Recuperar Senha
Fechar
Entrar

'Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo'

Costurado por hits atemporais

Com menos músicas e mais realização, sequência do longa é superior ao original

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Capturar.JPG
Flashbacks. Sequência traz duas linhas temporais e versões mais jovens do musical original, estrelado por Meryl Streep em 2008
PUBLICADO EM 02/08/18 - 03h00

Fora o catálogo quase infinito de hits do Abba, não havia necessidade nenhuma de uma continuação para o “Mamma Mia!” de 2008. Mas se marmanjos héteros têm direito a um herói novo com a cueca por cima das calças toda semana, mulheres e gays também podem se divertir. E quando a sequência anunciou que Cher (!) estaria no filme, como a mãe (!!) de Meryl Streep (!!!),  as gays do mundo inteiro começaram a fila nas portas do cinema, oferecendo suas pérolas em troca desse momento histórico.

Tendo isso em vista, a boa notícia é que “Mamma Mia! Lá Vamos Nós De Novo” não é uma mera continuação caça-níquel. Na verdade, o filme que estreia hoje, mesmo sem as canções mais famosas do Abba, esgotadas no longa original, é melhor que o anterior – menos dependente das músicas e mais amparado por um roteiro e uma direção mais redondos e seguros.

A trama começa com Sophie (Amanda Seyfried) às vésperas da inauguração do hotel Bella Donna, realizando o sonho da mãe falecida há pouco tempo. Sim, a personagem de Meryl Streep morreu entre os dois filmes. Mas Donna aparece, vivida por Lily James (“Cinderella”) em flashbacks no fim dos anos 70 que contam como ela foi parar na Grécia e conheceu os três pais da filha.

Se o díptico temporal lhe soa familiar, sim, o roteiro de Richard Curtis (“Um Lugar Chamado Notting Hill”) manda a humildade às favas e espelha a estrutura de “O Poderoso Chefão II”. E se Lily James não tem o talento de um Robert De Niro, ou de uma Meryl Streep, ela compensa com um inegável carisma. A atriz inglesa empresta um sorriso constante, que faz de Donna um raio de sol que finalmente encontra um lugar para brilhar nas ilhas gregas. Streep pode fazer falta nas cenas iniciais, mas espere até a performance de “Andante, Andante”, e James vai conquistar seu coração.

O maior trunfo de “Lá Vamos Nós De Novo”, porém, é a realização mais competente – especialmente a montagem de Peter Lambert (“A Morte de Stalin”). Nas rimas visuais e sonoras das transições entre passado e presente, ela entende a essência do musical: como as canções do Abba atravessam gerações e costuram histórias de mães, filhas e netas.

O longa do diretor Ol Parker (roteirista de “O Exótico Hotel Marigold”) está longe de querer ser uma obra-prima, ou mesmo um filme profundo e denso tematicamente. Mas ele consegue captar, em sua história, o segredo do sucesso atemporal do Abba (e do musical de 2008): com exceção de psicopatas, todo mundo 1) já teve o coração partido; 2) ama música; e 3) sonha com férias idílicas em uma ilha grega no verão.

Não que “Lá Vamos Nós De Novo” seja perfeito. O terceiro ato descamba para um oba oba descontrolado que lembra o longa anterior, e perde um pouco da sua força ao abandonar a narrativa de Donna no passado.

Mas seus acertos são bem mais numerosos que os erros. A começar pelo ótimo casting dos personagens jovens, capitaneado por James – e os belos direção de arte e figurino que, a partir da paleta azul do céu grego, dão uma identidade visual que une cada personagem no passado e presente. E quando Streep faz falta, o restante do elenco está de volta, com Christine Baranski e Julie Walters roubando a cena – e Pierce Brosnan, misericordiosamente, não cantando.

O comedimento musical, aliás, é outro mérito da sequência. São menos canções, melhor integradas à narrativa. E quando “Dancing Queen” e “Mamma Mia” são cantadas, elas têm um motivo e um peso dramático. Some a isso a melhor sequência de créditos finais do ano, e você precisa ser muito – mas muito – mal humorado para não se contagiar com um filme que tem Cher cantando “Fernando”.

Solar. Lily James vive versão mais jovem da personagem de Meryl

O que achou deste artigo?
Fechar

'Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo'

Costurado por hits atemporais
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter