Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Televisão

Homens garantem boa audiência em atrações gastrô

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Paulo Tiefenthaler ensina receitas inusitadas no
PUBLICADO EM 18/01/13 - 20h55

São Paulo.A cozinha deixou de ser um lugar temido pelos homens - pelo menos por aqueles que apresentam programas de gastronomia. Cada vez mais presentes nas produções voltadas a esse tema, seja na TV aberta ou na por assinatura, eles mostram não só técnica e jeito próprio de preparar um prato, como também um pouco de irreverência, novidades e bom humor.

Em "Larica Total" (Canal Brasil), a cozinha é comandada pelo chef Paulo Oliveira, vivido pelo ator Paulo Tiefenthaler. As façanhas realizadas pelo personagem, como a moqueca de ovo, o frango flex turbo rápido e o space cupcake, arrancam gargalhadas - mas também ensinam aos que não levam jeito na cozinha. "Tem gente que me para na rua e diz que aprendeu a fazer um simples arroz ou uma macarronada. E que não teria conseguido isso com outros programas", conta Tiefenthaler.

O jeito Shrek de ser do personagem, em meio a uma cozinha simplória e com ingredientes não tão requintados, dá o tom descontraído do "Larica Total". A atração foi criada inicialmente pelo cineasta Terêncio Porto para ser um curta-metragem sobre um homem solteiro que, sozinho em casa e sem dinheiro, tinha que se virar para não passar fome. "Ali, é um outro lado meu, só que editado. Dizem que sou um cozinheiro engraçado. Mas não sou um profissional da cozinha. Nem o personagem", diz o ator, que prepara alguns pratos comuns em casa e conta com a supervisão de um chef para fazer as receitas da atração. "Sei cozinhar, só não pratico muito", conta.

A atração aposta em um personagem popular, que ajuda o telespectador a perder o medo de ir à cozinha. Para Tiefenthaler, muitos programas de TV usam ingredientes que as pessoas não têm em casa. "Para pratos requintados, prefiro ir a um restaurante. O ‘Larica’ chega a brincar com essa anarquia e virou uma escola informal de culinária", diz.

Até mesmo a tradicional roda de amigos para beber cerveja e bater papo pode ser um bom momento para cozinhar. É esse o cenário usado pelos chefs Guga Rocha, Carlos Bertolazzi, Dalton Rangel e João Paulo Alcântara no programa "Homens Gourmet" (Bem Simples). Na atração, eles revelam segredos das comidas de boteco, ensinam pratos temáticos e drinques, além de colocar o papo masculino em dia. "É como se fosse um domingo na casa de um amigo. A produção liga a câmera, e a gente se solta. Virou nossa terapia em grupo", diz Rocha.

O detalhe gourmet fica por conta de algumas combinações especiais, como o camarão ao molho de champanhe, o brulée de bacalhau e a caponata de casca de banana. Mas Rocha garante que não há complicação na hora de preparar os pratos.

Ainda mais para os homens, que, segundo ele, tendem a ser mais seguidores de manuais de culinária do que as mulheres. "Na cozinha, nós somos mais racionais. Estamos preocupados com a estética do prato. Elas são mais carinhosas, preocupam-se com o tempero", revela.

Em outros programas da TV, os homens também mostram que entendem de cozinha. É o caso dos chefs Claude Troisgros, que recebe artistas no "Que Marravilha!", e de Olivier Anquier, com as reportagens do "Diário do Olivier", ambas atrações do GNT.

O que achou deste artigo?
Fechar

Televisão

Homens garantem boa audiência em atrações gastrô
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter