Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Quadrinhos

Cartunista Flávio Luiz lança HQ "Aú, o Capoeirista"

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Personagem é inspirado na forma de viver do brasileiro
PUBLICADO EM 30/09/08 - 19h12

Da capital baiana surge o novo herói dos quadrinhos nacionais. Criado pelo cartunista Flávio Luiz, "Aú, o Capoeirista" é um jovem morador de Salvador que vive histórias voltadas ao público infanto-juvenil acompanhado de seu macaco Licurí e de seu inseparável berimbau.

Segundo Flávio Luiz, Aú (o nome significa um conhecido movimento da capoeira) surgiu como um esboço de um trabalho que ele fez para o Festival Bral’Af, (ocorrido em Salvador em 2001) cujo foco era retratar o cotidiano da cidade. Flávio então teve a idéia de criar um típico capoeirista baiano recepcionando uma francesa nas ruas do pelourinho.

"Nascia assim a inspiração para criar um personagem com características do povo brasileiro. Com o passar dos anos fui aprimorando os traços, tendo outras idéias, até chegar ao produto final que é o Aú, um jovem de 16 anos como tantos outros que encontramos por aí", afirma Flávio Luiz, que pretende, com o lançamento deste primeiro número, conquistar um público leitor de histórias em quadrinhos carente de personagens tipicamente brasileiros em cenários conhecidos por todos. "A hospitalidade, a alegria e a criatividade do povo baiano retratadas nos personagens servirá para divulgar ainda mais os lugares, ritmos e as diferenças da nossa cultura, principalmente a cultura negra e seu sincretismo."

A primeira edição, que será encontrada nas livrarias em uma versão de luxo (em capa dura e papel couché), terá o custo de R$ 48 e deverá ser seguida por outros números, ainda sem previsão de lançamento.

Em Belo Horizonte, o lançamento ocorrerá no próximo dia 16, na livraria da Travessa. Mais informações sobre o personagem e sobre a capoeira podem ser obtidas no site www.auocapoeirista.com.br.

Trajetória. Além do reconhecimento no Brasil, Flávio Luiz também se destaca no exterior, tendo sido bastante elogiado por seus traços no Festival Internacional de Cartoon da Suécia (2002), onde produziu quadrinhos ligados a ecologia.

Em terras brasileiras, ganhou prêmios em vários salões de HQ, entre eles o Salão de Piracicaba (1994 e 2000). Também em 2000, recebeu o troféu HQMIX - considerado o Oscar dos quadrinhos no país - com a - revista "Jayne Mastodonte Adventures".

O que achou deste artigo?
Fechar

Quadrinhos

Cartunista Flávio Luiz lança HQ "Aú, o Capoeirista"
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter