Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Quadrinhos

"Jubiabá", de Jorge Amado, ganha versão gráfica criada por Spacca

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Adaptação. Capa do
PUBLICADO EM 09/06/09 - 18h15

O romance politicamente engajado de Jorge Amado "Jubiabá", publicado originalmente em 1935, ganhou versão em quadrinhos a cargo do cartunista e ilustrador paulista Spacca.

Trata-se de uma releitura em forma de narrativa gráfica da saga de Antônio Balduíno, negro baiano que nasce no Morro do Capa Negro, na periferia de Salvador, e cresce à margem - é adotado (ou melhor, empregado por um senhor branco), foge, vira garoto de rua, boxeador, artista de circo e exerce uma série de outras atividades, até se tornar líder trabalhador. Nutre paixão platônica pela branca Lindinalva, filha de seu ex-patrão, e o sentimento é fundamental para o desenvolvimento da história.

O principal objetivo deste "Jubiabá", segundo já disse o editor do selo Quadrinhos na Cia, André Conti, é chegar às escolas. Mas o álbum funciona para qualquer interessado em literatura e HQ, muito por conta do bom ritmo empregado por Spacca e por seus desenhos deslumbrantes. Os traços do autor remetem a uma Bahia do passado bastante autêntica, com detalhes de arquitetura e ambientação que mesclam decalque geográfico a uma forma própria do criador.
O entorno humano, por sua vez, é bem estilizado, em especial os negros e suas manifestações, como cerimônias de candomblé e rodas de samba. "Jubiabá" já tinha virado filme em 1987, na visão de Nelson Pereira dos Santos. A HQ é ótimo complemento.

Agenda

O que.
"Jubiabá de Jorge Amado", por Spacca. Quadrinhos na Cia, 98 págs, R$ 33

O que achou deste artigo?
Fechar

Quadrinhos

"Jubiabá", de Jorge Amado, ganha versão gráfica criada por Spacca
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter