estão todos programados no nosso sistema celular. Por isso é tão fácil assimilá-los e assumi-los de imediato.

Terapeuticamente, como ocorre esse processo?

A minha experiência mostra que, por vezes, basta apenas um tratamento para que a cura aconteça e isso inclui casos de câncer. Os símbolos transportam-nos para uma faixa de amor e de cura muito elevada porque na verdade, nós já somos essa nova simbologia de luz. Durante o meu curso também é muito frequente os alunos experimentarem a cura dos seus sintomas em vários níveis do seu ser.

As técnicas ensinadas no curso possibilitam a cura emocional e física?

Sim, a pessoa, quando em processo de cura, passa por uma mudança de consciência que permite a ela encontrar o seu ponto de equilíbrio quer seja físico, emocional, mental ou espiritual. O que acontece é essencialmente uma elevação da vibração consciencial, um caminho que se projeta sempre para a frente e para cima, ou seja, é um processo interno de vontade e de elevação em todos os níveis da nossa vida e do nosso ser.

Na sua opinião, porque adoecemos?

Adoecemos por falta de amor. A vida ensina-nos que tudo aquilo a que não dedicamos atenção e amor, fatalmente deixa de viver e desaparece de nossas vidas. Assim acontece quando deixamos de nos nutrir com amor. Fomos educados para viver para fora, para os outros e isso nos distanciou de nós mesmos. Deixamos de interagir com a nossa sabedoria interior.Esse afastamento caracteriza-se pela falta de amor próprio e de auto-estima, e aí, só nos resta a doença, que passa pela baixa vibração de luz no nosso ser e na nossa consciência. Os sintomas físicos revelam sempre bloqueios energéticos no nível emocional, mental ou espiritual, e por vezes, é uma mistura de tudo isto. Por isso, a cura de multidimensional para a ascensão, se apresenta com um caminho, uma possibilidade para a cura, baseada no estímulo e no reconhecimento do nosso amor próprio. O amor é o único sentimento que tem o poder de cura.

Qual o seu conceito sobre alma?

É a sabedoria interior que existe em cada um de nós.

E morte?

É uma expressão criativa a que chamamos vida.

Para a senhora, quem é Deus?

A expressão máxima do amor.

O que viemos fazer aqui? Qual a nossa missão na Terra?

Contribuir para a evolução permanente do universo.

Existem outras dimensões paralelas?

Pelo menos uns 500 mil universos de amor maior.

Qual o seu conceito sobre reencarnação?

A multidimensionalidade do ser.

O que achou deste artigo?
Fechar

Entrevista

Ana Paula Ivo: Psicóloga transpessoal
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter